VÁRZEA GRANDE

Polícia

Polícia Civil conclui inquérito sobre posse ilegal de armas de fogo

Publicado em

Polícia

Da Redação

A Polícia Civil, por meio da 2ª Delegacia de Cuiabá (Planalto) concluiu o inquérito instaurado em desfavor de M.C. para apurar os crimes de posse irregular e porte ilegal de armas de fogo. Ele foi indiciado conforme a Lei 10.826/2003, nos seguintes artigos: *Artigo 12* – posse irregular arma de fogo; *Artigo 14*: porte ilegal de arma de fogo;  *Artigo 16, parágrafo 1, inciso 5*: fornecer arma a adolescente, uma vez que solicitou a própria filha que guardasse as armas.

A posse de arma se configura porque ele tinha as armas em casa sem regularização. Já o porte é porque ele recebeu outras armas de um adolescente na residência onde ocorreu o homicídio da adolescente Isabele Guimarães Ramos, no dia 12 de julho, no condomínio Alphaville, na Capital.

A 2ª Delegacia de Polícia de Cuiabá recebeu quatro armas de fogo relacionadas ao caso, que foram encaminhadas para perícia e o respectivo laudo evidenciou serem eficazes.

A Polícia Civil também solicitou informações ao Exército Brasileiro para saber se armas eram legalizadas. Somente uma delas estava legalizada. 

As armas objeto desse inquérito não tem relação com o homicídio de Isabele Ramos.

Todas as oitivas e laudos foram compartilhados com a Delegacia Especializada do Adolescente (DEA), no inquérito que apura a morte de Isabele Guimarães Ramos. 

O inquérito foi concluído pela 2ª DP na última quinta-feira (30/07) e encaminhado ao Poder Judiciário.

 

Leia Também:  Avaliada em R$ 12 mil Reias, bicicleta é recuperada em Cuiabá

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Polícia

PRF e INDEA-MT realizam operação de combate ao transporte de madeira ilegal em Rondonópolis-MT

Irregularidades encontradas estavam na falta de consistência entre os papéis apresentados e a quantidade de madeira transportada nos veículos.

Publicados

em

Foto: PRF/MT

Nos últimos dias, houve uma ação conjunta entre Policiais Rodoviários Federais e profissionais do INDEA-MT para intensificar a fiscalização no transporte de madeira na região de Rondonópolis. A ação teve como base a unidade operacional 201 da PRF e resultou na apreensão de grande volume de madeira ilegal.

As maiores irregularidades encontradas estavam na falta de consistência entre os papéis apresentados e a quantidade de madeira transportada nos veículos, documentos florestais irregulares e até mesmo a falta completa de documentos de autorização de transporte.

Ao todo foram lavrados 24 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) pela prática do crime de transporte ilegal de madeira.

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo do Estado faz entrega de armamentos à Polícia Civil nesta 6ª feira
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA