VÁRZEA GRANDE

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Duas pessoas da mesma família são presas em Comodoro

Os dois presos (enteada e padrasto), foram apresentados e colocados à disposição da Justiça

Publicado em

Polícia

Foto: PJC

Duas pessoas de uma mesma família foram presas e uma arma de fogo foi apreendida pela Polícia Civil, na segunda-feira (13.10), no município de Comodoro (644 km a oeste de Cuiabá), durante atendimento de uma ocorrência de violência doméstica e familiar.

,

Uma mulher de 30 anos foi autuada em flagrante pelos crimes de lesão corporal e injúria no âmbito da Lei Maria da Penha. O padrasto dela, de 48 anos, foi autuado em flagrante por posse de arma de fogo de uso permitido.

Na manhã de segunda-feira (13) os policiais civis foram acionados para averiguar uma briga que estava ocorrendo na feira municipal, localizada na região central da cidade.

Após a denúncia, a equipe se deslocou até o local e verificou que se tratava de uma briga entre membros de uma família, os quais estavam com ânimos acirrados, bem como havia um casal (mãe e padrasto) lesionados pois foram agredidos pela moça.

Diante dos fatos, os policiais civis encaminharam as quatro pessoas envolvidas para prestarem esclarecimentos. Após depoimentos dos conduzidos, a moça que agrediu a mãe e o padrasto foi presa por lesão corporal enquadrada na violência doméstica.

Durante a confecção dos autos de flagrante, a Polícia Civil recebeu informação que o padrasto da suspeita possuía uma arma de fogo em sua residência. Devido às brigas e desentendimento dos envolvidos, e para evitar que algo mais grave acontecesse, foi solicitado ao homem que indicasse onde estaria a suposta arma.

Em continuidade as diligências, os policiais civis foram até a residência no bairro Setor Industrial 2, onde foi localizada uma espingarda calibre 28. Após a apreensão da arma, o padrasto também foi preso em flagrante por posse irregular de arma de fogo de uso permitido.

Os dois presos (enteada e padrasto), foram apresentados e colocados à disposição da Justiça.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Investigado por violência doméstica é preso em Colíder
Propaganda

Polícia

Emanuel recebe Plano de Manejo do Aricá-Açu e planta árvores na capital

Evento será realizado às 9h na Praça Alencastro

Publicados

em

Foto: Luiz Alves

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, receberá na manhã desta terça-feira (21), às 9h, na Praça Alencastro, o  Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental Municipal do Aricá-Açu (região do Cinturão Verde).  Durante a atividade, simbolicamente em homenagem ao Dia da Árvore, o gestor da capital irá plantar unidades de Ipês e Jatobás.

O Plano de Manejo é um documento técnico, orientado pelos objetivos de criação da unidade  no qual se estabelece o zoneamento e as normas que devem presidir o uso da área e o manejo dos recursos naturais.

Desde o ano de 2008, Cuiabá já dispõem de uma legislação criando a área de proteção. “Mas somente nessa administração, que atua pautada pelo entendimento da necessidade do desenvolvimento sustentável, é que o Plano de Manejo foi elaborado o que vai possibilitar atividades em  uma área  que abriga recursos hídricos, naturais e paisagísticos de grande relevância, mas em consonância a esse documento”, explicou o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro.

A elaboração do PM, que conta com mais de 500 páginas,  foi realizado pela empresa de Consultoria Ambiental Ecossistema. A supervisão foi realizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente por meio das Diretorias de Parcelamento dos Solos e Projetos Públicos e de Gerenciamento Ambiental.

“O Plano de Manejo foi elaborado de forma participativa, com o intuito de gerar um envolvimento maior com a comunidade, tornando o documento mais completo e a sua implementação mais efetiva. A troca de experiências aproxima o gestor da realidade local, favorecendo a proposição de metas e objetivos exequíveis. A APA Municipal do Aricá-Açú dispõe de 73.195,4683 hectares”, diz trecho do documento.

A criação da Área de Proteção Ambiental do Aricá-Açu” vai contribuir para com a proteção da zona de transição entre as formações florestais do Planalto do Guimarães e o início da Planície do Pantanal

Vai assegurar ainda a conservação do bioma Cerrado, garantir o uso sustentável dos recursos naturais da região, baseado em um zoneamento socioambiental, além de assegurar a proteção de comunidades tradicionais remanescentes dos Quilombos e representantes da convivência harmônica com o Cerrado. Também possibilitará o resguardo ao patrimônio Arqueológico e Cultural da região.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Consumidores são contemplados com R$ 550 mil em prêmios
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA