VÁRZEA GRANDE

CORRIDA DE REIS

Botelho parabeniza participantes da 38ª Corrida de Reis; Assembleia Legislativa é parceira desse evento

Reconhecimento – De autoria do deputado Wilson Santos (PSD), a Lei nº 10.820/2019 insere a Corrida de Reis no calendário oficial de eventos do Estado de Mato Grosso.

Publicado em

Política

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso marcou presença na 38ª edição da Corrida de Reis, realizada na manhã deste domingo (15), em Cuiabá. Há anos a instituição é parceira na realização da prova, idealizada pelo Grupo Centro América e considerada a maior do Centro-Oeste e uma das principais do Brasil.

Joseph Tiophil Panga, da Tanzânia, de 28 anos, venceu a prova masculina, completando o percurso em 29 minutos e 56 segundos. Entre as mulheres, a etíope Kebebush Yisma Zewoldemariam, de 25 anos, ganhou a medalha de ouro, com o tempo de 34 minutos e 25 segundos.

Divulgação SECOM ALMT
Foto: Arquivo Pessoal

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Eduardo Botelho (União Brasil), afirma que a parceria da instituição é uma forma de incentivar a prática de exercícios físicos e os cuidados com a saúde, bem como de incluir Mato Grosso no circuito nacional de atletismo.

Foto: Maurício Barbante/ALMT

“A Corrida de Reis acontece há 38 anos. É um evento tradicional, um incentivo para o esporte. Vemos uma multidão de pessoas participando, atletas profissionais, pessoas que não são profissionais, mas que vêm participar, famílias inteiras. Parabéns a todos que participaram e ao Grupo Centro América, que realiza o evento. A parceria da Assembleia Legislativa, assim como do Governo do Estado, é uma forma de incentivar a saúde e a prática do esporte e por isso ela vai continuar”, declarou o parlamentar.

Leia Também:  Mulher é presa pela Força Tática com 17 quilos de entorpecentes

Segundo Botelho, uma série de eventos esportivos serão realizados pelo Parlamento Estadual como forma de estimular a prática de atividades físicas. “Queremos fazer uma corrida da Assembleia, um circuito de ciclismo, além de um campeonato de futebol e outras ações para os servidores e seus familiares”, anunciou.

De autoria do deputado Wilson Santos (PSD), a Lei nº 10.820/2019 insere a Corrida de Reis no calendário oficial de eventos do Estado de Mato Grosso

Foto: Ivana Quadros / Qualivida

Cerca de 15 mil pessoas se inscreveram para a corrida este ano. Entre eles, mais de 60 servidores da ALMT. Antes de participarem da prova, todos foram avaliados pela equipe de profissionais da Supervisão de Saúde e Qualidade de Vida (Qualivida) e receberam um kit com itens para utilizarem no dia.

Uma estrutura especial foi montada na Praça das Bandeiras para atender os servidores no final do percurso. Além de água e frutas, uma equipe de fisioterapeutas fez os atendimentos necessários e também foram disponibilizados recipientes com gelo para auxiliar a reabilitação muscular dos participantes.

A superintendente do Qualivida, Ivana Mattos Mello, destacou o apoio da Mesa Diretora, da Secretaria-Geral e da Secretaria de Comunicação (Secom) para concretização de todo o trabalho realizado.

“Verificamos o colesterol e a pressão arterial dos servidores inscritos e eles também passaram por avaliação de fisioterapeutas. Disponibilizamos um suporte especial, principalmente por conta da possibilidade de sequelas causadas pela Covid-19, mas atestamos que todos tinham condições de participar com segurança”, informou.

Leia Também:  Cresce em 39% número de eleitores no exterior

Entre os servidores da Casa de Leis, Dinei Neves de Pinho foi o primeiro colocado, finalizando o percurso em 46 minutos. Esta foi a quarta vez que ele participou da prova, ficando sempre entre os melhores colocados entre os colegas do Parlamento. No próximo ano, segundo ele, a meta é concluir o trajeto em 42 minutos. Para isso, pretende reforçar a rotina de exercícios que pratica com regularidade.

“Eu estou sempre correndo e pedalando e isso me preparou para estar aqui hoje. A parte mais pesada do caminho é na Avenida Mato Grosso, mas no geral foi tranquilo. O clima hoje estava favorável”, afirmou.

Participante da maioria das edições da corrida, o secretário de Finanças da ALMT, Elias Santos, marcou presença no evento mais uma vez e destacou o apoio da instituição.

“Quero parabenizar a Mesa Diretora por toda estrutura que disponibilizou e pelo incentivo que deu para os servidores participarem. Isso é muito importante, pois melhora a saúde, melhora a autoestima e a gente trabalha com mais vontade. A equipe do Qualivida está de parabéns, pois nos deu toda orientação na preparação para a prova. No próximo ano, espero que mais servidores participem”, disse.

Reconhecimento – De autoria do deputado Wilson Santos (PSD), a Lei nº 10.820/2019 insere a Corrida de Reis no calendário oficial de eventos do Estado de Mato Grosso.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Trabalho do Governo de MT inspira novo ministro dos Transportes

Mato Grosso se tornou referência nacional ao propor o modelo inovador de transferência do controle da BR-163 da Rota do Oeste para o Governo do Estado, por meio da MT Participações e Projetos (MT Par), sociedade de economia mista.

Publicados

em

Divulgação: SECOM MT

A solução inovadora do Governo de Mato Grosso para resolver o entrave da concessão da BR-163, entre Cuiabá e Sinop, está servindo de inspiração para o Governo Federal. O ministro dos Transportes, Renan Filho, estuda utilizar a mesma fórmula adotada pelo Estado, por meio da MT Par, no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

O assunto é destaque no jornal Valor Econômico desta sexta-feira (27.01). A publicação aponta que “o governo federal começou a analisar algumas alternativas para destravar a relicitação de rodovias e aeroportos cujas concessões estão em processo de devolução ao poder público”.

“O repasse das concessões rodoviárias para o Dnit é inspirado no modelo adotado recentemente para a Rota do Oeste, trecho da BR-163 que estava sob administração da Odebrecht e que passou ao controle do governo de Mato Grosso, por meio da MT Participações e Projetos. A estatal assumiu todos os compromissos previstos no contrato original”, escreveu o repórter Murillo Camarotto.

Case de sucesso

Mato Grosso se tornou referência nacional ao propor o modelo inovador de transferência do controle da BR-163 da Rota do Oeste para o Governo do Estado, por meio da MT Participações e Projetos (MT Par), sociedade de economia mista.

Leia Também:  Congresso marca três reuniões para analisar todos vetos presidenciais

Dos mais de 800 km de rodovia que ligam Mato Grosso de Norte a Sul, a Concessionária Rota do Oeste, que detinha o controle da BR-163 desde 2013, se comprometeu em duplicar 450 km de estrada. No entanto, só entregou 120 km. A via passou, então, a ser conhecida como a “rodovia da morte”, em função do grande número de acidentes que acontecem diariamente no trecho.

A proposta recebeu aval do Tribunal de Contas da União (TCU) e aguarda acordo de renegociação das dívidas da concessionária junto às instituições financeiras para ser selado definitivamente pelo governo.

Confira a íntegra da reportagem do Valor Econômico.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA