VÁRZEA GRANDE

Saúde

Anvisa discute com Pfizer estudos sobre aplicação da terceira dose

Publicado em

Saúde


Representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da farmacêutica Pfizer se reuniram hoje (19) para discutir o uso da terceira dose da vacina contra a covid-19, a chamada “dose de reforço”.

O encontro foi solicitado pela Agência para ter mais informações acerca das pesquisas realizadas pela empresa sobre a aplicação da terceira dose e efeitos na imunidade dos pacientes dessa medida.

A Anvisa busca subsídios para avaliar se a dose de reforço é necessária e em que situações e com quais parâmetros ela seria aplicada. No informe sobre a reunião, a Anvisa não detalhou se a Pfizer disponibilizou alguma informação sobre suas pesquisas.

Ontem, a Direção Colegiada da Anvisa indicou uma orientação para que a dose de reforço seja incorporada no Programa Nacional de Imunizações (PNI) em caráter experimental para quem tomou CoronaVac. A medida vale para idosos com mais de 80 anos e pessoas com imunidade comprometida.

Edição: Bruna Saniele

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  VG: vereador Bruno Rios apresenta Projeto de Lei que dispõe sobre o acesso à informação do estoque de medicamentos em Várzea Grande
Propaganda

Saúde

Rio aplica 61,4 mil vacinas em dia D para crianças e adolescentes

Publicados

em


A prefeitura do Rio de Janeiro aplicou 61.432 doses de vacinas em crianças e adolescentes durante o Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação, realizado ontem (16). Foram aplicadas 18 vacinas que protegem contra diversas doenças como tuberculose, hepatite, febre amarela, sarampo, caxumba, meningite, entre outras.

campanha, que mobiliza todas as unidades de atenção primária, teve início no dia 1º e vai até 29 de outubro. O objetivo é regularizar a caderneta de vacinação de crianças e adolescentes até 15 anos de idade em todo o país.

Segundo o Ministério da Saúde, desde 2015, tem havido uma queda da cobertura vacinal, agravada com a chegada da pandemia. A vacinação é importante para evitar que algumas doenças que já estão erradicadas voltem a causar preocupações.

Entre os imunizantes que fazem parte da campanha estão, por exemplo, a BCG, a pentavalente, a tríplice viral, a tetraviral e a tríplice bacteriana. Em razão da pandemia de covid-19, o Ministério da Saúde enviou aos estados e municípios orientações parar garantir protocolos de saúde, como uso de máscaras, espaços ventilados e higienização das mãos.

Leia Também:  Rio distribui doses da AstraZeneca e Pfizer aos municípios do estado

A pasta informa que não há restrição para que os adolescentes de 12 a 15 anos vacinados contra a covid-19 há poucos dias recebam os demais imunizantes. Não é necessário aguardar nenhuma janela de tempo entre as aplicações.

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA