VÁRZEA GRANDE

Polícia

Homem que estava registrado como desaparecido é localizado na Capital

Ele foi localizado após ser preso por tentativa de furto, em Cuiabá.

Publicado em

Polícia

FOTO: PMMT

Um homem de 42 anos, cujo nome não divulgado, teve o desaparecimento registrado pela família no Núcleo de Pessoas Desaparecidas da Polícia Civil foi localizado após ser preso por tentativa de furto, em Cuiabá. 

Ele foi detido na última quinta-feira (24), após a Polícia Militar ser acionada em um estabelecimento comercial no bairro Parque Ohara, na Capital. Ele foi conduzido à Central de Flagrante de Cuiabá e autuado por tentativa de furto.

A família dele procurou a Polícia Civil depois de circular nas redes sociais uma foto em que o homem aparecia sendo ameaçado por integrante de uma organização criminosa. Desde então, ele não foi mais visto pelos familiares.

Durante as diligências, a equipe do Núcleo de Pessoas Desaparecidas apurou que o suposto desaparecido estava escondido. Porém, passados alguns dias, ele resolveu sair do esconderijo e foi novamente perseguido, quando entrou na casa comercial, onde foi detido por tentativa de furto.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Lar dos idoso recebe leite e produtos de higiene arrecadados pela Polícia Civil
Propaganda

Polícia

PC fecha empresa clandestina de fundição de chumbo em Várzea Grande

Publicados

em

Foto: PJC-MT

Através de ama ação conjunta da Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema) e Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural de Várzea Grande, fechou uma fábrica de fundição clandestina de chumbo que estava funcionando ilegalmente, no município.

A gerente que trabalha no estabelecimento foi conduzida para prestar esclarecimentos.

De acordo com a Policia Civil, foi feito uma denúncia sobre um estabelecimento no bairro Vitória Régia, em Várzea Grande, onde funcionava uma fábrica clandestina de derretimento de chumbo para peças de automóveis. Segundo as informações, a vizinhança estava sofrendo com o mau cheio e a fumaça produzida pela queima de chumbo de forma artesanal.

Foto: PJC-MT

Então, a equipe de investigadores da Dema foi até a empresa, e constatou a atuação irregular do estabelecimento, que não possui alvará de funcionamento ou qualquer documento para realização do serviço.

A polícia solicitou a presença da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) para realização de perícia e dos fiscais da Secretaria de Meio Ambiente do município que solicitaram os documentos e notas fiscais da empresa, onde também funciona um comércio de venda e distribuição de rodas de liga leve.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Lucas do Rio Verde: Motorista fica ferido após colisão com carreta
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA