Maniaco preso em Goiás foi autor da Chacina do Monte Líbano no MT em 1997

Da Redação

Um homem identificado como Welligton Ribeiro da Silva, 52 anos, preso em Goiás, é apontado como autor de um triplo homicídio em Mato Grosso.

De acordo com as informações, Welligton teria matado a esposa e dois filhos em março de 1997, no bairro Monte Líbano, em Rondonópolis (218 km de Cuiabá), o crime ganhou repercussão nacional e ficou conhecido como “Chacina do Monte Líbano”. O homem foi condenado a 47 anos de prisão por ter matado a facadas a esposa e duas crianças, uma de dez e outra de apenas três anos. Welligton chegou a ser preso e cumpriu pena na Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa, a “Mata Grande”, em Rondonópolis, porém fugiu em 2013.

Além deste crime, Welligton é apontado como autor de abusos sexuais contra 47 mulheres. Em 2011 foi preso em flagrante após ter estuprado uma mulher e a filha de 5 meses, o crime aconteceu em Goiás.

O maníaco foi preso após uma troca de informações entre os setores da Polícia Judiciária Civil de Goiás, de acordo com os policiais, Welligton, possui aversão e ódio de mulheres, quando agia, o maníaco procurava humilhar ainda mais as vítimas durante o estupro. Além disso, o acusado chegava a obrigar os companheiros da vítima a manter relações sexuais na frente dele, enquanto isso ele filmava para chantagear as vítimas e assim impedir que fosse denunciado.

Das 47 acusações contra Welligton, 22 já foram confirmadas e outras 25 estão sob investigação. Após análise de material genético do banco de dados da Polícia Civil do estado de Goiás, os policiais puderam constatar os crimes sexuais praticados pelo maníaco.