VÁRZEA GRANDE

"Imunização"

Mais de 93% receberam a primeira dose em Várzea Grande

Chegamos a estes índices graças ao nosso planejamento e à priorização do prefeito Kalil Baracat às ações de vacinação para o enfrentamento a Covid-19

Publicado em

Saúde

Mais de 93% dos várzea-grandenses estão imunizados com a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Outra parcela da população, cerca de 70%, está com a cobertura vacinal completa, ou porque recebeu a segunda dose, ou pela dose única. Desde o começo da campanha nacional de imunização contra o novo coronavírus, ainda no primeiro trimestre deste ano, Várzea Grande soma aplicação de 327.357 doses. A cidade é a segunda maior do Estado em população, com cerca de 290 mil habitantes, segundo censo do IBGE em 2020.

Além de intensificar a aplicação da primeira e da segunda dose, a Saúde municipal foca na imunização de reforço – a terceira dose – que tem como grupo preconizado pelo Ministério da Saúde idosos acima de 60 anos, população com comorbidades de 12 acima e profissionais da saúde.

Hoje mesmo tem mais uma edição do ‘Corujão da Vacinação’, no Parque Berneck, das 16h às 22h.

“Chegamos a estes índices graças ao nosso planejamento e à priorização do prefeito Kalil Baracat às ações de vacinação para o enfrentamento a Covid-19. Acredito que esta estabilização sobre o número de casos e, especialmente, a redução de óbitos na nossa cidade, refletem todo o trabalho que estamos desenvolvendo, bem como a eficácia das vacinas. Aprimoramos a cada dia o atendimento à população, estabelecemos parcerias com a Assembleia Legislativa e o Centro Universitário (Univag) para a abertura de pontos de vacinação. Estamos tendo um ritmo constante de vacinação, avançamos sobre as faixas etárias preconizadas pelo Ministério, planejamos o gerenciamento de doses para não haver escassez e buscamos agilidade para imunizar mais pessoas em menor tempo”, comemora Gonçalo de Barros, secretário municipal de Saúde de Várzea Grande.

Gonçalo explica que o foco agora é chegar ao equilíbrio dos grupos elencados, que são a população jovem de 12 anos acima e adultos, para a segunda dose. “Para tanto, voltaremos a editar o ‘Sextou VG’ no próximo dia 29. Mais uma vez vamos intensificar o atendimento ao público alvo para um grande chamamento para a segunda dose e então chegarmos aos índices desejados. A ação vai ocorrer no Ginásio Poliesportivo Fiotão, iniciando às 8h da manhã e indo até a meia noite. Poderão comparecer também as pessoas que ainda não tomaram nenhuma dose, cujo cadastro será feito na hora, e o foco  principal será  imunizar àqueles que ainda não tomaram a segunda dose, no Sextou VG”, disse ele, lembrando que poderão ir ao Fiotão também os idosos acima de 60 anos, profissionais de saúde, população com comorbidade para receberem a dose de reforço.

CALENDÁRIO DE VACINAÇÃO – Já definimos o Calendário de Vacinação desta semana, e vamos dar ampla publicidade, uma vez que o Ponto do Fiotão volta a funcionar no dia 28. “O ponto ficou desativado para sediar a final da Supercopa Masculina de Vôlei que se encerra hoje. Tão logo seja encerrada a partida, a prefeitura retoma a organização do espaço para voltar a ser um ponto fixo de vacinação”, pontua Barros. O ginásio vai passar por sanitização após os jogos e estará aberto à população no dia 28, das 8h às 16h.

Hoje, terça-feira (26), haverá edição do Corujão da Vacinação, no Parque Berneck, das 16h às 22h.

Na quarta-feira (27), será aberto o ponto de vacinação do Jardim dos Estados, das 8h às 16h.

Na quinta-feira (28), a vacinação ocorre no Ginásio Poliesportivo Fiotão, das 8h às 16h.

Na sexta-feira (29), haverá a edição do ‘Sextou VG’, com foco na vacinação da segunda dose, no Ginásio Poliesportivo Fiotão das 8h à meia noite.

No sábado (30), a vacinação ocorre no ponto Drive Thru do Parque Berneck, das 8h às 16h.

Podem procurar estes pontos as pessoas agendadas e confirmadas, além dos adolescentes de 12 a 17 anos de idade para a primeira dose, bem como idosos para aplicação da dose adicional para maiores de 60 anos que tomaram a segunda dose ou a dose única há mais de seis meses. A imunização também estará disponível para pessoas com mais de 18 anos que tenham alto grau de imunossupressão.

Foto: SECOM-VG

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Covid-19: São Paulo vacina hoje quem tem 24 anos
Propaganda

Saúde

Holanda analisa 61 casos suspeitos de nova variante

Publicados

em


A República Tcheca e a Alemanha anunciaram neste sábado (27) que investigam suspeitas de casos da nova variante do SARS-CoV-2, a Ômicron. Na Holanda, nesta manhã, chegaram por via aérea 61 pessoas com covid-19 vindas da África do Sul – país onde a cepa foi inicialmente detectada. Autoridades holandesas analisarão se estes passageiros estão infectados com a Ômicron.

Na sexta-feira (26) foi detectado, na Bélgica, o primeiro caso da nova variante em solo europeu – uma jovem adulta sem qualquer ligação com a África do Sul ou países da África Austral, mas que manifestou sintomas 11 dias depois de viajar entre a Turquia e o Egito.

Um dia depois, a República Tcheca e a Alemanha registam os primeiros casos suspeitos desta variante, também conhecida por B.1.1.529.

“Um laboratório está avaliando a possível descoberta de um espécime da variante Ômicron. Estamos aguardando confirmação ou refutação do caso”, informou neste sábado a porta-voz do Governo tcheco, Stepanka Cechova.

Segundo o Instituto Nacional de Saúde Pública da República Tcheca, o passageiro suspeito visitou a Namíbia.

Leia Também:  Três apostadores de Mato Grosso faturam mais de R$ 31 mil na Quina

A Alemanha avalia, ainda, o caso de um viajante vindo da África do Sul. Apesar de não ter se confirmado, o caso gerou alarde no governo alemão.

“A variante Ômicron provavelmente já está presente na Alemanha”, anunciou nesta manhã no Twitter Kai Klose. “Por causa dessa forte suspeita, essa pessoa está isolada em casa. A análise completa dos resultados ainda está em andamento”, disse o ministro.

Os testes realizados na noite de sexta-feira a um passageiro que chegou ao aeroporto de Frankfurt, oriundo da África do Sul, revelaram “várias mutações típicas do Omicron”, acrescentou.

Na Holanda, pelo menos 61 passageiros de dois voos da África do Sul testaram positivo para a covid-19 na chegada a Amsterdã. As autoridades sanitárias analisam se há entre os casos algum da nova variante Ômicron.

“Sabemos agora que 61 dos resultados [dos testes ao novo coronavírus] foram positivos e 531 negativos”, indicou a autoridade de saúde holandesa (GGD), acrescentando que os passageiros com teste positivo, que chegaram todos na sexta-feira, foram colocados em quarentena num hotel perto do aeroporto Schiphol, em Amsterdã.

Leia Também:  Coronavírus: pesquisadores mostram profissões com risco de contágio

Os que tiveram resultado negativo podem continuar viagem caso não residam na Holanda. Caso contrário, terão de ficar em isolamento profilático nas suas residências.

“Os testes positivos vão ser agora analisados para determinar o mais rápido possível se se trata da nova variante”, acrescentaram as autoridades sanitárias holandesas.

A nova variante do coronavírus, detectada pela primeira vez na África do Sul, é considerada “preocupante” pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA