Juventude Ativa promove 1º Torneio de Futsal

O objetivo do 1º torneio é de integração, socialização e cooperação entre os jovens visando oportunizar um momento de disputa em jogo, onde todos saem vencedores.

 

Da Redação

Cerca de 100 jovens participaram do 1º torneio de futsal do ‘Projeto Juventude Ativa’ nesta segunda-feira (25), na quadra poliesportiva da Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) “Deputado Ary Leite de Campos”. O projeto idealizado pela Secretaria de Assistência Social iniciou em 2015 com 100 adolescentes e atualmente está atendendo 600 adolescentes em 6 oficinas distintas. O objetivo do 1º torneio é de integração, socialização e cooperação entre os jovens visando oportunizar um momento de disputa em jogo, onde todos saem vencedores.

Conforme a secretária de Assistência Social, Flávia Omar o projeto de inclusão social garante lazer através do esporte. O projeto oportuniza adolescentes a desenvolverem interesse, técnica e tática no futsal. O projeto oferece aulas uma vez por semana, nos polos Nova Ypê, São Mateus, Jardim Oliveiras e 15 de maio, no contraturno escolar. Atualmente representam quatro polos distintos, com 25 jovens de cada polo, totalizando 100 assistidos pela oficina de esporte, nas modalidades masculino e feminino. Um dos principais objetivos é também formar cidadãos, por meio da promoção educacional, com ensinamentos de valores éticos e morais aos participantes do torneio.

Segundo a secretária o 1° Torneio foi uma forma de levar diversão e cidadania aos jovens com atividades esportivas. “O esporte é uma grande ferramenta de inclusão social e, com ele, queremos fortalecer o espírito de cidadania, oportunizando aos jovens o acesso ao futsal”, explicou.

De acordo com subsecretária de Assistência Social e coordenadora do ‘Juventude Ativa’, Vanessa Navarro, o projeto visa levar direitos e participação cidadã ao jovem de 12 a 17 anos em atividades lúdicas, por meio das oficinas de teatro, dança, música, grafitagem, esportes – futsal –  e pintura em tela. “Neste primeiro semestre de 2018 foi executado em 24 bairros em áreas de abrangência de cada Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), cada grupo é composto de cerca de 25 adolescentes”, explicou.

A coordenadora disse também que todos os alunos estão de parabéns, por tudo que fizeram nesta primeira etapa, pela dedicação aos treinos e competições. Todos são campeões, pois semana a semana se dedicam para se superar, e os resultados estão aparecendo individualmente no crescimento técnico e tático de cada um e coletivamente nos resultados nas competições e no desempenho escolar. A cada semestre  estaremos inovando e aperfeiçoando a técnica para que eles sejam destaque nesta modalidade esportiva no município, além dos campeonatos regionais e estaduais”,  ressaltou Vanessa Navarro.

Para Eloisa da Silva, 15 anos, que sonha em se tornar grande e reconhecida jogadora de futsal, o 1º Torneio foi a primeira oportunidade de colocar em prática sua habilidade com o jogo. “É a primeira vez que disputo um torneio com os colegas do projeto, me senti ‘fera’. Esse é o primeiro jogo de muitos que vou participar. Quando entrei no projeto não sabia jogar e hoje sei bastante, inclusive entrei no time da minha escola. Obrigada por essa chance”, comentou sorridente.

A prática esportiva é uma grande opção para quem busca saúde e qualidade de vida. O futsal, em especial, desenvolve diferentes habilidades que podem ser utilizadas no cotidiano.  “Eles percebem que tem que ter trabalho em equipe para chegar ao objetivo do gol. Precisam assumir a responsabilidade de cobrar uma falta e um pênalti. Tem que ter esforço, companheirismo e competitividade, o esporte proporciona isso”, esclareceu o treinador esportivo, Danilo Ferreira Mendes.

O torneio de futebol foi composto por 8 times – sendo 4 masculino e 4 feminino,  com 8 integrantes cada equipe. Os jogos foram disputados no esquema de pontos corridos. O primeiro e segundo colocados serão contemplados com troféus e medalhas.