VÁRZEA GRANDE

REGULARIZAÇÃO CADASTRAL

Criada força-tarefa para regularizar cadastros de servidores inativos e pensionistas

Ação conjunta entre MTPrev, Seplag, Seduc e PMMT intensificará ações para regularizar o censo previdenciário e evitar a suspensão dos pagamentos

Publicado em

Variedades

Foto por: Marcos Vergueiro/Secom-MT

O Mato Grosso Previdência (MT Prev), as Secretarias de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e de Educação (Seduc), e a Polícia Militar de Mato Grosso (PMMT) firmaram uma força-tarefa para regularizar os cadastros de servidores inativos e pensionistas do Estado. A medida foi instituída por meio da Portaria Conjunta 01/2021 publicada no Diário Oficial desta terça-feira (20.07).

Dos 37.184 servidores convocados para o Censo Previdenciário, 4.743 ainda não concluíram o recadastramento ou precisam sanar alguma pendência documental. A pendência de documentos ou a ausência de realização do recenseamento acarretará na suspensão do pagamento na folha salarial de agosto e permanecerá de igual modo até a completa regularização do recadastramento. 

Conforme o presidente do MT Prev em exercício, Érico Almeida, as respectivas secretarias e o Comando Geral da Polícia Militar são os órgãos de origem da maioria dos aposentados e pensionistas do Estado, o que pode facilitar a atuação dessa ação conjunta. 

“O Censo Previdenciário começou em dezembro de 2020 e foi amplamente divulgado na televisão, no rádio e na internet por meio de campanha publicitária, matérias e entrevistas, além de e-mails, SMS, apoio de sindicatos e associações pedagógicas. Entretanto, queremos esgotar todas as possibilidades antes de realizar o bloqueio do pagamento”, salientou o presidente. 
 
O titular da Seplag, Basílio Bezerra, destaca que essa é mais uma ação do Governo para evitar a suspensão do pagamento destes aposentados e pensionistas. “Fizemos essa portaria para intensificar todos os meios e caminhos para impedir o corte de salário dessas pessoas, que por algum motivo não fizeram ou não concluíram o Censo Previdenciário. Os comandos regionais da Polícia Militar e a Seduc auxiliarão nesse sentido, na tentativa de localizar esses servidores”, afirmou.

Confira aqui a lista dos aposentados e pensionistas em situação irregular.  

RECADASTRAMENTO

Para realizar o procedimento, o beneficiário deverá acessar o site www.mtprev.mt.gov.br, informar o CPF, clicar na opção “Censo Online” e anexar os documentos obrigatórios digitalizados. Clique aqui para conferir a documentação necessária. 

Em caso de dúvidas ou dificuldades no cadastro, além do telefone do MT Prev (65 3363-5300), há um WhatsApp exclusivo para receber mensagens sobre o Censo: (65) 9 9959-0350 e o e-mail [email protected]

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Semana da Inovação de Mato Grosso tem site e eventos confirmados
Propaganda

Variedades

Sedec-MT cadastra mais de 70 artesãos e índios da etnia Xavante

Indígenas da Aldeia Belém fizeram cadastro para adquirir carteira de artesão

Publicados

em

Assessoria SEDEC MT

Setenta e três artesãos realizaram o cadastro para adquirir a carteira nacional de artesão durante o 4º Circuito Empreendedor, que ocorreu no último dia 22 de julho, em Água Boa. O evento foi promovido pela Secretaria Adjunta de Desenvolvimento do Ecossistema Empreendedor, que integra a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Sedec-MT).

Dentre os profissionais cadastrados estão 24 índios da etnia Xavante, da Aldeia Belém, de Canarana. As inscrições foram efetuadas na tribo, na véspera do evento.

A adesão ao Sistema de Informações do Cadastro do Artesanato Brasileiro (Sicab) garante ao profissional artesão o direito a comercializar os produtos em feiras de artesanato nacionais e internacionais. Bem como, a participar de oficinas e cursos de artesanato.

O Circuito Empreendedor que tem como finalidade estimular os pequenos negócios no Estado traz muitas possibilidades de crescimento para os artesãos, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda.

“Com o Circuito Empreendedor os artesãos cadastrados deixam a informalidade e ganham lastro para melhorar seu negócio, já que passam a ser isentos de ICMS na venda dos produtos, conseguem ter acesso aos incentivos fiscais, obtém microcrédito, emitem nota fiscal avulsa de Emissão Eletrônica (e-NFA) e também podem contribuir como autônomo para a Previdência”.

A iniciativa integra o programa “Pensando grande para os pequenos” desenvolvido pela Sedec-MT com parceiros do Sistema S, federações representativas, instituições financeiras e diversas entidades públicas.

Artesanato indígena
Assessoria Sedec-MT

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Agora em agosto,144 novos ônibus começam a rodar em Cuiabá
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA