VÁRZEA GRANDE

"Unidos"

Mauro Mendes e Jayme Campos unidos pelos trilhos do progresso e desenvolvimento

“O governador Mauro Mendes é um homem inteligente, viu a importância da ferrovia, modernizando a logística, potencializando a economia, gerando emprego e mais renda para Mato Grosso”, declarou Jayme.

Publicado em

Política

Da Redação

Sincronia além das divergências, trilhos dão “rumo” à consolidação da união do DEM em MT, assim ficou totalmente expostos com as trocas de elogios, entre o senador da República, Jayme Campos e o governador do estado de Mato Grosso, Mauro Mendes, na manhã desta segunda-feira, 20.09.21, no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá, durante o ato de assinatura da construção da 1º Rodovia Estadual do Brasil.

O que para muitos ainda tinha qualquer dúvida vigente, referente a uma possível incompatibilidade, política e administrativa nas condutas “rumo” a formação do grupo, que irá disputar as eleições em 2022, as declarações reconhecendo as importâncias dos trabalhos realizados, tanto do senador Jayme Campos, quanto do governador Mauro Mendes, para conquista desta obra muda a história econômica de Mato Grosso, jogou por “terra”, qualquer ponta de “aresta”.

A sincronia entre as duas lideranças do DEM, que se um dia foi abalada por qualquer tipo de atrito, hoje, mais do nunca, mostrou que já foi superada, com um objetivo em comum, o melhor por Mato Grosso.

O senador Jayme Campos além de tecer inúmeros elogios ao governador, ainda demonstrou entusiasmo com os trabalhos desenvolvidos pela gestão.

“O governador Mauro Mendes é um homem inteligente, viu a importância da ferrovia, modernizando a logística, potencializando a economia, gerando emprego e mais renda para Mato Grosso”, declarou Jayme.

Por outro lado, o governador falou do empenho da maioria da “Bancada Federal”, composta por seis deputados e três senadores, que trabalharam muito, para a concretização da tão sonhada chegada dos trilhos em Cuiabá.

“Agradeço a todos que contribuíram para que este sonho se torne fato, mas tenho de reconhecer o empenho e trabalho realizado pelo senador Jayme Campos, que foi muito importante para conseguir as condições para iniciar as obras”, ressaltou Mauro Mendes.

Com o alinhamento das duas principais lideranças do DEM em MT, a consolidação do partido, se mostra pronta, “problemas internos resolvidos”, pelo que tudo indica, o objetivo agora é agregar com outras siglas, que siga o “rumo” do desenvolvimento eleitoral para 2022.  

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Como interpretar sinais e prevenir o suicídio
Propaganda

Política

Governo cria grupo para analisar adição de biodiesel ao óleo diesel

Representantes do Ministério de Minas e Energia, que o coordenará, dos ministérios da Economia, Infraestrutura, Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da Casa Civil da Presidência da República

Publicados

em

Foto: Arquivo/Agência Brasil

 

O presidente Jair Bolsonaro aprovou resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) que cria grupo de trabalho para analisar a adição de biodiesel ao óleo diesel B, vendido ao consumidor final. O despacho foi publicado hoje (27) no Diário Oficial da União.

O grupo deverá propor critérios para a previsibilidade do teor mínimo obrigatório de biodiesel no óleo diesel. O relatório final deverá ser entregue ao CNPE em 30 dias, podendo ser prorrogado. A medida visa a proteger os interesses dos consumidores quanto a preço, qualidade e oferta e garantir o suprimento de combustíveis em todo o território nacional.

Em nota, a Secretaria-Geral da Presidência da República explicou que a criação do grupo tem três motivações principais. A primeira é subsidiar o CNPE, em caso de necessidade, na definição do teor de biodiesel adicionado ao diesel, por meio do estabelecimento de uma metodologia robusta e com critérios objetivos. Além disso, o tema poderá ser tratado por meio de grupo multidisciplinar, incluindo todas as áreas do governo afetas ao Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel. Por fim, dar previsibilidade do teor de biodiesel ao setor produtivo e à sociedade.

O grupo será composto por representantes do Ministério de Minas e Energia, que o coordenará, dos ministérios da Economia, Infraestrutura, Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da Casa Civil da Presidência da República, além da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e da Empresa de Pesquisa Energética.

Para subsidiar a elaboração da política pública, a resolução também determina que a ANP avalie e informe ao CNPE, no prazo máximo de 30 dias, se há alguma limitação, com a devida comprovação técnica, para a utilização do óleo diesel B até o teor de 15% de biodiesel em todos os seus usos, com relação aos aspectos de qualidade e logística,

Criado em 2004, o Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel tem por objetivo implementar, de forma sustentável, a produção e o uso do combustível, visando ao desenvolvimento regional, à inclusão da agricultura familiar na cadeia produtiva e à redução de emissão de gases causadores do efeito estufa. O programa se estrutura, entre outros aspectos, na mistura compulsória de biodiesel ao óleo diesel destinado ao consumidor final.

Edição: Graça Adjuto

Fonte: EBC Política Nacional

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  “É essencial população participar para adotarmos melhor decisão”, diz Pinheiro
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA