VÁRZEA GRANDE

Saúde

Médicos alertam para alta incidência de pedras nos rins no verão

Publicado em

Saúde


A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) alerta para o aumento de casos de pedras nos rins em até 30% durante o verão, já que há o aumento da transpiração e, em alguns casos, sem a hidratação adequada para supri-la. Além disso, a entidade aponta maior risco de cistite, uma infecção na bexiga, também nessa época.

Para prevenir a incidência das pedras nos rins, a SBU afirma que é preciso adotar alguns hábitos, como aumentar o consumo de água, diminuir o sal da comida, fazer atividade física e comer menos carne vermelha. Aumentar a ingestão de sucos cítricos também é uma forma de proteger o corpo da formação de cálculos renais, apontou a SBU.

“Estima-se que 1 em cada 10 pessoas, no Brasil, sofra de cálculo renal e, geralmente, acomete jovens entre os 20 a 35 anos, sendo mais frequente em homens. Cerca da metade destas pessoas terão um novo episódio de cálculo ao longo dos 10 anos”, informou a entidade.

Outro alerta da sociedade médica é relacionado à negligência ou tratamento inadequado, o que pode evoluir para deterioração dos rins, redução em sua função e até casos de nefrectomias – retirada do órgão – decorrentes de obstrução devido à presença da pedra ou a infecções renais associadas aos cálculos.

Leia Também:  Substância em veneno de cobra jararacuçu pode inibir avanço da covid

Já em relação à cistite, que também é favorecida pelo calor e a umidade típicos do verão, costuma causar sensação de bexiga cheia, urgência para urinar e ardência no canal uretral.

Hábitos que podem ajudar a prevenir tal condição incluem evitar ficar longos períodos sem urinar; tomar líquidos em quantidades apropriadas; combater a constipação intestinal; fazer a adequada higiene íntima; praticar exercícios físicos; e evitar ficar com roupa de banho molhada por longos períodos.

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Covid-19: Rio vai receber 120 mil doses de vacinas para as crianças

Publicados

em


O município do Rio de Janeiro espera receber 120 mil novas doses de vacinas contra a covid-19 entre hoje (24) e amanhã (25), sendo 30 mil da Pfizer pediátrica e 90 mil doses de CoronaVac para o público de 6 a 17 anos sem comorbidades, informou nesta manhã a Secretaria Municipal de Saúde.

Até amanhã, a imunização infantil continua para meninas e meninos de 11 anos. A partir de quarta-feira (26), o calendário da vacinação avança para as crianças de 10 anos, de ambos os sexos. O calendário divulgado inicialmente, que previa a imunização dessa faixa etária até o dia 22 de janeiro, foi suspenso por falta de doses.

No último dia 20, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a aplicação do imunizante do Instituto Butantan, a CoronaVac, em crianças e adolescentes com idade entre 6 e 17 anos.

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Estado do Rio de Janeiro soma mais de 400 mil casos da covid-19
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA