VÁRZEA GRANDE

CONTORNO LESTE

Emanuel Pinheiro recebe moradores do residencial Ana Maria

Local será beneficiado com a implantação do Contorno Leste

Publicado em

Política

Foto: Davi Valle

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, se reuniu nesta quarta-feira (22) com um grupo de moradores do Residencial Ana Maria, para tratar sobre o desenvolvimento da região norte da Capital. O local é um dos mais de 50 bairros beneficiados com a maior obra estruturante da cidade, o Contorno Leste, que contará com 17,3 km. A obra do novo corredor de mobilidade urbana foi lançada em 2020 e a previsão é que seja totalmente concluída em 2023. A obra recebe o investimento de R$ 125 milhões  e está dividida em dois percursos, sendo um de 11 quilômetros, entre o rio e a Rodovia Emanuel Pinheiro, e outro de cerca de seis quilômetros, entre a Avenida Fernando Corrêa e o rio. 

Durante a reunião,  os munícipes solicitaram ao gestor, a construção de um espaço de lazer e também a regularização fundiária do Residencial. Liderança comunitária, David Santana Murtinho, lembra que com o Contorno Leste, haverá uma explosão na economia da região e a supervalorização dos imóveis. “Viemos solicitar ao prefeito os títulos definitivos e uma praça, que já  tem um projeto pronto e área definida. A nossa vinda também foi para agradecer ao prefeito por realizar obras na nossa região e em toda Capital. Estamos muito satisfeitos com a gestão do prefeito, que é humanizada e que sempre manteve as portas abertas da Prefeitura de Cuiabá para atender nossas reivindicações”, parabenizou o líder comunitário. 

O prefeito Emanuel Pinheiro irá solicitar ao secretário de Habitação e Regularização Fundiária, Leonardo Leão, o levantamento da situação do Residencial para saber em que momento será possível a realização da regularização fundiária da região e ainda, solicitou empenho dos secretários de Obras, o vice-prefeito José Roberto Stopa e do diretor da  Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb), Vanderlucio Rodrigues. 

“Nos próximos dias irei realizar uma visita ao bairro e levarei a minha equipe para ouvir a população da localidade que será um dos locais contemplados com a obra do Contorno Leste. Vou solicitar um levantamento da situação daquela região para que tenhamos informações sobre a regularização dos títulos definitivos.  Ano passado, a comunidade foi atendida pelo programa Minha Rua Asfaltada com aproximadamente 2,5 quilômetros de pavimentação. A obra beneficiou mais de 1.500 pessoas que residem nas quase 300 casas existentes no Residencial”, lembrou o prefeito. 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mourão diz que posição do governo não é por uma Constituinte
Propaganda

Política

Governo mantém regras excepcionais no setor de energia elétrica

Publicados

em

Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

A Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética (Creg) do governo federal se reuniu nesta sexta-feira (15) e avaliou que as medidas excepcionais que vem sendo adotadas para evitar racionamento seguem sendo necessárias para os próximos meses. Ontem (14), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que iria determinar ao Ministério de Minas e Energia (MME) a redução da bandeira tarifária de escassez hídrica, patamar mais alto de cobrança extra na conta de luz..

“Conforme registrado aos membros da Creg, os resultados apresentados evidenciam a assertividade das prospecções realizadas, bem como a importância das medidas excepcionais em curso, apesar dos custos associados, fruto dos esforços empreendidos especialmente com vistas ao aumento das disponibilidades energéticas e das relevantes flexibilizações hidráulicas em usinas hidrelétricas”, informou o ministério em nota.

Instituída em junho deste ano por medida provisória, a Creg é composta pelos ministérios de Minas e Energia; da Economia; da Infraestrutura; da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; do Meio Ambiente; e do Desenvolvimento Regional. A principal atribuição do colegiado é adotar medidas emergenciais e para garantir a continuidade e a segurança do suprimento de energia elétrica no país. 

Durante a reunião, foi apontado o aumento das chuvas no país, especialmente na Região Sul, característica que aponta, de acordo com a pasta, para a transição ao período tipicamente úmido. Além disso, há expectativa de ocorrência de chuvas em maiores volumes nas regiões Sudeste/Centro-Oeste no curto prazo.

No entanto, segundo o governo, apesar do aumento das chuvas, “a situação ainda requer atenção, fato também impactado pelas atuais condições do solo, bastante seco, e, portanto, maiores dificuldades de transformação das chuvas em vazões, ou seja, em volumes significativos de água que chegam nos reservatórios do país”.

A Creg decidiu, diante dos resultados apresentados, manter as flexibilizações hidráulicas nas usinas hidrelétricas Jupiá e Porto Primavera no próximo período úmido, entre os meses de novembro/2021 e fevereiro/2022, acatando encaminhamentos sugeridos do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE). Essas medidas servem para reduzir a vazão dos reservatórios das usinas para evitar seu rebaixamento. 

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Política Nacional

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo de MT já pactuou 92% das doses recebidas
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA