VÁRZEA GRANDE

"Operação Codinome"

PJC cumpre 27 mandados judiciais contra alvos envolvidos em diversos crimes em Primavera do Leste

Até o presente momento foram 18 suspeitos presos, sendo dois em flagrante.

Publicado em

Polícia

Foto: PJC-MT

Nesta terça-feira (23), a Polícia Civil deflagrou em Primavera do Leste a Operação Codinome, para cumprimento de 27 mandados de prisão e de busca e apreensão. As investigação também foram coordenadas pela pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos.

Os alvos são investigados pelos crimes de organização criminosa, tráfico de drogas, sequestro, tortura e homicídio. Até o presente momento foram 18 suspeitos presos, sendo dois em flagrante. São cumpridos mandados nas cidades de Primavera do Leste, Campo Verde e Rondonópolis.

A operação conta com o apoio das unidades da Regional Primavera do leste e das regionais de Barra do Garças e de Rondonópolis e da delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE).

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia Civil apreende drogas e prende suspeito com arma de fogo em operação em Canarana
Propaganda

Polícia

PC fecha empresa clandestina de fundição de chumbo em Várzea Grande

Publicados

em

Foto: PJC-MT

Através de ama ação conjunta da Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema) e Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural de Várzea Grande, fechou uma fábrica de fundição clandestina de chumbo que estava funcionando ilegalmente, no município.

A gerente que trabalha no estabelecimento foi conduzida para prestar esclarecimentos.

De acordo com a Policia Civil, foi feito uma denúncia sobre um estabelecimento no bairro Vitória Régia, em Várzea Grande, onde funcionava uma fábrica clandestina de derretimento de chumbo para peças de automóveis. Segundo as informações, a vizinhança estava sofrendo com o mau cheio e a fumaça produzida pela queima de chumbo de forma artesanal.

Foto: PJC-MT

Então, a equipe de investigadores da Dema foi até a empresa, e constatou a atuação irregular do estabelecimento, que não possui alvará de funcionamento ou qualquer documento para realização do serviço.

A polícia solicitou a presença da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) para realização de perícia e dos fiscais da Secretaria de Meio Ambiente do município que solicitaram os documentos e notas fiscais da empresa, onde também funciona um comércio de venda e distribuição de rodas de liga leve.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia Civil apreende menor com grande quantidade de drogas em Guiratinga
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA