VÁRZEA GRANDE

Mundo

Alemanha cogita vacinação obrigatória diante de aumento da covid-19

Publicado em

Mundo


Uma líder dos Verdes da Alemanha, partido que deve fazer parte do novo governo do país, manifestou, nesta quarta-feira (24), apoio à vacinação obrigatória contra a covid-19, já que o número de infecções pelo novo coronavírus voltou a disparar.

A Alemanha registrou 66,88 mil novas infecções e 335 mortes adicionais pelo novo coronavírus, o que eleva o total de óbitos para quase 100 mil, de acordo com dados do Instituto Robert Koch de Doenças Infecciosas, divulgados hoje.

A chanceler Angela Merkel, que se prepara para entregar o governo aos Verdes, ao Partido Social Democrata (SPD) e ao Partido Liberal Democrata (FDP), convocou ontem os líderes das três siglas para discutir a pandemia.

Katrin Goering-Eckardt, líder parlamentar dos Verdes, afirmou que lockdowns e restrições contínuas aos contatos sociais são uma imposição maior do que a exigência de vacinação.

Inicialmente, a vacinação obrigatória era necessária em instalações de cuidados para proteger grupos particularmente sensíveis, disse ela à rádio Deutschlandfunk, acrescentando que adotar a vacinação obrigatória não significa que ela ficaria a cargo da polícia.

Leia Também:  Guarda Civil espanhola bloqueia mais de 140 sites de apoio ao plebiscito da Catalunha

Por enquanto, o FDP se opõe à obrigatoriedade da vacinação.

O Ministério da Saúde elaborou proposta para que a vacina seja obrigatória a partir de 1º de janeiro de 2022 para funcionários de casas de repouso e clínicas, informou a revista Spiegel.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mundo

Reino Unido tem casos da variante Ômicron e impõe restrições de voo

Publicados

em


Austrália e vários outros países se juntaram a nações que impuseram restrições a viagens partindo do sul da África neste sábado, depois que a descoberta da nova variante Ômicron gerou preocupação global e desencadeou uma onda de vendas de ativos nos mercados financeiros.

Mas indicando que tais restrições podem não conter a disseminação da variante, o Reino Unido informou neste sábado que detectou dois casos e autoridades na Alemanha e na República Tcheca também afirmaram ter suspeitas de casos.

A ômicron, classificada como “variante de preocupação” pela Organização Mundial da Saúde, é potencialmente mais contagiosa que as variantes anteriores da doença, embora especialistas ainda não saibam se ela causará uma doença mais ou menos grave em comparação com outras cepas de coronavírus.

A variante foi descoberta pela primeira vez na África do Sul e, desde então, também foi detectada na Bélgica, Botswana, Israel e Hong Kong.

As autoridades holandesas disseram que 61 das cerca de 600 pessoas que chegaram a Amsterdã em dois voos da África do Sul na sexta-feira testaram positivo para o coronavírus. As autoridades de saúde estão realizando mais testes para ver se esses casos envolvem a nova variante.

Leia Também:  Covid-19: governadores se reúnem com Maia e Alcolumbre em Brasília

Uma passageira que chegou da África do Sul na sexta-feira, a fotógrafa holandesa Paula Zimmerman, disse ter testado negativo, mas estava ansiosa com os dias que viriam, depois de passar horas em um voo que provavelmente tinha muitos passageiros infectados.

“Disseram-me que a expectativa é que mais pessoas tenham teste positivo depois de cinco dias. É um pouco assustador a ideia de que você esteve em um avião com muitas pessoas com teste positivo”, disse ela.

Pode levar semanas para os cientistas entenderem completamente as mutações da variante e se as vacinas e os tratamentos existentes são eficazes contra ela. Ômicron é a quinta variante de preocupação designada pela OMS.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA