VÁRZEA GRANDE

Turismo

Publicado em

Turismo

O litoral brasileiro possui 7.367 km de extensão e mais de 2.000 praias. Confira a nossa seleção das 10 melhores praias do Brasil.

 1 – PORTO DE GALINHAS (PE)Eleita em 2010, pela 10ª vez seguida, a “Melhor Praia do Brasil”, Porto de Galinhas está localizada no município de Ipojuca, a 60km de Recife. Porto de Galinhas tornou-se uma das praias mais conhecidas do nordeste brasileiro e é um verdadeiro paraíso brasileiro, com areias brancas, coqueirais e águas cristalinas com temperaturas bem agradáveis.
2 – PRAIA DE JERICOACOARA (CE)Já foi eleita a praia mais bonita do Brasil e uma das 10 mais belas do mundo pelo The Washington Post. A praia de Jericoacoara é parte integrante do Parque Nacional, que fica no município de Jijoca de Jericoacoara no Ceará. A praia possui um clima estável de 27º a 30 ºC durante todo o ano. Sua paisagem é decorada por magníficos coqueiros, falésias e lagoas entre as enormes dunas de areia.
3 – PRAIA DO ESPELHO (BA)A proibição da entrada de carros na praia faz com que a paz e a preservação reinem no lugar, que mistura Mata Atlântica, coqueirais, restinga, mangue e falésias de tons brancos e avermelhados que emolduram o mar calmo, de águas mornas e cristalinas. Esse paraíso intocado está situado numa Área de Proteção Ambiental, entre Trancoso e Caraíva, no litoral Sul da Bahia
4 – PRAIA DO FORTE (BA)A Praia do Forte está situada no município baiano de Mata de São João. A maneira mais fácil de chegar até lá é pela bonita e bem conservada Estrada do Coco. A beleza natural misturada a sua história fazem da Praia do Forte um dos destinos mais procurados da Bahia. Além da Praia do Forte, a Bahia também conta com outros lugares paradisíacos como Porto Seguro e Arraial D’Ajuda.
5 – PRAIA DE QUATRO ILHAS (SC)A Praia de Quatro Ilhas, localizada em Bombinhas (SC), é famosa pelo pôr do sol e pelo mar ideal para o surfe. Perfeita para os jovens, além de ser o point dos surfistas, ela também atrai quem gosta de trilhas com caminhadas entre morros e praias que podem durar o dia inteiro.
6 – PRAIA DE COPACABANA (RJ)A praia de Copacabana é considerada a praia mais famosa do mundo. Carinhosamente apelidada pelos cariocas de Princesinha do Mar, por causa da música que já foi interpretada por Roberto Carlos, a sua história é um misto de tradição, glamour e glória. Copacabana tem  também seu lado esportivo, a praia tem é sede de campeonatos mundiais de vôlei de praia e futebol de areia.
7 – PRAIA DO FRANCÊS (AL)O canto esquerdo da praia é o mais badalado, com bares, restaurantes, piscinas naturais e ondas calmas; e o canto direito é o mais selvagem, com ondas muito fortes e bastante procurado pelos surfistas. O estado de Alagoas conta também com a Praia do Gunga, um recanto imaculado acessado por mar ou pela terra por dentro de um imóvel rural privado.
8 – PRAIA DO ROSA (SC)É famosa no mundo inteiro como uma das mais belas do mundo por sua beleza natural. Localizada na cidade de Imbituba, emSanta Catarina, a 97 quilômetros de Florianópolis, a Praia do Rosa é conhecida globalmente pela preservação ambiental da região e pela observação de baleias Franca. A praia também se destaca pela agitada vida noturna, principalmente no verão.
9 – PRAIA DA PIPA (RN)Pipa é o principal balneário do Litoral Sul do Rio Grande do Norte, localizada no município de Tibau do Sul. A antiga e calma vila de pescadores, hoje é famosa por ter uma das noites mais agitadas do estado e é frequentada por surfistas e turistas de todas as partes do planeta. O Rio Grande do Norte conta ainda com outras praias lindas no seu litoral.
10 – BALNEÁRIO CAMBORIÚ (SC)Na Praia Central de Balneário Camboriú é onde tudo acontece. Há restaurantes, bares, hotéis, casas noturnas e uma deliciosa ciclovia no calçadão, que deixam a região bem movimentada, com pessoas praticando seu esporte preferido ou batendo papo, em um clima de muita descontração. Essa é a melhor região da cidade para se hospedar, perto de tudo e com farto acesso ao transporte público.
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Turismo no Jalapão deve ser feito em carro com tração 4×4
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Turismo

Temporada de pesca aquece turismo; rede hoteleira está quase 100% ocupada em MT

Os recursos foram aplicados, por exemplo, no 26º Festival de Pesca de Barra do Bugres, 7º Festival de Pesca de Acorizal, Festival de Pesca de Barão de Melgaço, Festival de Pesca de Campinápolis, 7º Festival Cultural de Pesca de Porto Estrela, 22º Festival Cultural de Pesca, e 39º Festival Internacional de Pesca em Cáceres.  

Publicados

em

Foto: divulgação SECOM MT

O início da temporada de pesca em Mato Grosso é visto com otimismo pela Secretaria Adjunta de Turismo, ligada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec). A expectativa é que a rede hoteleira nos municípios da região do Pantanal, como Cáceres, Poconé e Barão de Melgaço, atinja a taxa de 100% de ocupação.

A variedade de espécies de pescado nas bacias hidrográficas que banham Mato Grosso consagrou o Estado como um dos principais destinos do país para os amantes da pesca, e as regiões das bacias da Amazônia e do Araguaia também estão entre os destinos mais procurados pelos apaixonados por uma boa pescaria.

Os municípios mais buscados são Luciara, São Félix do Araguaia, Alta Floresta e Paranaíta. Os rios da bacia amazônica atraem grande parte dos praticantes de pesca amadora, chamada de “Pesque e Solte”, em busca de peixes que podem chegar a 150 quilos e medir aproximadamente 1,5 metros.

A atividade de pesca aquece o turismo regional com a busca por hospedagem, locação de barcos e comércio especializado. O presidente do Sindicato Intermunicipal dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado (SHRBS-MT), Luis Carlos Nigro, conta que o setor hoteleiro já está quase 100% reservado para a temporada de 2023.

“O setor hoteleiro, as agências de viagens, os restaurantes já estão prontos para receber os apaixonados por pesca, principalmente na região do Pantanal, nas cidades de Poconé e de Cáceres. Esse é um segmento que movimenta muito a economia e o turismo local. Os hotéis de pesca e barco-hotéis, por exemplo, já estão bem cheios: a maioria já atingiu 100% de lotação”, conta.

Leia Também:  Turismo no Jalapão deve ser feito em carro com tração 4×4

Antenado a esse movimento, o Governo de Mato Grosso investe em obras estruturantes para garantir rapidez no deslocamento e dar mais conforto ao público que transita nessas regiões. Ao todo são R$ 151,4 milhões em investimentos no turismo, desde asfaltamento de rodovias, revitalização de orlas, sinalização turística e outros produtos voltados ao setor. Apenas em investimentos diretos em festivais de pesca, em 2022, foram R$ 6,1 milhões. Outros R$ 100 mil ainda foram investidos por meio de emenda parlamentar.

Foto: Divulgação SECOM MT

Os recursos foram aplicados, por exemplo, no 26º Festival de Pesca de Barra do Bugres, 7º Festival de Pesca de Acorizal, Festival de Pesca de Barão de Melgaço, Festival de Pesca de Campinápolis, 7º Festival Cultural de Pesca de Porto Estrela, 22º Festival Cultural de Pesca, e 39º Festival Internacional de Pesca em Cáceres.

“O Governo de Mato Grosso vem investindo no turismo regional, a exemplo da substituição de pontes na Transpantaneira. Cerca de 40% das pontes de madeira já foram substituídas por pontes de concreto, em um investimento de R$ 17 milhões. A previsão é de que, até o final da gestão, 100% das pontes sejam substituídas. Além disso, vários outros investimentos foram feitos em outras regiões das bacias hidrográficas e que têm potencial pesqueiro, como na baixada cuiabana e no Araguaia. Isso anima ainda mais o turista e fomenta a visitação nestas regiões”, comentou o secretário adjunto de Turismo, Jefferson Preza Moreno.

Leia Também:  Restaurant Week propõe turismo gastronômico  pelos bairros de Salvador

A prefeita do município de São Félix do Araguaia, Janailza Taveira Leite, pontuou que a liberação da pesca no Estado movimenta muito a cidade, pois essa modalidade de turismo atrai pessoas de todos os lugares para conhecer as belezas da região do Araguaia.

“Percebemos que vêm empresários brasileiros e estrangeiros também. Com isso, a nossa cidade consegue fomentar a economia e o turismo, positivamente”, contou.

Outras obras lançadas pelo Governo de Mato Grosso para o fomento do setor são as construções de cinco orlas turísticas nos municípios de Santo Antônio de Leverger, Barão de Melgaço, Luciara, São Félix do Araguaia e Cáceres, ao investimento total de R$ 56,8 milhões.

“Ver o governo estadual investindo em mais infraestrutura e logística nos incentiva a nos dedicarmos a oferecer o melhor para os visitantes do Araguaia. Pensando nisso, também já estamos investindo na modernização das nossas pousadas. Com aquisição de novos barcos, lanchas e motores, oferecemos serviços com mais qualidade para que esse turista volte e divulgue as belezas naturais do nosso Estado”, ponderou o empresário Carlos Camelo, dono de pousada na cidade de Luciara.

Fonte: SECOM MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA