VÁRZEA GRANDE

100% Presencial

Medidas de biossegurança são reforçadas para início das aulas em MT

Publicado em

Educação

No dia 7 de fevereiro de 2022, iniciam as aulas da rede estadual de ensino em todas as escolas no formato 100% presencial em Mato Grosso. Todas as medidas de biossegurança serão reforçadas pela Secretaria Estadual de Educação (Seduc), para evitar o contágio no ambiente escolar, tanto de covid-19, como da influenza.
“Todo este cenário será analisado semanalmente, mas seguimos todas as orientações do Ministério da Saúde, Secretaria de Estado de Saúde e avaliação de especialistas que asseguram que a escola se mostra um ambiente seguro”, explica o secretário de Estado de Educação, Alan Porto.

Ele disse ainda, que a secretaria tem um plano de contingenciamento para  as escolas utilizarem e, todas contam com o sistema de cadastro na plataforma Indica-SUS para notificar casos suspeitos e confirmados. 

A vacinação será recomendada aos pais e responsáveis como uma medida preventiva e o comprovante de vacinação contra a covid-19 pelos professores e servidores da unidade escolar, também não será exigido no momento, pois não são considerados critérios impeditivos para as atividades.

As aulas presenciais no Estado foram retomadas em outubro de 2021 e os profissionais da Educação já puderam tomar as duas doses da vacina contra a covid-19. Conforme o calendário escolar, as aulas terminam no dia 16 de dezembro de 2022.

O uso da máscara facial continua obrigatório em todo o Estado de Mato Grosso, assim como os cuidados para o distanciamento de 1,5 metro, disponibilização de álcool gel e sanitização frequente das escolas. O plano de contingência mantém o afastamento do profissional de educação e estudantes que testarem positivo para a covid-19, pelo período indicado pelo profissional da saúde.

A aferição de temperatura dos estudantes também continuará obrigatória na entrada da escola, não podendo assistir aulas quem apresentar febre ou sintomas gripais. Os pais e as escolas também serão orientados sobre não mandar para escola os alunos que apresentarem algum sintoma. Todas as escolas serão orientadas a manterem uma sala de isolamento, onde o estudante permanecerá, caso necessite aguardar o pai ou responsável.

Foto: Harleid Claiton

A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso desenvolveu, durante o período de aulas não presenciais, um sistema de notificação dos casos suspeitos ou confirmados para uso da comunidade escolar, no âmbito da Seduc. As informações no sistema são inseridas pela unidade escolar.

O monitoramento do sistema é realizado tanto da SES, quanto pela Secretaria Adjunta de Gestão Educacional (Sage) e Secretaria Adjunta de Gestão de Pessoas (SAGP), ambas da Seduc.

As escolas, diariamente, precisam fazer um check list de acompanhamento dos alunos e profissionais onde possa ser identificado qualquer sintoma da covid-19, desencadeando alerta para a central de monitoramento.

De acordo com a Nota técnica conjunta elaborada pela Seduc e Secretaria Estadual de Saúde (SES), devem evitar participar das atividades presenciais:

• Aqueles que apresentem algum sintoma relacionado à Síndrome Gripal (SG).

• Quem estiver com quadro respiratório agudo, caracterizado por pelo menos dois sinais e sintomas: febre, calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, distúrbios olfativos ou distúrbios gustativos. Em crianças, além dos itens anteriores, considera-se também obstrução nasal, na ausência de outro diagnóstico específico;

• Quem tiver sintoma de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que compreende: dispneia/desconforto respiratório ou pressão ou dor persistente no tórax ou saturação de O2 menor que 95% em ar ambiente ou coloração azulada (cianose) dos lábios ou rosto;

• Profissionais e alunos assintomáticos, mas que estiveram em contato no ambiente familiar ou fora do ambiente escolar com alguém comprovadamente transmissor da Covid-19 ou está convivendo com um familiar com sintomas da doença.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Seduc amplia repasses em quase 300%; número de escolas atendidas cresce 120%
Propaganda

Educação

UFMT suspende temporariamente atividades presenciais

A medida entra em vigor a partir de quinta-feira (20) e segue até 4 de fevereiro

Publicados

em

Foto: UFMT

Nesta quarta-feira (19), a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) informou que vai suspender as atividades presenciais em todos os câmpus da instituição, exceto as essenciais, devido o aumento da taxa de acometimento da Covid-19 no Estado.

A medida entra em vigor a partir de quinta-feira (20) e segue até 4 de fevereiro.

O documento ainda reforça que as chefias deverão reforçar às equipes a continuidade e manutenção dos cuidados de biossegurança, como o uso obrigatório de máscara, distanciamento social, uso de álcool 70%, conforme orientação contida nas Diretrizes para retomada de atividades, elaborada pelo Comitê de Prevenção covid-19 da UFMT.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Métodos e estratégias são criadas por professores de Educação física pra lecionar
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA