VÁRZEA GRANDE

Entretenimento

Websérie sobre história da raizeira e benzedeira cigana será lançada no próximo dia 25

A proposta de cada episódio é contar a história de vida de uma mulher cigana

Publicado em

Entretenimento

Foto: Karen Ferreira

Maria Divina Cabral, a Diva, de 67 anos, terá sua história contada na websérie ‘Diva e as Calins de Mato Grosso’, com lançamento presencial, no dia 25 de janeiro, às 19h, no Cine Teatro Cuiabá. A história da raizeira e benzedeira cigana terá produção por conta com cinco episódios sobre a força, a beleza e a sabedoria das calins, como são chamadas as mulheres ciganas do tronco étnico Calon.

A proposta de cada episódio é contar a história de vida de uma mulher cigana. Na websérie, são apresentadas Diva e três familiares (tia e três primas), que também representam a união familiar, a liderança política, a língua e a filosofia de vida cigana.

“Em seu conjunto, a websérie aborda aspectos como a vida rural e nômade nas barracas, mais próxima à natureza. Traz os modos de organização social e filosófica, que se confrontam com o estilo de vida da sociedade nos dias de hoje. E também mostra a visão que as mulheres Calins almejam conquistar e/ou conservar como traços de identificacionais e culturais no futuro”, explica a presidente da Associação Estadual das Etnias Ciganas de Mato Grosso (Aeec-MT) e produtora executiva do projeto, Fernanda Caiado.

Além da websérie, o projeto “Diva e as calins de Mato Grosso: Ontem, Hoje e Amanhã”, resultou no “I Encontro de Mulheres Ciganas de Mato Grosso”, com a participação de Diva e outras 14 mulheres do ciclo de convívio dela, em Rondonópolis. No evento, foram realizadas duas oficinas sobre os saberes da Mestra Diva, que ensinou às participantes os princípios da medicina cigana, incluindo fazer uma garrafada à base de ervas do cerrado.

A websérie é um dos produtos do projeto transmídia “Diva e as Calins de Mato Grosso: Ontem, Hoje e Amanhã”, selecionado no Edital Conexão Mestres da Cultura, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso (Secel-MT), com recursos da Lei Aldir Blanc.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra investigado por homicídio
Propaganda

Entretenimento

Exposição com obras de Adir Sodré está aberta em Cuiabá

O espaço fica aberto de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h e das 14h às 17h, e aos sábados, das 8h às 12h, com entrada gratuita

Publicados

em

Foto: Rede social/ Instagram

Está em exposição na Capital, o acervo composto por obras de colecionadores, com curadoria da Galeria Arto, há telas originais e reproduções assinadas e numeradas, disponíveis para venda. Sodré via tela em toda superfície. Assim, na exposição há também peças adornadas por ele, como garrafas, esculturas, cofre de porquinho, etc.

Adir Sodré é um dos ícones da riqueza das artes visuais de Mato Grosso. Partiu precocemente em agosto de 2020, mas segue eterno por sua obra.

São 50 obras, sendo 45 do artista homenageado e outras cinco dos convidados Pedro Wagner, Elias de Paula, Zeilton Matos, Jaqueline Barroso e Dalva de Barros. Inclusive, a obra de Dalva é bem recente (de 2021) e faz referência aos imortalizados ‘anjos de Sodré’.

O espaço fica aberto de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h e das 14h às 17h, e aos sábados, das 8h às 12h, com entrada gratuita.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Veja as melhores fotos para inspirar seu casamento em 2021
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA