VÁRZEA GRANDE

FLAGRANTE

Delegacia do Meio Ambiente e Sema apreendem 100 kg de pescado

Segundo a polícia, o suspeito possivelmente venderia a carga para peixarias da região e da Capital

Publicado em

Polícia

Créditos: Assessoria

Na manhã desta quarta-feira (21.07) a Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), com apoio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), apreendeu cerca de 100 kg de pescado irregular que estava sendo transportado por um comprador, na região de Barão de Melgaço (113 quilômetros de Cuiabá). 

A operação foi fruto do serviço de inteligência da Polícia Judiciária Civil (PJC) que conseguiu identificar o suspeito, que possivelmente venderia a carga para peixarias da região e da Capital. A região de Barão de Melgaço é conhecida pelas peixarias, e faz parte da Rota do Peixe do Vale do Rio Cuiabá. 

O suspeito foi conduzido à delegacia enquadrado pelo descumporimento da Lei Federal nº 9.605/98, que trata dos crimes contra o meio ambiente. Foi identificado o transporte e comércio dos exemplares que estão fora da medida permitida por Lei, acima da quantidade permitida para transporte, e ainda, pelo pescado ser fruto de pesca predatória com o uso ilegal de redes de pesca. 

“As fiscalizações acontecem para coibir a pesca ilegal e preservar o estoque pesqueiro. Esta prática vem contribuindo para a redução de peixes nos nossos rios”, explica o ivestigador da PJC, Hamilton Andrade Zamarioli, que participou da ação. 

Leia Também:  Rogério Gallo, o novo secretário-chefe da Casa Civil

CRÉDITOS: ASSESSORIA 

Pescado apreendido pela Dema com apoio da Sema
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

PRF inicia Operação Eleições 2022 em Mato Grosso

Durante o período, a fiscalização será intensificada para garantir a segurança dos eleitores e demais usuários que transitarão pelas rodovias federais

Publicados

em

Foto: PRF

O evento de lançamento da operação ocorreu na última quinta-feira (29) na área externa da Arena Pantanal em Cuiabá, com apresentação de todo o efetivo das forças de segurança que serão empregados.

Integram a operação 3.961 profissionais da Polícia Militar (PM-MT), 1.268 da Polícia Civil (PJC-MT), 451 do Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT), 474 da Polícia Rodoviária Federal (PRF), 220 da Polícia Federal, 351 do Exército Brasileiro, 20 da Marinha do Brasil, 35 da Guarda Municipal de Várzea Grande e 20 da Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá.

Em Mato Grosso, a PRF reforçará o policiamento entre os dias 28 de setembro e 02 de outubro. Durante o período, a fiscalização será intensificada para garantir a segurança dos eleitores e demais usuários que transitarão pelas rodovias federais.

Nesse contexto, a fiscalização será reforçada com o objetivo de garantir a segurança do direito ao voto, a fluidez no trânsito das rodovias federais e o combate aos mais diversos crimes, principalmente os tipificados como eleitorais: boca de urna, corrupção, transporte irregular de eleitores, compra de votos, entre outros que porventura possam ocorrer em trechos de rodovias federais.

Leia Também:  Hospital Estadual Santa Casa estende serviços de prevenção ao câncer de mama e câncer do colo do útero

Por sua vez, no trânsito, infrações como o transporte irregular de passageiros, embriaguez ao volante e ultrapassagens indevidas estarão no foco da PRF para evitar a ocorrência de acidentes durante o período de maior movimentação nas estradas.

Para informações, denúncias, comunicação de crimes e acidentes a PRF dispõe do número de emergência 191. A ligação é gratuita e atende 24 horas em qualquer parte do País.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA