VÁRZEA GRANDE

Mundo

Venda de submarinos: Macron e Biden buscam restabelecer confiança

Publicado em

Mundo


A França vai enviar seu embaixador de volta a Washington, depois de o presidente Emmanuel Macron ter tido uma conversa com o presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, sobre a ultrapassagem dos norte-americanos na venda de submarinos à Austrália. Em declaração conjunta, após o telefonema que durou cerca de meia hora, os dois líderes concordaram em avançar com consultas aprofundadas para reconstruir a confiança perdida com o pacto Aukus.

Há poucos dias, os EUA, em conjunto com os britânicos, anunciaram um acordo com a Austrália para o fornecimento de submarinos ao país. A notícia deixou os franceses enfurecidos porque esse era um negócio de muitos bilhões que já estava fechado há algum tempo com Paris. Além disso, Macron só teria tido conhecimento desse acordo horas antes de ele ter sido anunciado. 

Macron e Biden tiveram agora uma conversa, por telefone, que, de acordo com comunicado divulgado ao final, serviu para reafirmar os laços de amizade entre os dois países. 

A França concordou em enviar de volta o embaixador para Washington, e a Casa Branca reconheceu que errou ao negociar um acordo para a Austrália comprar aos EUA os submarinos sem consultar Paris.

Leia Também:  Celebração do ano-novo na Times Square, em Nova York, será virtual

“Os dois líderes concordaram que a situação teria sido benéfica se tivessem existido consultas abertas entre aliados sobre questões de interesse estratégico para a França e os parceiros europeus”, diz o comunicado conjunto.

Os dois concordaram também em lançar consultas aprofundadas para reconstruir a confiança. Ficou acertado que o presidente norte-americano vai encontrar-se com o francês na Europa, no fim de outubro.

De acordo com a agência Reuters, Washington também se comprometeu com o aumento do apoio às operações de combate ao terrorismo no Sahel, conduzidas por Estados europeus.

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, e o seu homólogo francês, Jean-Yves Le Drian, encontraram-se paralelamente à reunião nas Nações Unidas e devem voltar a se encontrar.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mundo

Nasa lança sonda para estudar asteróides “troianos” em Júpiter

Publicados

em


A Nasa lançou uma missão inédita neste sábado para estudar os asteroides troianos de Júpiter, dois grandes aglomerados de rochas espaciais que os cientistas acreditam serem remanescentes de material que formou planetas externos do Sistema Solar.

A sonda espacial, apelidada de Lucy e embalada dentro de uma cápsula de carga especial, decolou no horário programado da Estação da Força Aérea dos Estados Unidos em Cabo Canaveral, na Flórida, às 6h34 (horário de Brasília), informou a Nasa. O equipamento foi lançado em um foguete Atlas V da United Launch Alliance (UAL), uma joint venture da Boeing e da Lockheed Martin.

A missão de Lucy é uma expedição de 12 anos para estudar um número recorde de asteroides. Será a primeira a explorar os chamados troianos, milhares de objetos rochosos orbitando o Sol em dois aglomerados – um à frente do caminho de Júpiter e outro atrás dele.

Acredita-se que os maiores asteroides troianos conhecidos, batizados em homenagem aos guerreiros da mitologia grega, meçam até 225 quilômetros de diâmetro.

Leia Também:  Venda de veículos cai 3,3% em junho, diz Anfavea

Os cientistas esperam que o sobrevoo de Lucy por sete rochas troianas forneça novas pistas sobre como os planetas do Sistema Solar se formaram há cerca de 4,5 bilhões de anos e o que moldou sua configuração atual.

Lucy também fará um voo rasante sobre um asteroide no cinturão principal do Sistema Solar, chamado DonaldJohanson, em homenagem ao principal descobridor do ancestral humano fossilizado conhecido como Lucy. O fóssil de Lucy, descoberto na Etiópia em 1974, inspirou por sua vez a música Lucy in the Sky with Diamonds, dos Beatles.

A sonda usará foguetes para manobrar no espaço e dois painéis solares arredondados, cada um da largura de um ônibus escolar, que recarregarão as baterias que alimentam os instrumentos contidos no corpo de Lucy.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA