VÁRZEA GRANDE

CUIABÁ

Semana Pedagógica 2023 prossegue com acolhimento nas unidades educacionais

Na próxima semana iniciam as palestras on-line nos canais da Escola Cuiabana e oficinas presenciais

Publicado em

Educação

Foto: Jorge Pinho

A Semana Pedagógica 2023 prossegue nesta sexta-feira (20) com a Acolhida aos Profissionais nas unidades educacionais. Durante a abertura do evento, nesta quinta-feira (19), diretores das 170 unidades da rede pública participaram de uma reunião de alinhamento e, no período da tarde, com diretores escolares e coordenadores das unidades que atendem ao Ensino Fundamental, foi apresentado o resultado da Prova Cuiabá.

Este ano, o evento formativo termina no dia 3 de fevereiro, com a realização da Aula Inaugural, no Hotel Fazenda Mato Grosso. Na programação da Semana Pedagógica estão previstas palestras on-line, com transmissão pelo canal da Escola Cuiabana, no YouTube e pela Plataforma Zoom, e momentos presenciais nas unidades educacionais, além de oficinas,  com a abordagem de temas que afetam o cotidiano das salas de aula e o processo de ensino e aprendizagem. A Semana Pedagógica tem como objetivo subsidiar os cerca de 9 mil profissionais da Educação do Município, no seu trabalho educativo e na realização do planejamento escolar referente ao Ano Letivo.

Na abertura do evento, no Hotel Mato Grosso Palace, a Secretária de Educação, Edilene de Souza Machado, falou sobre os avanços da Educação no Município e as prioridades da gestão para o ano letivo 2023. Na infraestrutura, destacou a entrega em 2022, das obras de reforma e ampliação de 19 unidades de creches, que passaram a atender como Centros Educacionais Infantis Cuiabanos (CEIC). “Ampliamos o atendimento das crianças da faixa etária de creche, com recursos do município e, em 2023, a gestão Emanuel Pinheiro planeja entregar mais 19 CEIC, finalizando o ano com 100% de unidades reformadas nessa modalidade de ensino”, salientou.

Na área pedagógica, entre as prioridades da gestão, está a recomposição das aprendizagens. “Esta é a sétima Semana Pedagógica da Gestão Emanuel Pinheiro. É um processo de evolução. Na reunião com os diretores, avaliamos as metas alcançadas e apresentamos os desafios para 2023. A prioridade da gestão na Educação, além dos investimentos na infraestrutura das unidades é a recomposição das aprendizagens. Os resultados da Prova Cuiabá provam o compromisso dos nossos profissionais com a Educação”.

Leia Também:  Juca do Guaraná Filho vai até Goiás conhecer Projeto de implementação

Avanço

No período da tarde, assessores da Coordenadoria de Formação apresentaram os resultados da Prova Cuiabá. A avaliação foi realizada em novembro do ano passado por mais de 35 mil estudantes do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA), da rede pública municipal.  A média geral da rede, envolvendo estudantes da Educação Infantil e Ensino Fundamental, foi de 70,4.

De acordo com o Prof. Dr. Gilberto Fraga de Melo, o resultado alcançado em 2022, é extremante satisfatório. “A estimativa que tínhamos, de trabalhar pelo menos cinco anos para a recomposição das aprendizagens em decorrência da pandemia, em Cuiabá, será de dois anos. Uma análise criteriosa e a tomada de decisão para superarmos os desafios foi fundamental. Houve investimento na aquisição de material, na qualificação dos profissionais e  na reestruturação da assessoria pedagógica para atender as necessidades da rede”, destacou.

A coordenadora de Formação, Eliane Quinhone disse que a alfabetização é a prioridade para que a rede continue avançando. “Os nossos esforços estão sendo direcionados no sentido da recomposição das aprendizagens e na sua consolidação. Todas as unidades educacionais serão mobilizadas para se engajarem em atividades que tenham como foco a melhoria do processo de ensino e aprendizagem,  fortalecendo a equidade e a qualidade da prática educativa implementada nas escolas”, disse a coordenadora.

A avaliação reuniu questões de Língua Portuguesa e de Matemática e foi aplicada aos estudantes do Ensino Fundamental (do 1º ao 9º Ano), e da Educação de Jovens e Adultos (Alfabetização, 2ª e 3ª Fases).

Leia Também:  Inscrições para curso on-line de audiovisual em Mato Grosso são prorrogadas

Participaram do evento, a secretária adjunta de Educação, Débora Marques Vilar, a diretora Administrativa e Financeira da Secretaria de Educação, Silene Ticianel, do diretor de Gestão Educacional, Marco Antônio Braga, coordenadores técnicos entre outros.

Confira a Programação da Semana Pedagógica 2023

Data: 23/01

Portal Escola Cuiabana – Canal 1

Matutino e Vespertino

Hora: 7h30

Abertura

Palestra 1 – ‘Práticas necessárias para o fortalecimento da aprendizagem: habilidades estruturantes em Língua Portuguesa e Matemática do 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental.

Formadora: Profª Me. Geny Lustosa (Aprender Editora)

Mediadora: Profª. Esp. Mariluci de Souza Farias Brandão (COC/CTE/DGE/SME)

Palestra 2 – ‘Desafios para a consolidação da alfabetização: resultados das avaliações externas e intervenções pedagógicas prioritárias para as turmas do 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental’.

Formadora: Proª. Me. Josemeire do Nascimento Ferreira (COC/CTE/DGE/SME)

Mediadora: Profª. Esp. Mariluci de Souza Farias Brandão (COC/CTE/DGE/SME)

Público – Professores do 1º ao 3º Ano, Sala de Apoio e Coordenadores Pedagógicos

Encerramento –  11h30

Portal da Escola Cuiabana – Canal 2

Matutino e Vespertino

Hora: 7h30

Abertura

Palestra 1 – Práticas necessárias para o fortalecimento da aprendizagem: habilidades estruturantes em Língua Portuguesa e Matemática 4º e 5º Ano do Ensino Fundamental

Formadora: Profª. Me. Paula Querido (Editora Moderna)

Mediadora: Profª. Esp. Melissa Lílian Teixeira (CT/CTE/DEGE/SME)

Hora: 9h30

Palestra 2 – ‘Desafios para a consolidação das aprendizagens em Língua Portuguesa e Matemática: resultados das avaliações externas e intervenções pedagógicas prioritárias para as turmas do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental’

Formadoras: Profª. Me. Cecília Batista Duarte Campos (CF/CTE/DGE/SME)

                    Profª. Me. Eliane Oliveira Mendes Quinhone (CF/CTE/DGE/SME)

Mediadora: Profª. Esp. Melissa Lílian Teixeira (CT/CTE/DEGE/SME)

Público – Professores do 4º e 5º Ano do Ensino Fundamental

Fonte: SECOM CUIABÁ

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Educação

Evento online transmitido pelo Canal 1, da Escola Cuiabana no YouTube

Mais de 2,5 mil pessoas participaram

Publicados

em

Foto: Jorge Pinho - SECOM CUIABÁ

Diálogo e mediação de conflitos nas escolas foi o tema da palestra que abriu a programação da Semana Pedagógica 2023, desta sexta-feira (27). A mesa redonda, transmitida online pelo Canal, 1 da Escola Cuiabana no YouTube, contou com a participação de 2.551 participantes acompanhando as palestras proferidas pelo promotor de Justiça, Miguel Slhessarenko Júnior e a  desembargadora e presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Clarice Claudino da Silva.

Na abertura da mesa redonda, a secretária Municipal de Educação, Edilene de Souza Machado destacou a importância do evento, um momento de reflexão e planejamento do ano letivo, para todos os profissionais. Falou sobre os avanços da Educação pós-pandemia e os resultados da avaliação do desempenho profissional aliada ao desempenho acadêmico dos estudantes, implementada em 2022. “Existia uma expectativa dos especialistas em Educação de que levaríamos de 8 a 10 anos para recompor as habilidades não adquiridas pelos estudantes, em decorrência da pandemia. Tivemos uma grata surpresa. A rede pública municipal de Educação, alcançou na avaliação da Prova Cuiabá realizada em 2022, uma média de 70,4. É um marco, resultado do comprometimento dos profissionais e dos investimentos da gestão Emanuel Pinheiro”, disse a secretária de Educação.

Edilene Machado destacou a parceria com as instituições para o enfrentamento e superação dos desafios. “Eu não tenho dúvida de que iremos superar os nossos desafios e avançar na busca de uma Educação Inclusiva, que garanta o direito de aprendizagem aos estudantes e, esse processo. passa pelo diálogo e a mediação dos conflitos nas escolas”, salientou.

Leia Também:  Escritor lança livros que narram a história do futebol cuiabano

O Promotor de Justiça, Dr. Miguel Slessarenko elogiou realização da Semana Pedagógica, evento que possibilita a discussão de temas relevantes para o ambiente escolar. Disse que o Ministério Público tem atuado de forma contínua na Educação, e uma das preocupações da instituição é com o aumento gradativo dos conflitos nesses ambientes, tornando a questão um desafio para os profissionais, por gerar prejuízos pedagógicos e desmotivação em toda a comunidade escolar. “A escola é um ambiente democrático, com grandes diversidades sociais, econômicas e vulnerabilidades, que acabam, naturalmente, gerando conflitos que impactam o dia a dia das comunidades. Esses conflitos refletem as comunidades onde as unidades estão inseridas. Nesse sentido, temos pensado em ferramentas que possam auxiliar os profissionais a enfrentar esses desafios, de uma forma mais adequada”, destacou.

Miguel Slhessarenko falou sobre o projeto Mediação de Conflitos Escolares, originado de uma parceria do Ministério Público e Tribunal de Justiça. O projeto tem capacitado profissionais no sentido de auxiliar a sua atuação dentro das unidades. “Temos poucas situações envolvendo a rede pública municipal cujo foco é a Educação Infantil, mas é importante que os estudantes saibam lidar com as suas emoções, com seus conflitos, sendo esta uma das competências estampadas na Base Nacional Comum Curricular, daí a importância da formação dos profissionais, e o apoio à comunidade escolar”, disse o promotor de Justiça.

A desembargadora Clarice Claudino da Silva, presidente do Tribunal de Justiça, falou sobre o tema Justiça Restaurativa no ambiente escolar, uma proposta de trabalho que visa prevenir e solucionar conflitos e tensões sociais, por meio da conscientização dos cidadãos, grupos representativos e da sociedade, na construção de uma cultura da paz. “Crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade se sentem ignorados pela sociedade. Sua autodefesa se manifesta na repetição do padrão daquilo que vivem diariamente em casa e na sua comunidade. Então devemos implantar no ambiente escolar, um processo de resgate de crianças e adolescentes por meio da escuta afetiva dos seus conflitos. Demostrar que todos estão inseridos no mesmo contexto social, e sensibilizar a comunidade como um todo para a cultura da paz. Nesse sentido, é fundamental fazermos um trabalho de base no ambiente escolar e, formar os profissionais da educação para serem facilitadores dos círculos de construção de paz, com apoio da rede de proteção”, destacou a presidente do Tribunal de Justiça, Desª. Clarice Claudino.

Leia Também:  Capital poderá ter chuvas e ventos fortes nos próximos dias

Programação

A segunda mesa redonda da manhã discutiu o tema ‘Educação, Curriculo, Identidade e Relações Étnico-raciais: possibilidades para potencializar o trabalho pedagógico na implementação da Lei nº 10.639/2003 e Lei nº 11.645/2008’, que teve como formadora a Prof.ª Ma. Carmen Cinira, do Conselho Municipal de Educação.

A Semana Pedagógica é realizada pela Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Educação, voltada para as equipes gestoras das unidades educacionais, docentes e técnicos.

Fonte: SECOM CUIABÁ

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA