VÁRZEA GRANDE

Na Capital

Novo Hospital Central já se encontra com 25% da obra em andamento

Por meio do Hospital Central, o Estado estima oferecer 1.990 internações, 652 cirurgias, 3.000 consultas especializadas e 1.400 exames por mês

Publicado em

Política

Foto: Marcos Vergueiro

O Governo de Mato Grosso já realizou cerca de 25% do novo projeto da unidade, aproveitando a estrutura que esteve abandonada por mais de 34 anos. Até momento, foram investidos cerca de R$ 28 milhões na execução do novo projeto. A construção do Hospital Central de Alta Complexidade, localizado em Cuiabá, está a todo vapor.

Por meio do Hospital Central, o Estado estima oferecer 1.990 internações, 652 cirurgias, 3.000 consultas especializadas e 1.400 exames por mês. O novo projeto para a unidade prevê dez salas cirúrgicas, 60 leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 230 leitos de enfermaria. A unidade hospitalar de alta complexidade disponibilizará um total de 290 leitos voltados para o atendimento de toda a população mato-grossense.

Dentre as especialidades previstas para o Hospital Central, estão Cardiologia, Neurologia, Vascular, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Urologia, Ginecologia, Infectologia e Cirurgia Geral.

Foto: Marcos Vergueiro

O novo projeto é executado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), com total de 32 mil m² de área construída, sendo que os 9 mil m² do prédio antigo são aproveitados.

Leia Também:  Forças de Segurança do Estado aumentam em 167% as apreensões de entorpecentes

“Essa é uma virada de página histórica daquilo que chamo de uma das maiores vergonhas deste Estado. Uma obra iniciada em 1984, que ficou mais de 30 anos paralisada. Mato Grosso era o único Estado Brasileiro que não tinha em sua capital um hospital de alta complexidade para atender a saúde pública. Agora vai ter”, pontuou o governador Mauro Mendes.

Já foram realizados procedimentos como fundação, construção da estrutura metálica, alvenarias, laje e rede de esgoto e demolições. A unidade conta com um cronograma de aproximadamente 22 meses de execução e previsão de entrega para novembro de 2022.

“É muito bom acompanhar de perto os avanços da obra do Hospital Central, que é esperado pela população de Mato Grosso há mais de 30 anos. A equipe da SES trabalha com muita seriedade para que esse hospital beneficie o nosso estado. Este é um Governo que prometeu fazer a saúde funcionar e está cumprindo essa promessa”, declarou o secretário Gilberto Figueiredo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Veja como solicitar o voto em trânsito

O primeiro turno das eleições deste ano acontecerá em 2 de outubro. Caso necessário, o segundo turno para presidente e governadores ocorre no dia 30 do mesmo mês

Publicados

em

Foto: TRE-MT

Eleitores que estarão fora do estado onde residem nos dias do primeiro e segundo turnos das eleições podem solicitar o voto em trânsito. O serviço permite que o cidadão vote, mesmo que esteja em outro estado, de acordo com as regras determinadas.

Para o pleito deste ano, o prazo para solicitação do serviço vai até 18 de agosto. O pedido precisa ser feito presencialmente, nos cartórios eleitorais. É necessário fazer um agendamento virtual pelo site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

O primeiro turno das eleições deste ano acontecerá em 2 de outubro. Caso necessário, o segundo turno para presidente e governadores ocorre no dia 30 do mesmo mês.

Confira abaixo perguntas e respostas sobre o voto em trânsito:

Posso votar em trânsito em qualquer cidade?

Não, o serviço só está disponível para cidades que tenham mais de 100 mil eleitores.

O pedido vale só no 1º turno?

O cidadão pode fazer o pedido para votar fora do domicílio eleitoral em cada turno, de forma separada, ou já para ter o direito nos dois dias de votação. Os eleitores que estiverem em cidades diferentes em cada um dos turnos podem solicitar a habilitação para votar em trânsito para cada dia, e realizar indicações de cidades distintas.

Leia Também:  VG: Parque Bernardo Berneck terá viveiro de mudas frutíferas, ornamentais e nativas

Como fazer o pedido?

Não há possibilidade de realizar o serviço pela internet. Porém, é necessário fazer um agendamento online, antes de ir presencialmente a um cartório eleitoral e fazer a solicitação do voto em trânsito. Na ida ao cartório, o eleitor precisa indicar a cidade onde vai votar e é preciso levar um documento oficial de identificação com foto. A solicitação não pode ser feita por terceiros, apenas pelo próprio cidadão.

Voto em trânsito vale para todos os cargos?

Quem estiver fora da cidade onde mora, mas dentro do mesmo estado do domicílio eleitoral, pode votar para todos os cinco cargos em disputa: deputado estadual, deputado federal, senador (um por unidade federativa), governador e presidente.

Já caso o eleitor esteja fora do estado de origem, poderá votar apenas para presidente da República. As pessoas inscritas no exterior, que estiverem em trânsito no Brasil, também só podem votar para o chefe do Executivo nacional.

Posso viajar para o exterior e votar?

Não é permitida a votação em trânsito no exterior. Quem estiver em viagem ao exterior precisa ter o título de eleitor cadastrado na embaixada do país em que estiver. Caso contrário, deve justificar a ausência na eleição para não receber punição da Justiça Eleitoral. O prazo para se alistar e votar em outro país acabou em maio.

Leia Também:  Alunos de escola de campo participam de projeto ambiental no Várzea Grande Shopping

Após a eleição, é necessário solicitar o retorno do título à seção eleitoral de origem?

Após as eleições, o título retornará à seção eleitoral de origem automaticamente.

É possível alterar ou cancelar a habilitação para votar em trânsito?

A alteração ou o cancelamento da habilitação para votar em trânsito poderá ser solicitado no mesmo período da habilitação – até dia 18 de agosto. Após esse prazo não será possível alterar ou cancelar a solicitação já autorizada.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA