VÁRZEA GRANDE

Campanha contra o câncer de mama

Várzea Grande atuará para conscientizar na prevenção

Primeira-dama Kika Dorileo Baracat e o MT MAMA atuarão para demonstrar que a prevenção aumenta de forma decisiva na cura do câncer de mama

Publicado em

Saúde

Foto: Secom-MT

Várzea Grande vai atuar de forma incisiva e prematura para ajudar, auxiliar e contribuir no combate ao câncer de mama que é o que mais acomete as mulheres no Brasil.

A primeira-dama de Várzea Grande, a Promotora de Justiça, Kika Dorileo Baracat, recebeu a visita de voluntárias do MT Mama. Ela será parceira da ação que tem por objetivo chamar a atenção de mulheres para os cuidados com a saúde e a importância de se fazer o acompanhamento anual para a prevenção e diagnóstico do câncer, em especial ao de mama e colo de útero.

No Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama também é o tipo de câncer que mais acomete as mulheres no país (excluídos os tumores de pele não melanoma). Em 2019, foram estimados 59.700 casos novos, o que representa uma taxa de incidência de 51,29 casos por 100 mil mulheres. A única região do país em que o câncer de mama não é o mais comum entre as mulheres é a Norte, onde o de colo de útero ocupa a primeira posição.

Com uma taxa de 13,68 óbitos/100 mil mulheres em 2015, a mortalidade por câncer de mama (ajustada pela população mundial) apresenta uma curva ascendente e representa a primeira causa de morte por câncer nas mulheres brasileiras. O Sul e o Sudeste são as regiões que apresentam as maiores taxas de mortalidade, com 15,26 e 14,56 óbitos/100 mil mulheres em 2015, respectivamente.

A incidência da doença aumenta em mulheres a partir dos 40 anos. Abaixo dessa faixa etária, a ocorrência da doença é menor, bem como sua mortalidade, tendo ocorrido menos de 10 óbitos a cada 100 mil mulheres. Já a partir dos 60 anos o risco é 10 vezes maior.

“Vamos atuar firmemente nesta campanha. Neste ano a Secretaria de Assistência Social contribuirá com a instituição na venda de camisetas e máscaras, que serão revertidas para projetos e ações do próprio órgão. Também estamos alinhando, juntamente com a Secretaria de Saúde, várias ações voltadas à saúde da mulher e, que serão ampliadas durante todo o mês de outubro”, destacou.

Kika Dorileo disse ainda que é importante que todas as mulheres tenham consciência da necessidade de se cuidarem e de manter em dia a sua saúde. “Muitas mulheres dedicam o seu tempo com a função profissional, o trabalho no cuidado da casa e da família e esquecem-se de cuidar da própria saúde. É importante que tenhamos tempo para nos cuidar também, e esse alerta é reforçado com a campanha do Outubro Rosa”.

Silbene Silva foi diagnosticada com câncer e depois de ter feito o tratamento, resolver se dedicar a causa e hoje é voluntária do MT Mama.  “Foi muito difícil receber o resultado, que só aconteceu depois deu ter feito o exame, quase que por acaso. Hoje vejo a importância de se prevenir e de procurar atendimento médico anualmente. A atenção e dedicação da minha família foi importante neste processo de cura e tratamento rápido e eficaz, realizado por toda a equipe, também foi essencial neste processo de cura”, observou.

Ela informou ainda que a partir do dia 30 de setembro haverá um ponto de comercialização de camisetas e máscaras em um quiosque montado no piso térreo do Várzea Grande Shopping. As camisetas serão vendidas por R$ 50,00 e as máscaras ao custo de R$ 20,00.

A secretária de Assistência Social, Ana Cristina Vieira destacou a arte da camiseta que neste ano foi elaborada pela artista plástica Rubi Releon. “Uma artista fantástica que expressa com singularidade e beleza das imagens que produz”, pontuou.

O MT Mama sobrevive da contribuição de associados, de doações e parcerias com o setor privado, e atende mais de uma centena de mulheres em tratamento e pós-tratamento do câncer de mama, oferecendo atividades gratuitas como reiki, meditação, hidroginástica, dança do ventre terapêutica, fisioterapia, oficinas de artesanato e customização, bate-papos mensais e grupo de psicoterapia.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  MT democratiza acesso a crédito e atrai cada vez mais empresários, empregos e renda
Propaganda

Saúde

Rio aplica 61,4 mil vacinas em dia D para crianças e adolescentes

Publicados

em


A prefeitura do Rio de Janeiro aplicou 61.432 doses de vacinas em crianças e adolescentes durante o Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação, realizado ontem (16). Foram aplicadas 18 vacinas que protegem contra diversas doenças como tuberculose, hepatite, febre amarela, sarampo, caxumba, meningite, entre outras.

campanha, que mobiliza todas as unidades de atenção primária, teve início no dia 1º e vai até 29 de outubro. O objetivo é regularizar a caderneta de vacinação de crianças e adolescentes até 15 anos de idade em todo o país.

Segundo o Ministério da Saúde, desde 2015, tem havido uma queda da cobertura vacinal, agravada com a chegada da pandemia. A vacinação é importante para evitar que algumas doenças que já estão erradicadas voltem a causar preocupações.

Entre os imunizantes que fazem parte da campanha estão, por exemplo, a BCG, a pentavalente, a tríplice viral, a tetraviral e a tríplice bacteriana. Em razão da pandemia de covid-19, o Ministério da Saúde enviou aos estados e municípios orientações parar garantir protocolos de saúde, como uso de máscaras, espaços ventilados e higienização das mãos.

Leia Também:  Mato Grosso registra 143.638 casos e 3.853 óbitos por Covid-19 neste sábado (31)

A pasta informa que não há restrição para que os adolescentes de 12 a 15 anos vacinados contra a covid-19 há poucos dias recebam os demais imunizantes. Não é necessário aguardar nenhuma janela de tempo entre as aplicações.

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA