VÁRZEA GRANDE

Centro de Tratamento de Queimados (CTQ)

Um dos primeiros pacientes do CTQ volta e agradece à equipe

Izael Franques foi internado novamente no HMC, dia 15 de dezembro de 2022, e aproveitou a oportunidade para visitar e agradecer à equipe do CTQ

Publicado em

Saúde

Foto: SECOM CUIABÁ

Izael Franques Ferreira, 63 anos, foi um dos primeiros pacientes internados no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ), no dia 8 de setembro de 2019, nove dias após o funcionamento do CTQ, no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC).

Inaugurado pela gestão Emanuel Pinheiro, com 20 leitos, infraestrutura moderna, equipamentos de ponta e equipe especializada. O CTQ já atendeu 659 pessoas de agosto de 2019 a novembro de 2022.

Depois de três anos de alta hospitalar, Izael, voltou ao Centro de Tratamento de Queimados para agradecer à equipe de profissionais que prestou atendimento durante o período que ele permaneceu hospitalizado. “Tenho orgulho de ter sido internado aqui, muito obrigado pelo carinho”, disse emocionado para a equipe.

Ainda, durante o agradecimento, Izael destacou que sente saudades das pessoas que cuidaram dele. “Gostei do CTQ do HMC e do tratamento, pois recuperei minha função motora e a cicatriz é quase imperceptível”, ressaltou.

Segundo Izael, ele ficou 31 dias hospitalizado, após sofrer com queimaduras de 3º graus nos braços e mãos no quilômetro 11, da Rodovia Emanuel Pinheiro, que liga os municípios de Cuiabá a Chapada dos Guimarães.

Leia Também:  Conselho de Medicina cria posto para vacinar médicos do Rio

“Tentei apagar um fogo criminoso próximo à chácara que eu morava, fui socorrido pelos vizinhos, que me trouxeram rapidamente ao HMC, onde fui direcionado ao CTQ, sendo muito bem cuidado pela equipe, que me deu toda a atenção devida”, contou.

Hoje, Izael reside no município de Rosário Oeste (distante a 124 km de Cuiabá), e após sofrer um acidente de trabalho, em uma área rural, precisou ser internado novamente no Hospital Municipal de Cuiabá no dia 15 de dezembro de 2022. “Aproveitei a oportunidade, que eu estava internado no HMC, para visitar e agradecer à equipe do CTQ”, explicou.

Izael, já recebeu alta da segunda internação. Ele foi acompanhado pela equipe da clínica geral e ortopedia. “Realizei exames de imagem e de sangue, volto para casa aliviado, pois não sinto mais dor. Aqui todos os profissionais do hospital foram educados comigo, a alimentação também é muito boa, melhor do que da casa da gente”, brincou.

Paulo Rós, diretor-geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP), que administra o HMC, sob a gestão Emanuel Pinheiro enfatizou que o CTQ é o único serviço especializado em queimaduras disponível pelo SUS no Estado, além de se situar no maior e mais moderno hospital público de Mato Grosso.

Leia Também:  Desmatamento e queimadas em Mato Grosso aumentam riscos de extinção para espécies de macacos

“A demanda do HMC é altíssima, pois recebe pacientes de Cuiabá e de municípios do interior, com atendimentos de diversas especialidades médicas. O HMC é hospital, referência em ortopedia, traumatologia e neurocirurgia, além dos serviços especializados. Toda essa linha do cuidado é premissa da gestão municipal, que preza pela humanização e qualidade dos serviços”, finalizou Rós.

FONTE SECOM CUIABÁ

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Anvisa fará webinar sobre novas regras de reprodução humana assistida

Publicados

em

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) fará um webinar nesta segunda-feira (6), a partir das 15, para tratar da nova norma sobre reprodução humana assistida. Durante o seminário, o regulamento será apresentada por Renata Parca, que há 17 anos integra a área responsável pelo tema. A moderação será feita pelo gerente da área de Sangue, Tecido, Células, Órgãos e Produtos de Terapias Avançadas, João Batista da Silva Júnior.

Segundo a Anvisa, as novas regras têm como objetivo dar mais segurança sanitária, acessibilidade e dinamismo ao processo de reprodução humana assistida, em vista da sua demanda crescente pela população. A legislação também foi atualizada contemplando as mudanças no setor, que está sempre se modernizando quanto a novas técnicas, terapias e tecnologias.

Entre os temas que serão discutidos no seminário está o  novo modelo de importação de gametas e embriões, as atualizações com relação aos testes laboratoriais de pacientes e doadores de gametas, e a necessidade de um profissional responsável pela garantia da qualidade nos estabelecimentos. No Brasil, há 183 Centros de Reprodução Humana Assistida (CRHAs) em funcionamento, conforme dados do Sistema Nacional de Produção de Embriões (SisEmbrio) da Anvisa. 

Leia Também:  De janeiro a março, Estado pactuou 129 novos leitos de UTI pelo SUS

A participação do webinar pode ser feita por este link   no dia e horário do evento.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA