VÁRZEA GRANDE

Turismo

Florianópolis: 344 anos de magia na ilha de Santa Catarina

Publicado em

Turismo

As belezas naturais e os traços da cultura açoriana fazem do turismo diversificado uma das principais fontes de renda da capital catarinense.

Conhecida como a “ilha da magia”, Florianópolis celebra nesta quinta-feira (23) seus 344 anos com muita festa. Apresentações de artistas locais (manezinhos) e cantores nacionais, no Trapiche da Avenida Beira-mar Norte, estão entre os atrativos culturais da festa em homenagem à capital catarinense. A programação de comemoração foi iniciada no último sábado (18) e só termina na segunda-feira (26). Além da ilha de Santa Catarina, a capital ocupa parte do continente, incorporada à cidade em 1927 com a construção da ponte pênsil Hercílio Luz, cartão-postal de Florianópolis.

O turismo em Florianópolis é rico em atrativos históricos, culturais e naturais, com mais de 40 praias. Entre as mais badaladas estão Jurerê, Canasvieiras, Ingleses, Mole e Joaquina, cenário de campeonatos nacionais e internacionais de surf. A atividade turística contribui para a economia local o ano inteiro.

A movimentação da cidade é intensa, notadamente no verão, com a chegada de estrangeiros, principalmente argentinos, além de gaúchos e turistas das demais regiões do Brasil. A ilha é recortada com várias enseadas, pontas, ilhas, baías e lagoas. Os bairros ficam entre as montanhas, lagoas, manguezais, dunas e praias e são interligados por rodovias sinuosas.

Leia Também:  Porto de Maceió vai receber investimentos de R$ 31,7 milhões

Os cenários entre um atrativo e outro são paradisíacos, como a famosa Lagoa da Conceição, no centro da ilha. Nos arredores da lagoa, se destacam as rendas de bilro, de tradição açoriana. No Centro Histórico, estão atrativos importantes como a Catedral de Nossa Senhora do Desterro (nome original da cidade), a Figueira Centenária da Praça XV de Novembro, o Museu Cruz e Sousa (antigo palácio do governo), o Teatro Álvaro de Carvalho, a Alfândega e o Mercado Público. Apesar das construções modernas, a paisagem urbana ainda mantém o aspecto colonial. Santo Antônio de Lisboa e Ribeirão da Ilha estão entre os bairros mais preservados, onde predomina a pesca artesanal.


Crédito: Embratur

A ilha é ideal para a prática de esportes dentro e fora d´água como o surf e o sandboard, surf nas dunas em pranchas de madeira. A Lagoa da Conceição proporciona muitas opções como windsurfe, kitesurf, vela, caiaque e stand-up paddle, além de passeios de barco, inclusive para almoçar em um dos restaurantes da Costa da Lagoa.

O Parque Ecológico do Córrego Grande é uma das opções para fugir do roteiro de sol e mar. Já a Avenida Beira-mar Norte é o lugar para quem quer caminhar, correr, andar de skate, patins ou pedalar. Parapente e asa-delta embelezam ainda mais o cenário esportivo da ilha.

Leia Também:  Comitiva de Santa Rita do Trivelato pede emendas para Educação e Saúde

Outra atração muito visitada é a Ilha do Campeche, tombada como Patrimônio Arqueológico e Paisagístico Nacional. Campeche abriga praias de águas transparentes e natureza exuberante, além de inscrições rupestres em sítios arqueológicos. Depois de pegar um barco, chega-se ao local protegido por trilhas com acompanhamento de guia.

GASTRONOMIA – Em novembro de 2014, Florianópolis recebeu o título da Unesco de Cidade Criativa da Gastronomia. Essa conquista foi graças a contribuição dos povos que já passaram pela cidade (ilha e continente) e transformaram a cozinha local rica em mistura de ingredientes, temperos, sabores e tradições. Esse patrimônio se reflete nos roteiros gastronômicos de bairros como Cacupé, Santo Antônio de Lisboa, Ribeirão da Ilha, Coqueiros e Itaguaçu.

CURIOSIDADE – Com o advento da República (1889), a resistência dos locais ao novo regime provocou a reação do governo central. Com a vitória das forças do Marechal Floriano Peixoto, o nome da capital mudou de Desterro para Florianópolis, em 1894, em homenagem ao ex-presidente da República. A “Cidade de Floriano” é carinhosamente apelidada de “Floripa”.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Turismo

Prefeitura Municipal de Rosário Oeste realiza 2° passeio no Sesc Serra Azul

Estudantes foram contemplados com um dia totalmente diferente da rotina educacional

Publicados

em

Foto: Assessoria/Divulgação

A Prefeitura Municipal de Rosário Oeste, em parceria com o Sesc Serra Azul e apoio da Secretaria de Governo, Secretaria de Educação, Fundação de Cultura e Turismo (Funcultur), realizaou um passeio com alunos participantes do Projeto Gerando Campeões.

As atividades foram marcada com várias ações, desde palestras informativas sobre meio ambiente, caminhada pelo parque, como também almoço e lanche da tarde.

O parque que se tornou referência no estado, recebe milhares de turistas todos os dias, fortalecendo assim, a arrecadação do município de Rosário Oeste.

A maioria dos estudantes mostrou encantamento com as belezas naturais da região, e agradeceu a oportunidade em poder participar de um evento como este.

Já o prefeito Alex Berto mais uma vez está atendendo a demanda daqueles que investiram no turismo da região, trabalhando para valorizar, potencializando  economia da região.

“Temos um território bonito por natureza, que se for desenvolvido de forma correta, gera emprego e renda para milhares de pessoas, Rosário Oeste é um município com potencial gigantesco neste setor”, afirmou o prefeito.

Leia Também:  Turismo dá seguimento a Plano de Ação e entrega proposta de revitalização

Localização e acesso:

O Sesc Serra Azul localiza-se no distrito do Marzagão, município de Rosário Oeste, no Estado de Mato Grosso, entre a Serra Azul e a margem esquerda do rio Cuiabazinho, abrangendo uma área de 5.700 hectares.

Parque Sesc Serra Azul

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA