VÁRZEA GRANDE

“PL FORTE 2022”

Novos caminhos para Wellington fortalecido com a chegada de Bolsonaro

A reviravolta aconteceu, senador passa de coadjuvante para protagonista, rumos as eleições de 2022.

Publicado em

Política

 

Mudanças de planos, novas estratégias, debandada, corrida para filiações, assim está o cenário da política em Mato Grosso, com a confirmação do presidente da República, Jair Bolsonaro no Partido Liberal (PL), muitos caminhos estão sendo traçados, buscando as eleições de 2022.

Antes mesmo da filiação, surgiram na imprensa estadual, informações de que o senador, Wellington Fagundes já teria declarado que não seria candidato ao Governo do Estado.

Por outro lado, já dizem que as tratativas com envolvendo o presidente Jair Bolsonaro e o senador, Wellington Fagundes, seria para garantir candidatura a vice-governador, na eventual candidatura à reeleição do governador, Mauro Mendes.

Desta forma, forças ocultas apontam para o fortalecimento do senador, Wellington Fagundes, em busca da sua reeleição, sendo assim o melhor caminho, até porque, a vaga de vice-governador, para formar chapa com Mauro Mendes, já teria nome certo e confirmado, aguardando apenas a divulgação.

A filiação do presidente em uma sigla denominada de “centrão”, cria mais dúvidas do que define caminhos, já boa parte da direita, não compactua do mesmo idealismo, sem falar de uma ala do “centrão”, que já mostrou descontentamento, formando o grupo dos descontentes de ambos os lados, que certamente irão seguir para direita ou esquerda.

Em Mato Grosso, não é diferente, os descontentes irão buscar novos caminhos, mas até agora, nem os opositores declarados, os descontentes, os excluídos e muito menos, os “amigos da onça”, conseguiram escolher um nome, para que venha realmente fazer frente em uma disputa eleitoral com o atual governador.

Nesta altura da disputa, pelo que tudo indica, mais vale um salve-se quem puder, do que tentar viabilizar um grupo, com projetos verdadeiros que agregue ao crescimento do estado, não apenas no papel, propostas que vão de encontro com a necessidade da população e acompanhe o crescimento do estado.

É certo afirmar que nos próximos dias, muitas mudanças serão apresentadas, mas que não venha ter alteração de impacto, porque o mapa já foi traçado, apenas o “M da mudança”, poderia fazer algo, mas como as suas ações já demonstraram que ele tem no estado suas preferência definidas, a expectativa agora, fica apenas quanto aos concorrentes, seja no cenário estadual e nacional.

Que o senador, Wellington Fagundes e sua base, ficaram fortalecidos com a chegada do presidente Bolsonaro, não se pode negar, resta saber o quanto é este poder, para que serve e como ele vai utilizar.

Foto: Assessoria/Senado

 

Leia Também:  Secretarias de Estado apresentam relatórios na Assembleia Legislativa

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Mesas interativas serão usadas para inovar educação infantil em Sinop

Publicados

em

Foto: Prefeitura de Sinop-MT

Mais de 17 mil estudantes da rede pública municipal de Sinop (a cerca de 498 km de Cuiabá), começarão o ano letivo de 2022 equipados com 100 mesas digitais interativas e multidisciplinares. A tecnologia, direcionada aos alunos da educação infantil e ensino fundamental, funcionará como um complemento às atividades realizadas em sala de aula, agregando ao “Programa de Apoio Pedagógico Intensivo”, realizado nas 39 unidades, no reforço escolar contraturno. 

As mesas digitais contam com ecossistema de atividades digitais, em conformidade com a Base Nacional Comum Curricular – BNCC e as diretrizes municipais curriculares da educação básica. São 16 aplicativos digitais com mais de 400 atividades educacionais instaladas. Além de português e matemática, a mesa oferece atividades de contação de histórias, com módulo de leitura simultânea de libras, quebra-cabeça, tabuada divertida, brinquemática, aprendizagem de linguagem de sinais e raciocínio lógico, dentre outras atividades.

Através de interativa amesa promove um aprendizado mais lúdico, divertido, e também soma para alfabetização, desenvolvimento do raciocínio lógico, coordenação motora, memorização, atenção, paciência e criatividade, dos alunos.

A mesa digital interativa é uma tecnologia que oferece possibilidades para uma prática pedagógica inovadora e inclusiva, destaca a secretária de Educação, Esporte e Cultura, Sandra Donato. “As atividades dessa ferramenta tecnológica incentivam o desenvolvimento físico, intelectual, psicológico e social das crianças. Elas manipulam materiais concretos e recursos digitais, exercitando a coordenação motora, o relacionamento e possibilitando a descoberta do mundo pelos temas abordados nessa faixa etária. Inserir as mesas digitais interativas como instrumento de apoio à aprendizagem no cotidiano escolar das crianças, que são cada vez mais seduzidas pelo potencial de interação e socialização dessas tecnologias, sem dúvida é o principal desafio de uma gestão pública”.

A gestora destaca ainda que os professores farão várias capacitações ao longo do ano letivo. “A capacitação será contínua com os professores e a equipe técnica. Também temos estagiários nos laboratórios, que poderão auxiliar os professores”, finaliza.

As mesas digitais interativas estão em consonância com a proposta curricular da rede, uma vez que a maioria das atividades propostas contemplam os eixos contidos na proposta curricular da política de ensino. Nelas as crianças são protagonistas no processo de aprendizagem, participam ativamente das atividades, de maneira colaborativa. Os professores, que buscavam uma inserção digital nas unidades educacionais, podem configurar atividades e contam com sugestões de encaminhamentos que auxiliam no processo ensino e aprendizagem.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  MT recebe 102.340 doses de vacinas contra a Covid-19 nesta sexta
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA