VÁRZEA GRANDE

Variedades

Panicat Wendy Tavares mostra seu antes e depois: ‘Era bem magrinha’

Publicado em

Variedades

Jovem trabalhava como modelo e decidiu ficar ‘mais gostosona’ para ser assistente de palco do programa ‘Pânico’

Para ser a nova panicat (ela foi apresentada neste mês), Wendy Tavares precisou pegar pesado. Literalmente! A jovem teve que ganhar músculos e novas curvas. A mudança no corpo pode ser vista no “antes e depois” que ela mostra ao EGO.

 

“Essas foram minhas primeiras fotos de modelo quando cheguei a São Paulo, vindo de Araçatuba. Era bem magrinha… Deixei o interior e fui para a capital para modelar mesmo. Tinha 19 anos e pesava 56 quilos”, conta a morena, que hoje tem 21 anos e pesa 60 quilos.

 

“Fiz feiras, confraternizações e eventos por um ano e meio. Até que, no Carnaval do ano passado, um amigo me apresentou para a produção do ‘Pânico‘. Na época, a minha agência em São Paulo já estava pedindo para eu emagrecer, pois estava acima do meu peso e não conseguia trabalhos como modelo, só para fitness e biquíni”, relembra ela, sobre a ditadura da magreza do mundo da moda.

Leia Também:  Governo publica licitação para asfaltar e interligar MT-247 à BR-174

 

 

“Emagreci seis quilos em dez dias. Tinha 105 centímetro de bumbum e, quando sequei, fui para 96 centímetros. Fiquei muito magra e até estranha. Pesava 62 quilos e fui para 56”, conta Wendy Tavares.

 

Quando voltou do Carnaval de Salvador, a produção do “Pânico” ligou para a jovem, a convidando para uma gração. “Fui gravar com a Mendigata e me falaram que eu estava muito magra. Precisei voltar a encorpar… Foi aí que resolvi deixar minha vida de modelo para virar mais gostosona, mais Panicat, mais malhada”, diz.

 

“Comecei fazendo participações nos quadros do Bolinha. Fiquei assim por um ano e, agora, virei Panicat. Meu sonho, quando vim para São Paulo, além da carreira de modelo, também era a carreira artística. Sem sonhei em ser famosa. Sempre quis essa vida e meus pais me apoiam muito. Agora que consegui, estou feliz demais. É gratificante estar onde estou, sendo que vim do interior. Não conhecia ninguém, fui conhecendo pessoas influentes e hoje estou na mídia”, festeja Wendy, que hoje tem 60 quilos, distribuídos em 1,69 m de altura, com direito a 103 cm de bumbum e 88 cm de busto.

Leia Também:  Perícia Médica de Rondonópolis começa a atender na unidade do Ganha Tempo
COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Variedades

Chef do 7º melhor restaurante do mundo vem a Cuiabá

Senac-MT trará Jefferson Rueda para aula-show aberta e gratuita no Sesc Arsenal

Publicados

em

No sábado, dia 8 de outubro, Mato Grosso irá sentir um gostinho dos sabores que encantaram o mundo pelas mãos do chef Jefferson Rueda. Ele comanda ‘A Casa do Porco’, restaurante eleito, em julho deste ano, o 7° melhor do mundo pela ‘The World’s 50 Best Restaurants Awards’, espécie de Oscar da gastronomia, que reúne um painel global de 1.080 jurados especialistas em culinária.
A convite do Sistema Fecomércio-MT, por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial em Mato Grosso (Senac-MT), Rueda virá a Cuiabá exclusivamente para ministrar uma das duas aulas-show abertas e gratuitas, a partir das 17h, no Sesc Arsenal, dentro da programação do ‘Pantanal Cozinha Brasil’. Também estará presente a chef pâtissière Carole Crema, referência em confeitaria há mais de 20 anos e jurada do programa ‘Que Seja Doce’, do canal GNT.
O diretor regional do Senac-MT, Carlos Rissato, destaca a participação das instituições no evento. “O Sistema Fecomércio-MT está orgulhoso em abrir as portas do Senac e do Sesc para apoiar o ‘Pantanal Cozinha Brasil’, maior evento técnico e científico de gastronomia do estado, que irá movimentar a economia local e colocar em evidência a culinária e a cultura mato-grossense”, enfatiza.
Inspiração
Durante a aula-show do chef Jefferson Rueda, o público poderá se deliciar com a história do seu restaurante e de como a carne suína serviu de inspiração para a criação de um cardápio criativo e surpreendente.
Além de conhecer a trajetória do chef pelas palavras do próprio Rueda, os participantes terão a oportunidade de aprender a versatilidade e diversidade de receitas com carne suína que são sucesso no restaurante ‘A Casa do Porco’. “Quero apresentar o novo olhar para a carne de porco, desmistificar seu consumo e mitos antigos sobre a criação dos suínos”, afirma Jefferson Rueda.
O Sistema S do Comércio, composto pela Fecomércio, Sesc, Senac e IPF em Mato Grosso, é presidido por José Wenceslau de Souza Júnior. A entidade é filiada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que está sob o comando de José Roberto Tadros.
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mulheres vítimas de violência fazem curso de reparos domésticos
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA