VÁRZEA GRANDE

Venina Vieira

Falece aos 83 anos mãe do deputado Eduardo Botelho

Publicado em

Política

Foto: Rede Social/Facebook

Na tarde da última quinta-feira (13) dona Venina Vieira de Souza, matriarca da família Botelho, faleceu aos 83 anos, em sua casa no CPA III, Setor II, em Cuiabá. Natural de Várzea Grande, dona Venina teve oito filhos, sendo dois deles políticos mato-grossenses, o deputado estadual Eduardo Botelho e o ex-deputado Luiz Marinho.

A matriarca iniciou a sua trajetória na roça e com esforço tornou-se professora. Dona Venina ainda era um exemplo de mãe protetora e empre atuou à frente do seu tempo,  deixando um grande legado a educação.

Ela estava tratando hipertensão e diabetes. A  mãe do deputado,  faleceu de causas naturais em sua residência, onde recebia todos os cuidados necessários.

O velório ocorre na Sala das Orquídeas, na Capela Jardins, em Cuiabá, a desde das 23 horas de quinta-feira (13). O sepultamento será nesta sexta-feira (14), em Jangada.

O deputado Botelho fazia questão de estar sempre junto a sua mãe, ao qual se refere como um grande exemplo de vida.

“Minha mãe, mulher guerreira, atriz principal da minha vida, não somente por ter me gerado, mas também por acreditar em mim, nos meus irmãos, nos dando força e mostrando que era possível avançar e alcançar os nossos objetivos. Com a compreensão e união da família superamos as dificuldades e recebemos boas conquistas. Peço a Deus que alivie a dor dos nossos corações e conceda a Paz Eterna à nossa mãe!”, clamou Botelho.

Leia Também:  Conselheiro é condenado por falsificação em recibos eleitorais

“Sejam fortes e corajosos, todos que esperam no Senhor”, Salmo 31:24

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Wilson Santos, Dr. Gimenez e Nininho votam por coligação de PSD com Márcia Pinheiro

Os deputados estaduais que eram da base do governador Mauro Mendes, votaram para que o partido coligasse com a candidatura de Márcia

Publicados

em

Foto: Assessoria

A atitude dos três parlamentares já está sendo considerada, inclusive dentro do próprio partido, como de traição, já que as demandas e reivindicações sempre foram atendidas pela atual gestão. E, principalmente, pelo fato de que até uma semana atrás os três parlamentares gritavam aos quatro cantos do Estado que o melhor para Mato Grosso seria a reeleição de Mauro Mendes.

Os deputados estaduais Wilson Santos, Dr. Gimenez e Nininho, que eram da base do governador Mauro Mendes, votaram para que o partido coligasse com a candidatura de Márcia Pinheiro ao Governo de Mato Grosso

Entre os aliados do governador que votaram pela não coligação do PSD com a candidatura de oposição, estão Irajá Resende de Lacerda, filho do ex-senador José Lacerda, Stephano Benevides do Carmo e Reck Júnior, que irão disputar um cargo político na próxima eleição. O atual senador Carlos Fávaro, que costurou a aproximação do PSD com Márcia Pinheiro, se eximiu de votar.

A traição dos parlamentares ao atual governo foi para defender a candidatura da esposa do prefeito da Capital, Emanuel Pinheiro. Márcia é investigada pelo Ministério Público Estadual por suposto esquema na Secretaria Municipal de Saúde, na gestão atual da prefeitura.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Homem que atirou em gato é preso em pela PM em Primavera
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA