VÁRZEA GRANDE

Conduta Rigorosa

Secretário diz que infectados pelo Ômicron serão monitorados

Publicado em

Saúde

Gilberto Figueiredo
Foto: Secom-MT

Nesta quarta-feira (1°), o secretário de Estado de Saúde (SES), Gilberto Figueiredo, falou sobre o caso de uma mulher de Várzea Grande, que esteve na África do Sul e está sendo monitorada. Figueiredo confirmou que os testes feitos nela deram negativos para a Covid-19 e, caso exames mais aprofundados indiquem a infecção pela variante Ômicron, será feito um rastreamento em massa com todas as pessoas que tiveram contato com ela. “Ela testou negativo, é assintomática, mas por força de ter vindo da África do Sul está se tomando todas as medida sanitárias para acompanhamento”, disse.

Atualmente foram confirmados três casos de contaminação pela mutação genética do Coronavírus no Brasil. O terceiro caso foi confirmado e anunciado hoje pela Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo.

O secretário Gilberto, reforçou a necessidade da população aderir a vacinação. “Liga um sinal de alerta para o Brasil todo. Já existem vários casos sendo analisados, fazendo sequenciamento genômico para saber se é essa variante da África e é algo quase impossível que não aconteça. Iria chegar e chegou rápido. E vão ter novas variantes enquanto não tivermos no mundo uma cobertura vacinal que ultrapasse os 90% nós não conseguimos interromper essa cadeia de surgimento de novas variantes, não vai ter nenhum país seguro”

A Secretaria de Estado e saúde de Mato Grosso (SES), negou a existência de casos do Ômicron no estado e explicou que quando algum teste analisado der positivo, será feito um rastreamento amplo, isolando as pessoas para evitar que a doença se multiplique entre a população.

“Só tem uma maneira: testagem e o acompanhamento de pessoas que passaram pela África. Se confirmar o caso, nós vamos ter que fazer o rastreamento de todos os contatos dessa pessoa, testá-los e colocar em quarentena. É assim que se controla a disseminação do vírus”, esclareceu o Gilberto

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Comissão inicia ciclo de debates sobre a qualidade da educação em MT
Propaganda

Saúde

Covid-19: Rio vai receber 120 mil doses de vacinas para as crianças

Publicados

em


O município do Rio de Janeiro espera receber 120 mil novas doses de vacinas contra a covid-19 entre hoje (24) e amanhã (25), sendo 30 mil da Pfizer pediátrica e 90 mil doses de CoronaVac para o público de 6 a 17 anos sem comorbidades, informou nesta manhã a Secretaria Municipal de Saúde.

Até amanhã, a imunização infantil continua para meninas e meninos de 11 anos. A partir de quarta-feira (26), o calendário da vacinação avança para as crianças de 10 anos, de ambos os sexos. O calendário divulgado inicialmente, que previa a imunização dessa faixa etária até o dia 22 de janeiro, foi suspenso por falta de doses.

No último dia 20, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a aplicação do imunizante do Instituto Butantan, a CoronaVac, em crianças e adolescentes com idade entre 6 e 17 anos.

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Débitos veiculares podem ser parcelados por aplicativo de mensagem de celular
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA