VÁRZEA GRANDE

Esporte

Suíça vence Camarões e salta à frente no grupo do Brasil

Publicado em

Esporte

Os africanos dominaram a etapa inicial, mas não conseguiram marcar e foram punidos pelos europeus no fim.

fifa

  • Embolo é nascido em Camarões e não comemorou o seu gol pelos suíços

  • Os camaroneses seguem sem vencer europeus em Mundiais. A última vez foi contra a Romênia, em 1990

  • Na próxima rodada, a Suíça enfrentará o Brasil enquanto Camarões pega a Sérvia

Suíça 1 x 0 Camarões

Gols : Breel Embolo (2 minutos do 2º tempo)

Camarões jogaram melhor, tiveram como principais chances, mas ficaram no quase no primeiro tempo. Na volta do intervalo, a Suíça, enfim, entrou no jogo e não perdoou ao abrir o marcador com Embolo para garantir a vitória de 1 a 0 nesta quinta-feira, na abertura do Grupo G da Copa do Mundo FIFA. Brasil e Sérvia entram em campo logo mais para completar a chave.

Com o resultado, os africanos amargaram a oitava derrota consecutiva em Mundiais e continuam sem vencer desde 2002. Os europeus, por sua vez, largam bem para tentar chegar mais uma vez à fase de mata-matas. Nas últimas cinco participações, conseguimos o feito quatro vezes.

Leia Também:  Agência Brasil explica: negociações em torno dos precatórios

Na próxima segunda-feira, Xherdan Shaqiri e companhia voltam a campo para meditar forças com o Brasil enquanto que os comandados de Rigobert Song trouxeram confronto decisivo contra a Sérvia.

Momento chave

Embalado pelo recém-naturalizado Bryan Mbeumo, que fez sua estreia pelo país em setembro, Camarões levou mais perigo em lances individuais e teve pelo menos grandes chances para abrir o placar no primeiro tempo. Primeiro com Toko Ekambi, depois com Mbeumo e, por fim, com Martin Hongla. A Suíça conseguiu chegar somente no fim, na cabeçada de Manuel Akanji para fora após escanteio.

Logo na volta do intervalo, os helvéticos giraram a bola de um lado para o outro e, depois de cruzamento, Embolo, que nasceu em Camarões, inaugurou o marcador. A partir disso, o duelo ficou mais franco e com ataques dos dois lados. Os suíços ameaçavam mais, ainda assim: o goleiro André Onana fez milagre em chute à queima-roupa de Rúben Vargas e depois Embolo quase marcou de novo. Haris Seferovic também desperdiçou chance de ouro nos descontos.

Leia Também:  Criciúma ganha de 2 x 0 e amplia crise no Grêmio

Número

Embolo é o segundo jogador a balançar as redes contra o seu país de nascimento em toda a história da Copa do Mundo FIFA. O atacante de 25 anos do Monaco optou por não comemorar. O primeiro atleta a marcar contra a sua terra natal foi o alemão Alfred Bickel pela Suíça em 1938.

Fonte: Agência Esporte

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esporte

Portugal goleia a Suíça e enfrenta Marrocos nas quartas de final da Copa no Catar

Publicados

em

Com três gols de Gonçalo Ramos, portugueses fazem 5 a 1 na Suíça e pegarão Marrocos nas quartas.

  • Escalado na vaga de Ronaldo, Gonçalo Ramos marcou três vezes

  • Vitória portuguesa é o placar mais elástico das oitavas de final

  • Para igualar feitos de 1966 e 2006, portugueses enfrentam Marrocos no sábado

Portugal 6 x 1 Suíça

Gols: Gonçalo Ramos, aos 17 min do 1º tempo, aos 5 min e aos 22 min do 2º tempo, Pepe, aos 32 min do 1º tempo, Raphael Guerreiro, aos 10 min do 2º tempo, e Rafael Leão, aos 47 min do 2º tempo, para Portugal; Manuel Akanji, aos 12 min do 2º tempo, para Suíça.

Portugal surpreendeu três vezes na partida que o classificou para as quartas de final da Copa do Mundo FIFA Qatar-2022.

A primeira vez foi ainda antes do apito inicial, quando a escalação não trouxe o nome de Cristiano Ronaldo. Depois, quando o garoto Gonçalo Ramos, o escolhido para substituir CR7, meteu três gols e estabeleceu o primeiro hat-trick desta edição do torneio. E, por fim, quando construiu a vitória mais elástica dos oito jogos das oitavas.

Leia Também:  Banco do Brasil lança emissão de boletos por WhatsApp

Com a goleada por 6 a 1 sobre a Suíça, uma adversária famosa por ter sistemas defensivos bem sólidos e que costuma vender caro o resultado quando se depara com adversários da prateleira de cima do futebol mundial, os portugueses se classificaram pela terceira vez na história para as quartas.

Antes do Qatar-2022, os lusos só ficaram entre oito melhores times da Copa na Inglaterra-1966 e na Alemanha-2006 (justamente a primeira disputada por Ronaldo). Nas duas ocasiões, eles foram além e também jogaram as semifinais.

Para manter essa tradição, Portugal terá de desbancar no sábado a seleção de Marrocos, responsável pela eliminação da campeã mundial Espanha. Já a Suíça igualou sua campanha de quatro das últimas cinco participações em Copas (na África do Sul-2010, caiu ainda na primeira fase).

Momento-chave

A torcida portuguesa certamente estava apreensiva e se perguntando se Gonçalo Ramos aguentaria o peso de substituir CR7 em uma partida tão importante. A resposta demorou apenas 17 minutos para ser dada. Em uma jogada que começou em um arremesso lateral, o centroavante do Benfica recebeu a bola de costas para o gol, girou usando o corpo, soltou um míssil no ângulo da meta adversária e abriu caminho para a vitória lusa.

Leia Também:  Ministro afirma que Governo Federal quer uma solução rápida para o VLT

Número

Com 39 anos e 283 dias, Pepe se transformou nesta terça-feira no segundo jogador a mais velho a balançar as redes em uma partida de Copa. Em toda a história do torneio, o zagueiro só está atrás do camaronês Roger Milla, que marcou aos 42 anos e 39 dias nos Estados Unidos-1994. Em tempo: o português também virou o atleta de maior idade a fazer um gol nos mata-matas decisivos de um Mundial.

Fonte: Agência Esporte

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA