VÁRZEA GRANDE

"Sonho Realizado"

MT implanta ponto de atendimento na região do CPA para regularização de imóveis

Parceria entre a MT PAR e Intermat entregará documentação com registro em cartório e de forma gratuita à população

Publicado em

Política

Foto: Secom-GOVMT

O Governo de Mato Grosso segue com o mutirão para regularização de imóveis e abriu um polo de atendimento exclusivo para os moradores do grande CPA. A estrutura está montada no Centro Comunitário do CPA I, localizado em frente a Escola Estadual André Avelino Ribeiro e funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Podem procurar este ponto de atendimento moradores dos bairros CPA I, II, III e IV.

Essa ação do Governo do Estado possibilita a entrega de títulos definitivos de imóveis, já registrados em cartório, de forma gratuita à população por meio de parceria entre o Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat), MT Participações e Projetos – S/A – (MT PAR) e Assembleia Legislativa.  

Dezenas de outros bairros em Cuiabá e Várzea Grande também estão contemplados. Jardim Presidente II, Residencial São Carlos, Jardim Santa Amália, Cohab São Gonçalo, Grande Terceiro, Santa Inês, Itapajé, 1º de março, Jardim Brasil, Jardim Universitário II, Tijucal, Jardim Industriário e Jardim Vitória na Capital. E Cristo Rei, Cohab Dom Bosco, Dom Orlando Chaves, Cabo Michel, Jardim Primavera, Santa Izabel, Tarumã, Nossa Senhora da Guia, Jaime Campos, Canellas, Asa Branca, Asa Bela, 24 de dezembro e 7 de maio em Várzea Grande. 

Para conseguir a documentação definitiva o morador precisa ir até os polos de atendimento presenciais com toda a documentação exigida (veja lista abaixo). Além do polo da região do CPA, também há um posto de atendimento na sede do Intermat e outro na Secretaria de Habitação de Várzea Grande.

Leia Também:  Casal é flagrado pela Polícia Civil embalando drogas na frente de crianças

Segundo o governador Mauro Mendes a meta é entregar cerca de 20 mil títulos até dezembro de 2022 em todo o Estado, sendo sete mil só na Baixada Cuiabana. 

O presidente da MT PAR, Wener Santos, lembra que o esforço em conjunto entre os órgãos está tornando o sonho de muitos mato-grossenses possível. “Muitas vezes as famílias não têm condições de arcar com as custas do processo, e o nosso governador Mauro Mendes e nossa primeira-dama Virginia Mendes sempre sensíveis a estas causas nos autorizaram a executar essa força-tarefa”, explicou.   

A partir da regularização do imóvel, o morador passa a ter uma série de benefícios, entre eles, o acesso a crédito e programas de assistência social. Para mais informações o telefone para contato é (65) 99625- 5273 (WhatsApp) ou pelo email [email protected]

Confira os bairros contemplados:

– CUIABÁ: Residencial São Carlos, Residencial Santa Inês, Santa Amália / Barra do pari,,Jardim Presidente, Cohab São Gonçalo, Cohab São Gonçalo Profilurb, Itapajé / Residencial Coxipó, Cidade Verde, Grande Terceiro, Nova Cuiabá, Tijucal, Jardim Industriário, CPA I, CPA II, CPA III, CPA IV 

– VÁRZEA GRANDE: Cristo Rei, Asa Branca, Asa Bela, Santa Isabel, Alberto Canelas, Jardim Primavera, Nossa Senhora da Guia,Tarumã I, Cabo Michel, Jaime Campos, 24 Dezembro, 7 De Maio

Leia Também:  Cenoura dobra de preço em 2022; alta em fevereiro é de 55%

Endereço dos polos de atendimento presencial:

CUIABÁ: CPA: Centro Comunitário do CPA I, localizado em frente à Escola Estadual André Avelino Ribeiro. Av. Joinville, nº 548.

Intermat: Rua Engº Agrônomo Arnaldo Duarte Monteiro, s/nº – Edifício Engenheiro José Morbeck – Centro Político Administrativo (CPA). Sala da GeoSIS.

VÁRZEA GRANDE: Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Várzea Grande:  Av. da FEB – Construmat, ao lado do Shopping Fórmula.

Relação de documentos para iniciar o processo:

(Documentos originais, não é necessário levar cópia)

– Para solteiros: Certidão de nascimento, RG e CPF;

– Para casados: Certidão de casamento, RG e CPF de ambos;

– Para divorciados: Certidão de casamento com averbação de divórcio, RG e CPF apenas de quem está requerendo e partilha de bens/formal de partilha (se houver);

– Para viúvos: Certidão de casamento e certidão de óbito (do cônjuge falecido), RG e CPF de quem está requerendo e partilha de bens/formal de partilha (se houver);

– União estável: Escritura pública de cartório ou homologação dessa condição feita em juízo, certidão de nascimento, RG e CPF de ambos;

– Contrato de compra e venda da casa ou algum outro documento do imóvel (necessário constar a quadra e o lote. Ex.: título de posse antigo, IPTU e etc);

– Comprovante de endereço da casa a ser regularizada (água, luz, telefone, etc)

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

“Me coloque fora desta, lá é só rolos”, disse Wellington Fagundes

Questionado sobre as questões das emendas envolvendo a Assembleia Legislativa, o senador refugou os parlamentares de MT

Publicados

em

Foto: Agência Senado

Nos últimos dias, as questões envolvendo os recursos destinados por determinados parlamentares, tomaram conta do cenário municipal, estadual e nacional, mesmo assim, quando questionado sobre as suspeitas envolvendo integrantes da Casa de Leis estadual, o senador e pré-candidato a reeleição, Wellington Fagundes (PL) refugou.

Para não se envolver em nenhuma questão que possa de alguma forma respingar a sua imagem, o senador que participou de um evento do governo do estado, na tarde de ontem, foi questionado referente aos últimos acontecimentos na Assembleia, e respondeu:

“Me coloque fora desta, só rolos”, repudiou o senador.

 O pré-candidato mostrou que mais tem interesse, em manter sua imagem da forma como está, do que se envolver em relações de outros poderes, ainda mais com detalhes considerados pejorativos.

Wellington Fagundes mostrou que pode usufruir dos benefícios propostos por determinados parlamentares, mas que na hora da “Onça beber água”, é melhor cada um cuidar do seu cada um.

Pelo que tudo indica, o que até semana passada era visto como vantajoso, ter apoios de deputados, hoje, parece que as condutas dos pré-candidatos vão mudar, até porque, quem vai querer ter a sua imagem ligada à de algumas pessoas investigadas pela justiça, por suposto uso irregular do dinheiro público.

Leia Também:  Força Tática prende três homens por estelionato e tráfico de drogas

De glamour para refugo, como foi parar a imagem de boa parte dos integrantes de uma instituição tão importante como a Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA