VÁRZEA GRANDE

Mundo

Rainha Elizabeth visita vítimas de atentado em hospitais

Publicado em

Mundo

Segundo autoridades da saúde, 116 pessoas precisaram receber tratamento em hospitais, em razão do ataque terrorista de segunda-feira

Da Redação

 

Em meio ao luto nacional, rainha Elizabeth II, de 91 anos, visitou feridos que seguem internados após o ataque terrorista do início da semana. A monarca encontrou com vítimas na manhã desta quinta-feira, em dois hospitais de Manchester – a Enfermaria Real, onde estão 19 vítimas, e o Hospital Infantil, que trata 14 crianças e adolescentes.

Três dias após o atentado que deixou 22 mortos, 75 pessoas permanecem internadas em oito hospitais da região, informou o Serviço Nacional de Saúde da Inglaterra (NHS, na sigla em inglês). Destas, 23 estão sob cuidado intensivo, por terem ferimentos mais graves.

Centenas de pessoas observam um minuto de silêncio no centro da cidade de Manchester em memória aos mortos no ataque terrorista durante show na Manchester Arena

Autoridades informaram que desde a explosão, junto à arena onde acontecia um show da cantora Ariana Grande, 116 pessoas precisaram receber tratamento. Segundo o chefe do sistema de saúde em Manchester, Jon Rouse, a NHS oferecerá apoio às vítimas nas próximas semana, meses e até anos, já que “alguns indivíduos tem ferimentos que mudarão suas vidas e precisarão de suporte por um longo tempo”.

Leia Também:  Na Índia, mulher é atacada com ácido pela quinta vez

Até a manhã de hoje, 21 das 22 vítimas fatais tiveram suas identidades divulgadas e sete delas são menores de idade. A mais velha, Jane Tweddle-Taylor, tem 51 anos e a mais nova é a menina Saffie Rose Roussos, de 8. Após a identificação dos mortos, o foco dos investigadores é entender o planejamento do ataque: as forças de segurança já prenderam oito suspeitos de terem ajudado o homem-bomba Salman Abedi e suspeitam da existência de uma rede terrorista.

 

 

 

Fonte: Veja

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Mundo

Coreia do Norte critica exercícios aéreos entre EUA e Coreia do Sul

Publicados

em

As Forças Armadas dos Estados Unidos e da Coreia do Sul realizaram exercícios aéreos combinados envolvendo bombardeiros B-1 sobre águas a oeste da Península Coreana.

Segundo o Ministério da Defesa da Coreia do Sul, as manobras ocorreram nesta quarta-feira (1º) sobre o Mar Amarelo. Elas contaram com bombardeiros B-1 da Força Aérea dos Estados Unidos, além de caças F-35 de última geração pertencentes às Forças Armadas americanas e sul-coreanas.

Funcionários governamentais da Coreia do Sul ressaltaram que vão responder com firmeza a ameaças nucleares e de mísseis da Coreia do Norte.

Reação drástica

Hoje (2), o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte advertiu quanto a uma “reação drástica” para qualquer ação militar dos Estados Unidos.

A chancelaria norte-coreana divulgou uma declaração após as conversações entre os chefes de defesa dos Estados Unidos e da Coreia do Sul. O documento criticou o compromisso dos chefes de defesa de reforçar uma “dissuasão ampliada”, na qual o lado americano protegeria seus aliados com artefatos nucleares e outras armas.

Leia Também:  Secretaria da Mulher incentiva vítimas de violência doméstica a oficializar denúncias

A declaração da Coreia do Norte diz que a resposta de Pyongyang para quaisquer tentativas militares dos Estados Unidos terá como base o princípio de “bomba nuclear por bomba nuclear e confronto total por confronto total.”

Fonte: EBC Internacional

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA