VÁRZEA GRANDE

INVESTIMENTOS TURÍSTICOS

Destinos turísticos recebem R$ 144 milhões em investimentos do Governo de MT

Recursos são aplicados na construção de cinco orlas em Santo Antônio de Leverger, Barão de Melgaço, Luciara, São Félix do Araguaia e Cáceres, entre outras obras

Publicado em

Turismo

Municípios turísticos receberam mais de R$ 144 milhões em investimentos do Governo de Mato Grosso nos últimos quatro anos.  A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), por meio da Secretaria de Estado Adjunta de Turismo (Seadtur-MT), vem estruturando destinos regionais e trabalhando em prol do fomento ao turismo em todo o estado.

Os municípios de Santo Antônio de Leverger, Barão de Melgaço, Luciara, São Félix do Araguaia, Cáceres, Jaciara, Chapada dos Guimarães, Barra do Bugres e Porto Estrela, estão recebendo recursos para a construção e revitalização de pontos turísticos e obras de melhorias no acesso. “O aumento de visitantes vai impactar positivamente na economia, na área social, na consciência ambiental da população, com a preservação do meio ambiente e valorização da cultura mato-grossense”, segundo o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Alberto Miranda Lima.

Neste ano, o Governo de Mato Grosso prevê entregar as obras de construção do mirante no munícipio de Jaciara, a reforma da Praça Dom Wunibaldo e o Centro Cultural e Turístico, em Chapada dos Guimarães, além da pavimentação da rodovia estadual MT- 343, entre Porto Estrela a região de Barra do Bugres

O recurso vem sendo aplicado em obras de pavimentação de rodovias, substituições de pontes, construção de orlas turísticas e na capacitação de operadores, guias, dentre outros, que dependem do setor.

FOTO REPRODUÇÃO – DIVULGAÇÃO SECOM MT

As orlas

Entre os investimentos da atual gestão no setor está a construção de cinco orlas turísticas, em Santo Antônio de Leverger, Barão de Melgaço, Luciara, São Félix do Araguaia e Cáceres. As obras buscam potencializar o turismo regional, e ainda abrem espaço para atividades de lazer. Os investimentos são de aproximadamente de R$ 40 milhões. As obras estão em fase de licitação e adaptação de projetos.

Leia Também:  Ações da Setur em 2017 contribuíram para o destaque da Bahia no ranking turístico

“O turismo tem o potencial de se tornar rentável, lucrativo, seguro e ecológico. Priorizar a infraestrutura no turismo é algo histórico, pois com boas estradas e pontes de acesso podemos facilitar a vida dos turistas, dos prestadores de serviços, dos comerciantes que dependem do turismo. O turismo regional gera emprego, renda e valoriza a cultura de cada cidade”, explica o secretário.

Foto Reprodução – Divulgação SECOM-MT

Chapada dos Guimarães

Assim como os municípios beneficiados com a construção das orlas turísticas, Chapada dos Guimarães, um dos grandes atrativos turísticos do estado, também tem recebido importantes investimentos. Um dos principais cartões de visitas da cidade, a praça Dom Wunibaldo e o entorno passam por obras de revitalização, avaliadas em R$ 14,5 milhões.

Com 40% de conclusão, a previsão é que a obra seja entregue no mês de julho de 2023.  Na cidade, o governo estadual também está construindo o Centro Cultural Turístico de Chapada dos Guimarães, no qual são investidos R$ 487 mil. O novo espaço turístico já está com 96% de conclusão e deve ser entregue em fevereiro deste ano.

Foto Reprodução – Divulgação SECOM-MT

Jaciara

Jaciara também está recebendo investimentos no setor turístico. O governo de Mato Grosso está concluindo a construção de uma praça e de um mirante. A obra considerada moderna terá um chão de vidro. O objetivo é oferecer mais um grande ponto atrativo aos moradores e visitantes. A obra orçada em R$ 3.693 milhões está com 50% de execução. A entrega está prevista para abril.

De acordo com o secretário-adjunto de Turismo (Seadtur-MT), Jefferson Moreno, o investimento no turismo em Mato Grosso vai trazer impactos positivos, atraindo o público e fomentando a economia das regiões. “A gestão busca investir em infraestrutura que facilite o acesso e o trabalho no setor, e impacte a vida da população e atraia olhares tanto de fora quanto de dentro de Mato Grosso”, explica o secretário.

Leia Também:  Câmara aprova proibição de tatuagem em cães e gatos com fins estético

Foto Reprodução – Divulgação SECOM-MT

 

Melhor acesso

O deslocamento das pessoas também ficou mais fácil graças aos investimentos em infraestrutura. Na região da Transpantaneira, principal estrada de acesso ao Pantanal mato-grossense, nove pontes de madeira foram substituídas por pontes de concreto.

E, para facilitar o acesso dos visitantes e moradores, trechos importantes da MT-343 estão em melhoria com obras de pavimentação, no trecho que liga Cáceres à Vila Nossa Senhora Aparecida, com investimento total de R$ 23.164.818,11.

Com a rodovia em boas condições de trafegabilidade, a região que sedia anualmente o Festival Internacional de Pesca Esportiva, deve atrair mais turistas.

Atualmente, um novo trecho de 64,41 km da MT -343 vem sendo pavimentado, entre o município de Porto Estrela e a região de Barra do Bugres. A obra que está 90% concluída tem o custo de R$ 40.995 milhões.

Capacitação

Em 2022, mais de 250 profissionais do ramo, entre operadores, guias, gestores públicos e empresários participaram de cursos de capacitação voltados para prestação de serviço ao turista.

Ainda de acordo com o secretário Jefferson Moreno, grandes investimentos foram feitos na estruturação dos municípios, por meio de convênios entre a secretaria e as prefeituras: “Entregamos veículos, barcos e motores, além de já termos encaminhado um projeto para a uniformização dos profissionais, que deverá ser executado já em janeiro, através de kits com uniformes para os guias. Tudo isso servirá para auxiliar no atendimento turístico em Mato Grosso, e já existem muitas outras entregas previstas para o ano de 2023”.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Turismo

Distrito de Bonsucesso completa 199 anos com feira gastronômica e cultural

A mais antiga comunidade de Várzea Grande é berço e endereço certo para quem prestigia e valoriza as tradições da cidade. Conhecida como ‘Rota do Peixe’, o Distrito com quase dois séculos de história festeja mais um aniversário

Publicados

em

Foto: Secom-VG

Uma das mais antigas comunidades de Várzea Grande, o Distrito de Bom Sucesso, está em festa. A partir de hoje, dia 14, os moradores locais iniciam os festejos pelos 199 anos de fundação da localidade. Sim, também conhecido como ‘Rota do Peixe’, Bonsucesso é mais antigo que Várzea Grande e berço das mais tradicionais manifestações culturais da cidade. Ao longo de décadas, tornou-se referência em gastronomia e está no radar de boa parte dos turistas que chegam a Mato Grosso.

O Distrito abriga, desde 1980, a tradicional Festa de São Pedro, em celebração aos pescadores, realizada todo dia 29 de junho e que reúne milhares de pessoas de toda a Baixada Cuiabana.

Logo mais, a partir das 17 horas, será aberta oficialmente a programação de aniversário. Até o dia 15, sábado, Bonsucesso será festejado em inúmeras atividades, principalmente, pela feira gastronômica e cultural. As comemorações estarão concentradas na rua Joaquim José de Magalhães, ao lado da Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) ‘Maria Barbosa Martins’. Neste ano, a coordenação da festa está sob a responsabilidade de duas moradoras antigas: Cilbene Maria Rosa da Conceição e Gislene Kelle (Gika de Bonsucesso).

Como destaca o prefeito de Várzea Grande, Bonsucesso abriga uma comunidade acolhedora e muito tradicional. “Não tenho dúvidas de que o melhor peixe de Mato Grosso é servido nas peixarias aqui de Bonsucesso. Essa comunidade pacata, aprazível, segue, mesmo próxima de grandes vias comerciais da nossa cidade, quase que intocada. Aqui as tradições são resguardadas e passadas de geração em geração”.

Leia Também:  Criança de 3 anos é resgata após ficar com a cabeça presa em cadeira escolar

Ainda conforme o Chefe do Executivo Municipal, Bonsucesso recebe inúmeras obras e ações da prefeitura. “Estação de tratamento de água, reforma da escola municipal, pavimentação e apoio logístico para realização de todas as manifestações culturais da comunidade. O poder público municipal está presente junto à comunidade”.

Recentemente, cerca de R$ 1,3 milhão foram investidos no local, somente com a construção da nova Estação de Tratamento de Água (ETA) “Justino Antônio da Silva Claro” e na reforma da EMEB.

Kalil ainda lembrou que em junho, a prefeitura realizou um grande mutirão de serviços na comunidade. “Os moradores, de diversas localidades do Distrito de Bonsucesso, puderam acessar inúmeros serviços do Município num só lugar. De consultas médicas a medicamentos, corte de cabelo, oficinas, treinamentos, emissão de documentos, mudas de árvores frutíferas e etc”.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Turismo, Charles Caetano Rosa, Bonsucesso é o maior ponto turístico de Várzea Grande. “Temos peixarias que fazem parte do Cadastur, do Ministério do Turismo, o que comprova o nível de excelência do serviço prestado, nesse caso, chancelando a culinária local e promovendo a localidade para todo o País e até mesmo, no Exterior”.

Em relação ao aniversário de 199 anos de Bonsucesso, Caetano destaca que a realização da festa é uma iniciativa da Comissão Organizadora de Bonsucesso, formada em suma por moradores antigos, e que conta com total apoio da prefeitura de Várzea Grande, por meio das secretarias de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Turismo e de Educação, Cultura, Esporte e Lazer.

Leia Também:  Matheus Martins do Fluminense é destaque, faz três gols e Sub-17 está nas semifinais

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DOS 199 ANOS DA FESTA DE BONSUCESSO:

DIA 14 /10/ 2022.

17:30 – ABERTURA  COM FALA DAS AUTORIDADES

18:00 – BANDA MUNICIPAL -Maestro UELITON

18:30 – CORAL CANTO E ENCANTO         

19:00 – CORAL VESPER    

20:00 – Apresentações dos alunos da EMEB ‘Maria Barbosa Martins’

21:0 – GRUPO DE DANÇA TRIPLO X           

22:00 – SANDRINHO DOS TECLADOS      

DIA 15/10/2022

18:00 – BANDA MUNICIPAL       

19:00 – DUDA RIOS E DUDU         

19:30 – COMPADRE VEVE

20:00 – BANDA OS FERRAZ

21:00 – Apresentação dos alunos da EMEB ‘Maria Barbosa Martins’

22:00 – BANDA SIGNUS                 

23:00 – ENCERRAMENTO

RESISTINDO AO TEMPO – Como explica o pesquisador e jornalista, Wilson Pires, Bom Sucesso, surgiu a partir de 1.823 e é constituído por sete comunidades: Bom Sucesso (sede), Souza Lima (antigo Sovaco), Capão Grande, Pai André, Praia Grande, Capela do Piçarrão e Limpo Grande.

O Distrito está situado às margens do rio Cuiabá, cuja rua principal, estreita se alonga na barranca do rio, ostentando casas boas, peixarias e muitas residências humildes ao longo de aproximadamente dois mil metros lineares.

Na rua principal do Distrito é possível ver um engenho antigo, ainda traçado por animais, onde era produzida a famosa rapadura de cana-de-açúcar de Boncusesso.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA