VÁRZEA GRANDE

sem registro da Anvisa

Polícia realiza busca por anabolizantes e produtos ilegais em lojas de suplementos

As buscas foram realizada após denúncias sobre a comercialização de produtos que teriam anabolizantes em sua composição

Publicado em

Polícia

Foto: PJC-MT

A Polícia Civil em conjunto com a Vigilância Sanitária Municipal fiscalizou duas lojas de suplementos alimentares da Capital. A operação tem como objetivo apurar a eventual importação ilegal, armazenamento, exposição ou comercialização de produtos sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), impróprios para o consumo ou de substâncias proibidas, como anabolizantes.

A operação, deflagrada pelas equipes da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon) e da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecente (DRE) e fiscais do município, foi realizada após denúncias sobre a comercialização de produtos que teriam anabolizantes em sua composição.

Conforme o delegado titular da Decon, Rogério Ferreira, foram encontrados atos ilícitos de natureza administrativa, como, por exemplo, falta de alvará da Prefeitura Municipal. No entanto, não foram encontrados produtos sem registro na Anvisa.

“Comercializar produto impróprio para consumo humano pode configurar crime contra as relações de consumo, com pena de até cinco anos de prisão. Quem importa, tem em depósito para vender ou expõe à venda produto sem registro, quando exigível pelo órgão de vigilância sanitária competente, poderá responder por crime contra a saúde pública, com pena de prisão de 15 anos”, destacou o delegado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Criança de 10 anos é estuprada pelo padrasto e engravida de gêmeos
Propaganda

Polícia

Polícia Civil cumpre prisão contra autor de roubo a casal de idosos em Tangará da Serra

Conforme apurado, além de roubar o casal de idosos, subtraindo jóias, dinheiro e outros objetos, causando prejuízo de aproximadamente R$ 50 mil, o jovem ainda agrediu fisicamente as vítimas

Publicados

em

Foto: PJC-MT

O autor de um roubo cometido contra um casal de idosos no município de Tangará da Serra (239 km a médio norte de Cuiabá), foi preso pela Polícia Civil, na tarde de segunda-feira (05.12), durante ação para cumprimento de mandado judicial.

O suspeito de 21 anos teve a prisão preventiva decretada pela 2ª Vara Criminal da Comarca local, após ser identificado nas investigações da Delegacia de Tangará da Serra para esclarecer o crime.

Conforme apurado, além de roubar o casal de idosos, subtraindo jóias, dinheiro e outros objetos, causando prejuízo de aproximadamente R$ 50 mil, o jovem ainda agrediu fisicamente as vítimas. 

Com base nos indícios e evidências de autoria a Polícia Civil representou pelo mandado de prisão preventiva e de busca e apreensão domiciliar, deferido pela Justiça.

Diante da ordem judicial os policiais civis realizaram diligências para localizar o suspeito, que ao ser abordado tentou fugir, porém acabou detido. Ato contínuo a equipe foi até a residência do investigado no bairro Jardim Morada do Sol, onde cumpriram as buscas.

Leia Também:  Rotam prende quadrilha por tráfico de entorpecentes em Várzea Grande

Em seguida o suspeito foi conduzido até a delegacia para as providências cabíveis, sendo posteriormente encaminhado ao Centro de Detenção Provisória, ficando à disposição do Poder Judiciário.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA