VÁRZEA GRANDE

"Crime no Interior"

Polícia Civil prende dois acusados de estupro de vulnerável

O investigado foi denunciado pelo MPE em outubro deste ano e teve a prisão preventiva decretada.

Publicado em

Polícia

Foto: PJC-MT

Dois autores de crimes de estupro de vulnerável foram presos pela Polícia Civil, em Rosário Oeste, na segunda-feira (21.11). As prisões preventivas foram cumpridas pela equipe da delegacia do município.

Os dois homens, de 72 e 41 anos, já foram denunciados à Justiça pelo Ministério Público Estadual. Após as prisões, ambos foram encaminhados a uma unidade prisional. 

Conforme a denúncia, em setembro do ano passado, o investigado de 72 anos cometeu abuso sexual contra uma criança de nove anos. Ele praticou os abusos contra o garoto nos fundos de um restaurante na BR-163. A mãe da criança percebeu que a criança estava com uma lesão íntima e a levou a uma unidade de saúde em Nova Mutum.

Durante a consulta, a vítima relatou que havia sofrido o abuso quando morava em Rosário Oeste. A investigação apurou que a criança foi forçada à prática sexual e ameaçado com arma de fogo caso contasse sobre o que havia acontecido. Com os abusos, a criança contraiu infecção.

O investigado foi denunciado pelo MPE em outubro deste ano e teve a prisão preventiva decretada.

Leia Também:  Procon orienta consumidores sobre cuidados com compras de presentes

Segunda prisão

O outro homem, de 41 anos, foi denunciado pelo estupro de vulnerável de uma criança que era sua enteada.

Conforme a investigação, os abusos foram cometidos entre 2017 e o início deste ano. O autor do crime se aproveitou das relações domésticas e familiares para abusar e praticar atos libidinosos e sexuais contra sua enteada. A vítima tinha apenas 8 anos, quando sofreu os primeiros abusos.

Ele aproveitava quando a mãe da criança não estava na casa ou dos momentos que ficava sozinho com a criança, em seu estabelecimento comercial, para submetê-la aos atos libidinosos e prática sexual de forma reiterada.

No início deste ano, a avó materna da vítima estava passando uns dias na residência, quando o criminoso mandou que a vítima entrasse no quarto do casal e fingisse que estava secando o cabelo, para que a avó não desconfiasse. Ele, então, abusou da criança.

A avó da vítima entrou no quarto e flagrou o denunciado praticando o abuso contra a neta. Posteriormente, a avó procurou a Polícia Civil e registrou o crime, quando então a criança foi retirada da residência onde morava.

Leia Também:  Casal foragido da Justiça de Rondônia é preso em Campos de Júlio

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Polícia Civil cumpre prisão contra autor de roubo a casal de idosos em Tangará da Serra

Conforme apurado, além de roubar o casal de idosos, subtraindo jóias, dinheiro e outros objetos, causando prejuízo de aproximadamente R$ 50 mil, o jovem ainda agrediu fisicamente as vítimas

Publicados

em

Foto: PJC-MT

O autor de um roubo cometido contra um casal de idosos no município de Tangará da Serra (239 km a médio norte de Cuiabá), foi preso pela Polícia Civil, na tarde de segunda-feira (05.12), durante ação para cumprimento de mandado judicial.

O suspeito de 21 anos teve a prisão preventiva decretada pela 2ª Vara Criminal da Comarca local, após ser identificado nas investigações da Delegacia de Tangará da Serra para esclarecer o crime.

Conforme apurado, além de roubar o casal de idosos, subtraindo jóias, dinheiro e outros objetos, causando prejuízo de aproximadamente R$ 50 mil, o jovem ainda agrediu fisicamente as vítimas. 

Com base nos indícios e evidências de autoria a Polícia Civil representou pelo mandado de prisão preventiva e de busca e apreensão domiciliar, deferido pela Justiça.

Diante da ordem judicial os policiais civis realizaram diligências para localizar o suspeito, que ao ser abordado tentou fugir, porém acabou detido. Ato contínuo a equipe foi até a residência do investigado no bairro Jardim Morada do Sol, onde cumpriram as buscas.

Leia Também:  Procon orienta consumidores sobre cuidados com compras de presentes

Em seguida o suspeito foi conduzido até a delegacia para as providências cabíveis, sendo posteriormente encaminhado ao Centro de Detenção Provisória, ficando à disposição do Poder Judiciário.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA