VÁRZEA GRANDE

Esporte

Fluminense leva virada do Atlético-GO na 30ª rodada do Brasileirão

Publicado em

Esporte

Em jogo válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, nesta quarta-feira (05.10), o Fluminense foi superado pelo Atlético (GO) no Estádio Antônio Accioly. O Tricolor saiu na frente com gols de Arias e Cano, mas sofreu a virada no segundo tempo.

A equipe comandada pelo técnico Fernando Diniz volta a campo no domingo (09/10), quando enfrenta o América-MG, às 18h, no Maracanã, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Primeiro Tempo

Com 1 minuto de bola rolando, Ganso recebeu passe de Cristiano, adiantou a bola e, dentro da área, foi derrubado pelo defensor. O pênalti foi assinalado, e Jhon Arias bateu sem chances para o goleiro, abrindo o placar para o Tricolor.

A equipe chegou novamente com grande perigo aos 12 minutos. Nathan avançou pelo lado esquerdo, girou sobre os defensores e cruzou na área. Calegari se esforçou para finalizar e mandou próximo à trave. Aos 17, Cristiano aproveitou sobra na entrada da área e chutou para a defesa do goleiro, desta vez sem muito perigo. Aos 24, o Fluminense subiu ao ataque em velocidade e Nathan arriscou de longe, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Leia Também:  Mais uma vez Atlético MG se perde em campo é derrotado pelo Palmeibras

Germán Cano chegou a ampliar o placar aos 29 minutos, porém o gol foi anulado por impedimento. Mas, aos 36, Cano voltou a fazer o L, e desta vez, foi validado. Pelo lado direito, Arias mandou na área e o artilheiro empurrou para o fundo das redes. O Time de Guerreiros seguiu pressionando e, aos 39, Martinelli teve o chute bloqueado, assim como a cabeçada de Nino no lance seguinte. Aos 45, de pênalti, Churín diminuiu para o adversário.

Segundo tempo

Com Germán Cano, o Fluminense voltou a assustar a equipe adversária logo aos 5 minutos da segunda etapa. Após belo cruzamento de Ganso, o argentino cabeceou rente à trave. Já aos 12, o goleiro rival impediu o gol do aniversariante Martinelli, que desviou de peito após cruzamento de Arias.

Após minutos mais cadenciados, o Tricolor voltou a pressionar. Aos 26, Matheus Martins, que havia acabado de entrar, encheu o pé de fora da área,  obrigando o goleiro a espalmar. Aos 28, em falta cobrada por Ganso, a cabeçada de Martinelli passou muito perto do gol. 

Leia Também:  Bahia busca novo treinador para sequência do Brasileirão

No entanto, enquanto o Tricolor era melhor, foi o Atlético que marcou, com Baralhas, empatando o jogo aos 29 minutos. Aos 43, Marlon Freitas virou a partida para o time adversário.

FICHA TÉCNICA

Atlético-GO 03 x  02 Fluminense

Campeonato Brasileiro – 30ª rodada

Data e Local: 05/10/2022, 19h00 – Estádio Antônio Accioly

Atlético-GO; Renan; Dudu (Edson Fernando), Wanderson, Lucas Gazal e Arthur Henrique (Jefferson); Willian Maranhão (Marlon Freitas), Baralhas e Shaylon (Jorginho); Airton, Churín e Luiz Fernando (Léo Pereira). Técnico: Eduardo Souza

Fluminense: Fábio; Calegari (Caio Paulista), Nino, Felipe Melo (Michel Araújo) e Cristiano (Willian Bigode); André, Martinelli, Paulo Henrique Ganso e Nathan (Marrony); Jhon Arias (Matheus Martins) e Germán Cano. Técnico: Fernando Di

Gols: Churín (45′ 1T), Baralhas (29′ 2T) e Marlon Freitas (43′ 2T) (ACG); Arias (4′ 1T), Cano (36′ 1T) (FLU)

Cartões amarelos: Airton, Baralhas, Jefferson e Léo Pereira (ACG)

Arbitragem: Anderson Daronco, auxiliado por Rafael da Silva Alves e José Eduardo Calza

Fonte: Agência Esporte

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esporte

Portugal goleia a Suíça e enfrenta Marrocos nas quartas de final da Copa no Catar

Publicados

em

Com três gols de Gonçalo Ramos, portugueses fazem 5 a 1 na Suíça e pegarão Marrocos nas quartas.

  • Escalado na vaga de Ronaldo, Gonçalo Ramos marcou três vezes

  • Vitória portuguesa é o placar mais elástico das oitavas de final

  • Para igualar feitos de 1966 e 2006, portugueses enfrentam Marrocos no sábado

Portugal 6 x 1 Suíça

Gols: Gonçalo Ramos, aos 17 min do 1º tempo, aos 5 min e aos 22 min do 2º tempo, Pepe, aos 32 min do 1º tempo, Raphael Guerreiro, aos 10 min do 2º tempo, e Rafael Leão, aos 47 min do 2º tempo, para Portugal; Manuel Akanji, aos 12 min do 2º tempo, para Suíça.

Portugal surpreendeu três vezes na partida que o classificou para as quartas de final da Copa do Mundo FIFA Qatar-2022.

A primeira vez foi ainda antes do apito inicial, quando a escalação não trouxe o nome de Cristiano Ronaldo. Depois, quando o garoto Gonçalo Ramos, o escolhido para substituir CR7, meteu três gols e estabeleceu o primeiro hat-trick desta edição do torneio. E, por fim, quando construiu a vitória mais elástica dos oito jogos das oitavas.

Leia Também:  Cuiabá recebe o Palmeiras na Arena Pantanal pelo Brasileirão

Com a goleada por 6 a 1 sobre a Suíça, uma adversária famosa por ter sistemas defensivos bem sólidos e que costuma vender caro o resultado quando se depara com adversários da prateleira de cima do futebol mundial, os portugueses se classificaram pela terceira vez na história para as quartas.

Antes do Qatar-2022, os lusos só ficaram entre oito melhores times da Copa na Inglaterra-1966 e na Alemanha-2006 (justamente a primeira disputada por Ronaldo). Nas duas ocasiões, eles foram além e também jogaram as semifinais.

Para manter essa tradição, Portugal terá de desbancar no sábado a seleção de Marrocos, responsável pela eliminação da campeã mundial Espanha. Já a Suíça igualou sua campanha de quatro das últimas cinco participações em Copas (na África do Sul-2010, caiu ainda na primeira fase).

Momento-chave

A torcida portuguesa certamente estava apreensiva e se perguntando se Gonçalo Ramos aguentaria o peso de substituir CR7 em uma partida tão importante. A resposta demorou apenas 17 minutos para ser dada. Em uma jogada que começou em um arremesso lateral, o centroavante do Benfica recebeu a bola de costas para o gol, girou usando o corpo, soltou um míssil no ângulo da meta adversária e abriu caminho para a vitória lusa.

Leia Também:  Bahia busca novo treinador para sequência do Brasileirão

Número

Com 39 anos e 283 dias, Pepe se transformou nesta terça-feira no segundo jogador a mais velho a balançar as redes em uma partida de Copa. Em toda a história do torneio, o zagueiro só está atrás do camaronês Roger Milla, que marcou aos 42 anos e 39 dias nos Estados Unidos-1994. Em tempo: o português também virou o atleta de maior idade a fazer um gol nos mata-matas decisivos de um Mundial.

Fonte: Agência Esporte

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA