VÁRZEA GRANDE

EVENTO INTERNACIONAL

Secretário de Fazenda participa de congresso promovido pela USP

Rogério Gallo falou sobre o processo para alcançar o equilíbrio fiscal no Estado

Publicado em

Política

Foto por: Ademar Andreola - Sefaz-MT

O secretário de Fazenda de Mato Grosso, Rogério Gallo, participou nesta quarta-feira (28.07), do 18º Congresso USP de Iniciação Cientifica em Contabilidade e 21º USP International Conference in Accounting, no Painel COMSEFAZ: Reforma Tributária x Regras Fiscais x Gestão Fiscal, falando sobre “A Gestão Fiscal dos Estados no Brasil de hoje”.

Rogério Gallo falou sobre a disfuncionalidade tributária no âmbito nacional, trazendo para o cenário de Mato Grosso e os problemas que foram enfrentados pelo atual Governo desde 2018, quando não havia controle orçamentário.

“Aqui no Estado acabamos por trazer a execução orçamentária para a Secretaria de Fazenda. Isso trouxe um ganho para as execuções orçamentárias e financeiras em Mato Grosso”, explicou Rogério Gallo.

O cenário econômico que a atual gestão encontrou nos gastos orçamentários do Estado é o que o secretário chamou de “asfixias financeiras”. Sobre o desequilíbrio que foi encontrado nas finanças públicas, Gallo atribuiu a “artificialização” dos espaços fiscais das despesas com pessoal, como principal razão da situação negativa.

“No Estado nos tivemos um forte descontrole entre 2011 e 2019, com crescimento da RCL (Receita Corrente Liquida) que dobrou a folha de pagamento, que cresceu três vezes”, destacou o secretário.

Foram feitas adequações na legislação Estadual lançando mão de instrumentos legais estaduais, como a criação da Lei Complementar 614/2019, uma Lei de Responsabilidade Fiscal local, publicada em fevereiro de 2019. Por meio dela, foi possível que o Estado de Mato Grosso pudesse caminhar na direção de uma recuperação fiscal e equilíbrio orçamentário.

“Controlamos a irresponsabilidade política, sobretudo de governantes que criam responsabilidades financeiras para além dos seus mandatos”, esclareceu o secretário.

Sobre a recuperação fiscal no Estado de Mato Grosso, Gallo disse: “reforçamos a necessidade de avaliar e usar as competências legislativas para criarmos uma cultura de gestão fiscal no Estado, para termos um ambiente que não replique experiências fiscais negativas que quase levaram Mato Grosso à falência”.

Juntamente com ele, no mesmo painel estiveram Cristiane Alkmin Junqueira Schmidt, secretária da Economia de Goiás, palestrando sobre o tema “As regras fiscais brasileiras têm sido efetivas?” e o secretário da Fazenda do Estado de Pernambuco (Sefaz-PE), Décio José Padilha da Cruz, falando sobre “Reforma Tributária versus Ambiente de negócios brasileiro deteriorado”.

O painel COMSEFAZ foi mediado por Célia Carvalho, Assessora Especial na SEF-MG, presidente do Grupo de Gestores de Finanças Estaduais (Gefin) e Pesquisadora Contgov/USP.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governador comemora oficialização de contrato inovador
Propaganda

Política

Mauro Mendes e Jayme Campos unidos pelos trilhos do progresso e desenvolvimento

“O governador Mauro Mendes é um homem inteligente, viu a importância da ferrovia, modernizando a logística, potencializando a economia, gerando emprego e mais renda para Mato Grosso”, declarou Jayme.

Publicados

em

Da Redação

Sincronia além das divergências, trilhos dão “rumo” à consolidação da união do DEM em MT, assim ficou totalmente expostos com as trocas de elogios, entre o senador da República, Jayme Campos e o governador do estado de Mato Grosso, Mauro Mendes, na manhã desta segunda-feira, 20.09.21, no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá, durante o ato de assinatura da construção da 1º Rodovia Estadual do Brasil.

O que para muitos ainda tinha qualquer dúvida vigente, referente a uma possível incompatibilidade, política e administrativa nas condutas “rumo” a formação do grupo, que irá disputar as eleições em 2022, as declarações reconhecendo as importâncias dos trabalhos realizados, tanto do senador Jayme Campos, quanto do governador Mauro Mendes, para conquista desta obra muda a história econômica de Mato Grosso, jogou por “terra”, qualquer ponta de “aresta”.

A sincronia entre as duas lideranças do DEM, que se um dia foi abalada por qualquer tipo de atrito, hoje, mais do nunca, mostrou que já foi superada, com um objetivo em comum, o melhor por Mato Grosso.

O senador Jayme Campos além de tecer inúmeros elogios ao governador, ainda demonstrou entusiasmo com os trabalhos desenvolvidos pela gestão.

“O governador Mauro Mendes é um homem inteligente, viu a importância da ferrovia, modernizando a logística, potencializando a economia, gerando emprego e mais renda para Mato Grosso”, declarou Jayme.

Por outro lado, o governador falou do empenho da maioria da “Bancada Federal”, composta por seis deputados e três senadores, que trabalharam muito, para a concretização da tão sonhada chegada dos trilhos em Cuiabá.

“Agradeço a todos que contribuíram para que este sonho se torne fato, mas tenho de reconhecer o empenho e trabalho realizado pelo senador Jayme Campos, que foi muito importante para conseguir as condições para iniciar as obras”, ressaltou Mauro Mendes.

Com o alinhamento das duas principais lideranças do DEM em MT, a consolidação do partido, se mostra pronta, “problemas internos resolvidos”, pelo que tudo indica, o objetivo agora é agregar com outras siglas, que siga o “rumo” do desenvolvimento eleitoral para 2022.  

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ministério de Minas e Energia acompanha rompimento de barragem em Livramento
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA