VÁRZEA GRANDE

COMBATENDO FRIO/FOME

Cuiabá: equipes da força-tarefa auxiliam pessoas em situação de rua

Ação foi determinada pelo prefeito Emanuel Pinheiro e pela primeira-dama, Márcia Pinheiro, reforçando a promoção do atendimento humanizado em prol das famílias mais carentes

Publicado em

Variedades

Mais 250 refeições e 250 cobertores foram entregues, durante a força-tarefa de enfretamento ao frio, da Prefeitura de Cuiabá, no final da tarde desta quarta-feira (28), em várias regiões da capital. A iniciativa foi determinada pelo chefe do Executivo, Emanuel Pinheiro e pela primeira-dama, Márcia Pinheiro, visando o atendimento das famílias carentes com a chegada da nova frente fria. A ação conta com a distribuição de cobertores da campanha “Aquece Cuiabá”, idealizada pela primeira-dama, Márcia Pinheiro, e envolve todas as secretarias da gestão.

A programação da força-tarefa começou na manhã desta quarta-feira e realizou diversas entregas de cobertores e cestas básicas e contemplou famílias que trabalham no Aterro Sanitário, Clube de Mães do Coxipó do Ouro, dentre outros. Já no final da tarde, as equipes do Serviço de Abordagem Social, da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, percorreram espaços com concentração de pessoas em situação de rua e distribuíram os alimentos e cobertores. Foram abordados homens e mulheres na região do Porto, Rodoviária, Beco do Candeeiro e Morro da Luz.

Um dos primeiros a receber os donativos, Igor Fernandes da Silva, de 41 anos, disse que a ajuda chegou em boa hora. “Deus mandou vocês aqui. As pessoas acham que porque estamos na rua não precisamos de ajuda. Esta coberta vai me tirar o frio. Eu estava usando papelão para esconder do frio”, frisou.

A ação que percorreu os pontos da capital foi acompanhada pela coordenadora de Proteção Social Especial, da Secretaria de Assistência, Maggie Carolina. “Muito importante esta atividade proporcionada por esta gestão conhecidamente humanizada. A Prefeitura oferece o acolhimento, por meio dos albergues, mas algumas pessoas não optam por esta moradia. Então, a outra opção que temos é garantir o acolhimento doando alimentos e cobertor para proteger do frio. Estamos promovendo a dignidade e cidadania para todos”, revelou.

Foto: Luiz Alves

Atendimento assegurado

Em ato simultâneo, desta vez, na região do Bairro Praeirinho, as famílias receberam o sopão e cobertores. Ao todo, foram beneficiadas 100 pessoas. O jantar foi preparado e distribuído na casa de uma das moradoras, Jurema Gonçalina da Silva Leite, que afirmou que se sente realizada em ajudar a população local.

“Eu faço este tipo de trabalho há uns oito anos. Parei por um tempo, mas agora eu retomei. Eu recebi todos os ingredientes e preparei esta sopa que está bastante nutritiva e saborosa. Eu gosto de cozinhar e gosto de ajudar as pessoas. Estou feliz em poder contribuir um pouco com minha vizinhança”, assegurou Jurema.

Todos os legumes e macarrões utilizados no preparo do alimento foram entregues pela Secretaria de Assistência. Parte destes ingredientes é fruto de doação da população.

Moradora há mais de 40 anos do bairro, Maria Aparecida de Moraes Oliveira, de 50 anos, garantiu o jantar da família. “Esta sopa veio na hora certa. Com este frio, tomar uma sopa quentinha e depois ir para debaixo da coberta não tem coisa melhor”, argumentou.

A assistente social da Prefeitura de Cuiabá, Joyce Thays Pereira dos Santos, disse que o trabalho em prol das famílias mais carentes é contínuo, mas as ações foram intensificadas por causa da frente fria que chegou à nossa cidade. “Estamos aqui auxiliando a distribuição dos donativos, mas também cadastrando a população. Muitos aqui já são atendidos pelo Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). Nossa ação é continuada porque a fome não dá só um dia”, argumentou.  

Mãe de quatro filhos, Maiara Moraes da Silva, de 25 anos, também garantiu o jantar e os cobertores para a família. “Temos enfrentado dias difíceis com esta pandemia. Eu não trabalho fora e meu marido está desempregado e tem conseguido só uns bicos. Então este alimento chegou no momento certo”.

Nesta quinta-feira (29), outras regiões estão sendo realizadas pela Prefeitura de Cuiabá.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Projeto que autoriza Cuiabá a integrar consórcio público intermunicipal de saúde é aprovado em primeira votação
Propaganda

Política

Blitz contra queimadas leva informação sobre sofrimento dos animais do Pantanal

Frutas podem ser doadas; ação foi realizada por meio de parceria entre a Prefeitura de Cuiabá e a Associação É o Bicho MT

Publicados

em

Foto: Luiz Alves

A Prefeitura de Cuiabá e a Associação É o Bicho MT se uniram neste fim de semana para realização de uma grande ação de conscientização contra as queimadas, que prejudicam diretamente os animais do Pantanal. A blitz educativa foi realizada na Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251) e contou com a distribuição de kits informativos sobre os danos causados por incêndios, arrecadação de frutas para animais silvestres, e entrega de mudas de árvores.

Por determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, a ação teve o envolvimento da Defesa Civil de Cuiabá, Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano Sustentável, Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob0, e Secretaria de Comunicação. Segundo o coordenador da Brigada Municipal, agente Kleuber D’moura, apesar de ser extremamente prejudicial para a população, as queimadas trazem um maior sofrimento para os animais.

“Na verdade, quem sofre mais com as queimadas são os animais. O ser humano tem a noção de, em um momento de perigo, correr e se proteger. Já o animal, se assusta e, por muitas vezes, corre para um local que vai oferecer mais risco ainda para ele. Nos nossos combates, o que mais vemos são animais mortos, principalmente animais rasteiros que não conseguem pular um foco”, explicou.

De acordo com ele, o trabalho de conscientização da população é um fundamental aliado das medidas de combate realizadas diariamente pela Defesa Civil de Cuiabá. O coordenador destacou que cada cidadão informado se torna um novo agente, ajudando a denunciar ocorrências de queimadas e, principalmente, no trabalho preventivo de manter limpas as áreas que podem ser alvo de focos de incêndio.

“Essa semana atendemos uma ocorrência em um terreno urbano que foi causado por muito lixo, resto de entulho, móveis que a população acaba jogando em terrenos. Educar a população que isso se torna um combustível para ocasionar um grande incêndio é de muita importância. Então, precisamos de um povo consciente para que possamos realmente dar um basta nas queimadas em Cuiabá”, disse D’moura.

A Associação É o Bicho MT é uma das instituições que tem ajudado a amenizar o sofrimento causado pelas queimadas aos animais silvestres da região de Poconé. Contando com parcerias, como a firmada com a Prefeitura de Cuiabá, a Associação tem buscado arrecadar frutas que possam servir de alimento para os bichos que vivem em áreas atingidas pelo fogo. Este é o segundo ano que o grupo realiza a campanha.

No ano passado foram mais de 300 toneladas de frutas arrecadadas e 580 mil litros de água. Os animais estavam sem alimentos, sem ter o que comer, sem água, e muitos morrendo. Diante disso, começamos essa campanha. Esse ano a demanda está ainda maior. Começamos agora a arrecadação, mas precisamos de muita colaboração, pois a demanda semanal é bem grande”, relatou a vice-presidente da É o Bicho, Tatiana Dias de Lima Carvalho.

A vice-presidente enfatizou ainda que é de extrema importância contar com a parceria da Prefeitura de Cuiabá, que tem ajudado na divulgação da campanha e no apoio das ações em andamento para a arrecadação. Ele contou que a Associação conta com diversos voluntários e que todos aqueles que quiserem fazer parte do grupo ou ajudar com doações podem entrar em contato pelo perfil do Instagram @eobichomt.

“Quem tiver interesse em ajudar pode entrar em contato conosco. No nosso perfil tem todas as informações sobre o nosso trabalho, dá para tirar dúvidas, saber onde estamos com posto de coleta. Temos uma câmara fria na Cooperativa Coorimbatá, no Porto, que é onde guardamos o que recebemos e também onde as pessoas podem levar as doações”, pontuou. 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Pessoas que tiveram dengue são propensas a ter sintomas da covid-19
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA