Raí confirma conversa com Vagner Mancini e escolha do grupo por Fernando Diniz

Da Redação

 

O diretor de futebol do São PauloRaí, disse neste sábado que a saída de Vagner Mancini do clube se deu por um “mal entendido”. Após empate sem gols contra o Flamengo no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, o cartola e ídolo do time tricolor confirmou que conversou com o então coordenador técnico para que ele assumisse o time de forma interina após o pedido de demissão de Cuca. No entanto, uma consulta ao elenco fez o nome de Fernando Diniz ser escolhido de forma efetiva.

“Logo que soubemos da notícia do Cuca já chamamos o Mancini porque precisávamos de um nome para o Flamengo. Queríamos saber se ele queria. Na nossa conversa deixamos a possibilidade de ele continuar, mas não conversamos quanto tempo e quais as condições, deixamos para depois. Depois, quando ele soube que conversamos com os jogadores, acho que ficou magoado, ferido, já não querendo mais a conversa. Isso foi o que aconteceu”, explicou Raí.

Em um áudio que circula nas redes sociais, Vagner Mancini afirma que conversou com a diretoria do clube e chegou a assumir o comando técnico, mas horas depois o acordo foi desfeito, atendendo a um pedido de Daniel Alves. “Sabe por que eu saí? Eu fui efetivado no cargo, aí quatro horas depois disso o Daniel Alves foi lá e pediu o Fernando Diniz. Eles me chamaram e falaram que estavam em dúvida. Eu falei: ‘Olha, se vocês estão em dúvida então vão atrás do Diniz porque eu estou indo embora’. Foi isso”, disse na gravação.

O multicampeão Daniel Alves negou que seja mentor da decisão de barrar o nome de Vagner Mancini e pedir a chegada de Fernando Diniz. “Não mentor. Minhas mentorias são mais caras, não são tão baratas assim. Mas estão falando muito desinformado das coisas. Nós, como capitães e jogadores mais experientes, quando somos questionados pelo clube damos nossa opinião. Mas evidente que as decisões são tomadas pelo clube. Tentamos sempre pensar no São Paulo, em alguém que implemente algo diferente do que estamos acostumados. Estamos muitos felizes pela vinda dele para o comando”, afirmou.

O experiente jogador evitou polemizar sobre o áudio vazado e disse que em momentos assim é importante “respirar antes de fazer declarações”. “Aqui a gente preza sempre pelo bem do São Paulo. Se eu tiver que ficar com alguma coisa do Mancini fico com o grande cara que conheci. Às vezes quando você está em um momento de decepção, ‘caliente’, você tem que respirar antes de fazer declarações, que não vem ao caso”, completou.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte:  Estadão Conteúdo / https://esportes.estadao.com.br/noticias/futebol,rai-confirma-conversa-com-vagner-mancini-e-escolha-do-grupo-por-fernando-diniz,70003029530

Foto: Divulgação/São Paulo