VÁRZEA GRANDE

Política

Propostas para região do Brasil Central são debatidas por Estados-membros

Publicado em

Política

Reunião entre membros do Conselho de Administração do Consórcio BrC, formado por secretários de Planejamento do Brasil Central, debateu rol de ações que podem trazer resultados positivos para o desenvolvimento regional

Da Redação

 

Palmas/TO – Membros do Conselho de Administração do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central (BrC) definiram, na tarde desta quinta-feira (1º.06), a prévia da agenda que norteará a reunião entre os governadores dos seis Estados que integram o BrC. Este encontro ocorrerá nesta sexta (02.06), em Palmas, no Tocantins.

Os secretários de Planejamento dos Estados-membros do Consórcio ampliaram o debate voltado para agendas comuns, ao propor novos projetos integrados que podem trazer resultados positivos para a região. Além de definir os próximos passos que serão dados pelo grupo, o encontro também teve como objetivo fomentar a integração e trabalho conjunto entre os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Rondônia e do Distrito Federal. 

Representando Mato Grosso, o secretário-executivo de Planejamento, Anildo Cesário Correa, avaliou a reunião como produtiva. “Realizamos discussões de problemas que precisam ser resolvidos nos estados. A proposta para a saúde é um exemplo que, se for implantada e conseguirmos fazer a compra de medicamentos por meio do Consórcio, vai melhorar o processo de aquisição, que é um problema comum a todos os estados e com certeza será uma grande entrega para sociedade”, comentou o secretário-executivo.

Leia Também:  Homens são presos após realizarem queima de fogos em homenagem a membros de facção criminosa

Durante a reunião, a secretária-adjunta de Administração Sistêmica da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan-MT), Eliane Albuquerque, e a gestora governamental, Geisa Alencar, foram indicadas para responder pelas ações do Estado desenvolvidas junto ao Consórcio.

Entre os itens discutidos e que devem ser apreciados pelos chefes dos Executivos Estaduais, além do projeto que propõe a aquisição compartilhada de medicamentos entre os estados consorciados, com o objetivo de racionalizar as despesas, está a proposta denominada Mercado Comum. A iniciativa consiste na harmonização das alíquotas interestaduais; e a de um projeto que viabilizaria uma estratégia unificada para as exportações.

Também foi incluída na pauta a discussão sobre a possibilidade de constituição no BrC de um grupo de trabalho para estudar projetos de importância para a autarquia em tramitação no Congresso Nacional, inicialmente chamado de Agenda Legislativa Positiva. Ainda foi levantada a possível adesão dos entes federados à experiência de Goiás com relação à implementação da Previdência Complementar (Prevcom/GO), e a análise para adesão, parceria e estruturação de escritórios do Brasil Central na Coréia do Sul e na Holanda, entre outros informes.

Leia Também:  Mauro Mendes diz que setor público precisa dar exemplo na aprendizagem de jovens do sistema socioeducativo

Participam da agenda de trabalho, na manhã desta sexta-feira (02.06), o governador de Goiás e presidente do Consórcio, Marconi Perillo; e os governadores Marcelo Miranda (TO); Confúcio Moura (RO); Rodrigo Rollemberg (DF); Reinaldo Azambuja (MS) e Flávio Dino (MA), que pleiteia o ingresso do Estado no Consórcio.

O ministro da Integração, Helder Barbalho, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, também confirmaram presença. A reunião nesta quinta-feira foi conduzida pelo secretário-executivo interino do BrC e titular da Secretaria de Gestão e Planejamento de Goiás, Joaquim Mesquita.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Política

Saiba como consultar seu local de votação para as eleições 2022

A consulta ao local de votação é rápida, simples e gratuita. As eleições ocorrem no dia 02 de outubro

Publicados

em

Foto: Portal do TSE

No próximo domingo (2.10), mais de 156 milhões de brasileiras e brasileiros poderão comparecer às urnas para votar. E, para não haver desencontro, é importante saber em qual zona e seção a eleitora e o eleitor exercerão o direito ao voto. A consulta ao local de votação é rápida, simples e gratuita.

Para consultar seu local de votação, o eleitor deve entrar na página principal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) https://www.tse.jus.br e consultar no “Autoatendimento do Eleitor”, após ir até o menu, “Eleitor e Eleições”. Basta clicar em “Onde Votar” e preencher o formulário com as informações. Feito isso, a página indicará o resultado.

O e-Título também mostra as informações sobre o local de votação. O app está disponível para Android e iOS. Para realizar a consulta, basta entrar no aplicativo e, no menu principal, clicar em “Onde Votar”.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Covid-19: Brasil chega a 54,9 mil mortes e 1,22 milhão de casos
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA