VÁRZEA GRANDE

Esporte

Rogério Ceni ironiza Tite e Rodrigo Caio sobre fair play

Publicado em

Esporte

“Talvez eles sejam pessoas melhores do que eu”, disse o treinador do São Paulo, confirmando que desaprovou o gesto de seu zagueiro diante do Corinthians

Da Redação

 

O gesto de fair play do zagueiro Rodrigo Caio, do São Paulo, em lance com Jô, do Corinthians, segue dando o que falar no Morumbi. Nesta segunda-feira, logo após a vitória por 2 a 0 do São Paulo sobre o Avaí, o técnico Rogério Ceni participou do programa Bem, Amigos, do SporTV ao lado de Rodrigo Caio e admitiu que reprovou o gesto de fair play no dia do jogo, em 16 de abril. E ainda alfinetou o treinador da seleção brasileira, Tite.

“A minha posição não é tomada à frente das câmeras, depois de analisar todas as situações. Não faço isso no ar-condicionado, mas no calor do jogo. E discordo do Rodrigo Caio. O Jô o empurrou e poderia ter sido punido com o cartão amarelo”, disse, antes de ironizar Tite, que elogiou publicamente Rodrigo Caio pelo gesto. “Talvez o Rodrigo e o Tite sejam pessoas melhores do que eu.”

Leia Também:  Brasil é o representante das Américas em grupo da OMS sobre pandemias

A referência a Tite se deu em função da última convocação da seleção brasileira, para os amistosos contra Argentina e Austrália. O ex-treinador do Corinthians justificou que a conduta de Rodrigo Caio no clássico também contribuiu para sua presença na lista. “Se eu fosse o treinador da seleção, eu chamaria o Rodrigo Caio pelo futebol que ele joga e não por isso. Se não, daqui a pouco, cada um que avisar sobre um cartão amarelo terá que ser convocado.” No fim, Ceni disse ter “carinho e admiração” tanto por Tite quanto por Rodrigo Caio.

 

Antes, o zagueiro também falou sobre o assunto e disse ter a consciência tranquila. “Fico feliz com as palavras do treinador da seleção. É sempre um orgulho muito grande ser elogiado por ele, um comandante que todos admiram. Mas aquilo faz parte do passado. Tive uma atitude de que não me arrependo, ao contrário. Foi algo normal para mim. Não pensava que daria essa repercussão toda.”

Rodrigo Caio disse que o episódio “não deixou nenhum mal-estar no grupo”, apesar da crítica direta do zagueiro Maicon, que no dia seguinte disse que “preferia ver a mãe do rival chorando”. “Cada pessoa tem uma opinião. Vivemos em um país assim, democrático. Bola para a frente. Cada um com a sua consciência. Quando fiz aquilo, a minha consciência ficou muito tranquila”, completou Rodrigo Caio.

Leia Também:  Março Amarelo: um alerta sobre a endometriose

 

 

 

Fonte: Estadão Conteúdo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Esporte

Palmeiras encara o Santos pela pela 6ª rodada do Paulistão

Publicados

em

O Palmeiras treinou na tarde desta sexta-feira (03), na Academia de Futebol, e seguiu a preparação para o clássico contra o Santos, sábado (04), às 18h30, no Morumbi, pela 6ª rodada do Campeonato Paulista. Após um trabalho recreativo, jogadores dos setores ofensivo e defensivo foram separados no gramado para atividades técnicas específicas de cada posição.

O Maior Campeão do Brasil venceu as últimas sete partidas contra o Santos (marca que não era obtida desde 1942, quando foi além e chegou a nove triunfos seguidos) e está invicto há dez (sequência que não era registrada desde 1948 – já a última vez que chegou a 11 jogos de invencibilidade foi também em 1942).

Jogo 355 no Morumbi

Esse será o jogo de número 355 do Palmeiras no Morumbi, e o retrospecto é absolutamente equilibrado: 119 vitórias, 116 empates e 119 derrotas. Com mais três gols, o Verdão pode chegar a 450 bolas na rede no local (tem 447 tentos marcados atualmente e 423 sofridos). E contra o Santos, especificamente, são 51 jogos no estádio são-paulino, com 19 vitórias, 20 empates, 12 derrotas, 71 gols marcados e 61 gols sofridos.

Leia Também:  Bragantino vence o São Bento de Virada no Campeonato Paulista

A última vez que o Palmeiras disputou uma partida no Morumbi na condição de mandante foi justamente contra o Santos, em 23 de agosto de 2020, quando venceu por 2 a 1 pelo Campeonato Brasileiro, gols de Luiz Adriano e Patrick de Paula. Na ocasião, porém, não houve público por conta do protocolo de combate à pandemia de Covid-19. Desta forma, a última vez que o Verdão mandou uma partida no Morumbi com presença de torcida foi em 23 de setembro de 2007, também pelo Brasileirão: vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, gol de Nen.

No estádio são-paulino, o Palmeiras conquistou importantes títulos ao longo dos anos. Foram quatro troféus de Campeonato Brasileiro (1969, 1972, 1973 e 1993), um de Copa do Brasil (1998), um de Torneio Rio-São Paulo (2000) e dois de Campeonato Paulista (1974 e 1993). Curioso é que o Verdão foi campeão no local antes mesmo do São Paulo, cuja primeira taça foi obtida em 1971, quando venceu o Paulista sobre o Palmeiras por 1 a 0 em jogo marcado pelo erro da arbitragem ao anular um gol legítimo de Leivinha.

Fonte: Agência Esporte

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA