VÁRZEA GRANDE

Política

Presidente Jair Bolsonaro entrega duas obras na Paraíba

Uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e outra é um trecho das obras de integração do Rio São Francisco

Publicado em

Política

Foto: © Anderson Riedel/PR
Nesta quinta-feira (05), o presidente Jair Bolsonaro inaugurou na Paraíba, uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e participou da entrega de um trecho das obras de integração do Rio São Francisco. A unidade básica está localizada no município de Gurinhém, na qual foram investidos R$ 326,4 mil com a expectativa de atender a uma população estimada em 14 mil pessoas.

Já o lote 1 da Vertente Litorânea é parte de um sistema adutor com 130 quilômetros (km) que integra as bacias hidrográficas da Paraíba com as águas do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco. Durante o discurso, Bolsonaro associou o acesso à água à liberdade da população que, segundo ele, dependerá cada vez menos de carros-pipas.

“Estamos deixando na história os carros pipas, que ajudaram no passado. Mas tinha muita política nisso”, disse Bolsonaro.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, a Vertente Litorânea é um sistema constituído por 15 segmentos de canais com seção trapezoidal; cinco trechos em sifões invertidos, em tubulações de aço, que cruzam vales de rios e córregos; e sete aquedutos.

Leia Também:  Governo de Mato Grosso abre mão de R$ 1 bilhão em arrecadação para beneficiar população

O total investido foi orçado em R$ 1,41 bilhão, com a expectativa de beneficiar municípios da mesorregião do agreste paraibano (Itatuba, Mogeiro, Itabaiana, São José dos Ramos, Sobrado, Riachão do Poço, Sapé, Mari, Cuité de Mamanguape, Araçagi, Itapororoca e Curral de Cima).

Em operação desde 2017, segundo a pasta, o Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco tem 217 km de extensão e abastece 1,4 milhão de pessoas em 46 cidades de Pernambuco e da Paraíba.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Falar que vai votar não significa voto na urna

Voto secreto garante expressão democrática do eleitor

Publicados

em

Foto: Diego Herculano

Para muita gente, nem tudo na vida tem preço, e muita coisa tem valor, neste sentido, seguem as ações de muitos eleitores que nos últimos dias, receberam diversas visitas em suas regiões até mesmo nas residências, de vários candidatos apresentando suas propostas, mostrando projetos, falando que vão fazer até o Rio Cuiabá ficar límpido, puro e cristalino, só esqueceram de lembrar que os tempos mudaram e que o eleitorado é outro.

Hoje, as promessas infundadas caem no ridículo, por mais humilde que o eleitor (a) seja, o acesso as informações ficaram mais fáceis, praticamente instantâneas, na palma da mão com a tecnologia do aparelho Smartphone, mostrando dados de todas as formas, desde fatos verídicos até os populares “Fake News”, deixando o eleitor apto para analisar as condições de cada candidato.

Prometer e não cumprir, já ficou comprovado que o eleitor está farto, mesmo assim, ainda existem candidatos que insistem de várias formas, conseguir o voto do povo enganado a todo custo, possibilitando assim, a “Lei do Retorno”, já aquele que foi passado para trás, quando teve a promessa do asfalto, da escola, do posto de saúde, não esquece, pois ainda pisa na lama, os filhos têm andam por quilômetros para estudar, acesso à saúde ainda é para poucos, levando o eleitor, mesmo sendo beneficiado por instantes, falar que vai votar em A; B ou C, mas na realidade vota no M.

Leia Também:  Câmara aprova PEC do Orçamento de Guerra; texto segue para Senado

 

“Ninguém quer comprar o bilhete do cinema e não assistir ao filme”.

A ação pode ser denominada de “Eleitor Fake”, mas quem não passou pelo “Candidatos Fake”? Uma hora a conta chega mesmo, na eleição passada por exemplo, quantos nomes considerados fortes, tiveram apenas a metade dos votos esperados, ou até mesmo só assumiram o mandato, porque foram arrastados pelo colega de legenda. De fato, se já aconteceu em uma vez, poderá acontecer novamente.

Segundo informações de fontes ligadas aos bastidores da corrida eleitoral, e de acordo com o “Aracuã do Pantanal”, existem aqueles candidatos mais realistas, que trabalham apenas com a margem dos 10%, sabendo que nem tudo está perdido, e com isso poderá ao menos garantir a sua passagem para a próxima legislatura.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA