VÁRZEA GRANDE

Educação

Escolas estaduais montam programação especial em alusão ao Dia da Consciência Negra

Utilizando a quadra de esportes como passarela, os estudantes desfilaram usando vestimentas e pinturas corporais da cultura africana.

Publicado em

Educação

Foto: David Borges

Para reforçar a importância do povo e da cultura africana e sensibilizar os alunos quanto à discriminação racial, escolas da rede estadual de Mato Grosso prepararam ao longo desta semana uma série de atividades em alusão ao Dia da Consciência Negra, celebrado no dia 20 de novembro em todo o país. 

Na Escola Estadual Deputado Djalma Carneiro da Rocha, em Comodoro, foi desenvolvido com os alunos do 6° ano do Ensino Fundamental ao Ensino Médio o projeto “Educação Não Tem Cor”. A programação contou com apresentações de dança, teatro, concurso de redação, um varal de leitura e um “corredor da fama”, contendo imagens de personalidades negras que se destacaram na sociedade.

O preconceito racial e as formas de combate também fizeram parte das discussões das rodas de conversa entre alunos e professores. A diretora da unidade escolar, Regina Carneiro Polli, destaca que os alunos se empenharam nas pesquisas sobre o tema.

“Eles ficaram muito tempo sem vir para a escola, então, voltaram bastante animados com as atividades. O corredor da fama foi a ideia que mais se destacou. Tem sempre alguém lá lendo os textos, é difícil o corredor ficar vazio”, ressaltou.

Regina acrescenta que, no próximo ano, pretende coordenar uma visita ao município de Vila Bela da Santíssima Trindade – cidade onde grande parte de seus habitantes têm ascendência africana e preservam desde o período da colonização um conjunto de crenças e costumes da cultura local.

Já na Escola Plena Professor Antônio Epaminondas, em Cuiabá, a professora Adriana Neizer de Almeida Duarte, de história, em parceria com o orientador de Ciências Humanas, Eronaldo Assunção Valles, organizou a “Semana Alusiva à reflexão sobre o Dia da Consciência Negra”, entre os dias 16 e 19 de novembro.

A programação foi iniciada com uma roda de conversa com o tema “Se Te Incomoda, Não é Brincadeira”. 

A unidade preparou apresentações de danças, músicas de intérpretes e compositores negros, salas temáticas, além de uma demonstração de grupo de capoeira.

“Nós acreditamos muito na importância desse tipo de ação porque é a partir daqui que se constrói o conhecimento necessário para combater o preconceito”, pontuou a diretora da escola, Priscila Tavares Oliveira Bernardo.

Com o objetivo de empoderar a beleza negra e despertar a autoestima dos alunos e funcionários, a escola Antônio Epaminondas promoveu um desfile, intitulado “Beleza Negra EPA 2021”, para eleger o garoto e a garota negra mais belos da unidade. Utilizando a quadra de esportes como passarela, os estudantes desfilaram usando vestimentas e pinturas corporais da cultura africana.

Para o estudante do 1° ano do Ensino Médio, Pedro Henrique Silva de Souza, de 16 anos, o evento e as ações durante a semana foram muito importantes para a sua formação como cidadão negro.

“É muito importante essa diversidade começar na escola, para os alunos crescerem sabendo que não existe cor, somos todos iguais uns aos outros, todos temos caráter e é isso que nos define”, afirmou o aluno.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Servidores da Educação têm até o dia 31 para se recadastrarem
Propaganda

Educação

Alunos de Várzea Grande são premiados pelo Ministério Público do Trabalho

Foram premiados 12 trabalhos produzidos por estudantes do 4º ao 7º ano da rede municipal de ensino. A premiação encerra o Projeto “MPT na Escola 2021”

Publicados

em

Cinco estudantes da rede pública municipal de Educação de Várzea Grande, estão entre os 12 alunos com trabalhos premiados na etapa estadual do Prêmio “MPT na Escola” do Ministério Público do Trabalho de Mato Grosso. A cerimônia de entrega do Prêmio ocorreu na quarta (24) e foi transmitido ao vivo pelo canal do MPT no Youtube.

Foram premiados 12 trabalhos produzidos por estudantes do 4º ao 7º ano da rede municipal de ensino. A premiação encerra o Projeto “MPT na Escola 2021”, utilizando a arte para fomentar a participação de gestores municipais de educação, educadores e estudantes em ações de mobilização, conscientização, prevenção e combate à exploração do trabalho infantil e de adolescentes.

Neste ano, alunas e alunos concorreram em 4 categorias (conto, desenho, música e poesia) e foram divididos em dois grupos (Grupo 1, de 4º e 5º anos, e Grupo 2, de 6º e 7º anos). Os melhores colocados de cada categoria receberam medalhas e brindes. Os professores-orientadores e demais servidores das Secretarias Municipais de Educação receberam placas de homenagem e certificados.

Municípios – O Projeto “MPT na Escola” teve adesão de quatro municípios mato-grossenses neste ano de 2021. Apesar das dificuldades e limitações impostas pela pandemia do novo coronavírus, mais de 4 mil alunos e 191 educadores de 25 escolas municipais de Cuiabá, Várzea Grande, Sorriso e Diamantino desenvolveram atividades visando desconstruir mitos em torno do trabalho infantil e romper barreiras culturais de permissibilidade e naturalização.

Em relação ao Prêmio “MPT na Escola”, apenas o município de Cuiabá não conseguiu concluir as atividades a tempo de participar da competição. Todavia, devido aos resultados positivos alcançados, também foi homenageado durante a cerimônia.

O potencial transformador da iniciativa é reforçado pelo procurador do MPT e coordenador regional da Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância), André Canuto. “A prevenção do trabalho infantil inicia-se durante a educação e formação de cada cidadão, e o melhor lugar para se desenvolver e conscientizar pessoas é a escola. Através da participação de toda a comunidade escolar fomentamos o engajamento e fortalecemos a luta contra o trabalho infantil”, pontua. A ideia é envolver um número cada vez maior de pessoas na luta contra o trabalho infantil e incentivar a aprendizagem profissional.

Para a superintendente Pedagógica, Luz Marina Coelho, que representou Várzea Grande na cerimônia, a participação dos alunos e educadores do município foi destacada pelo alto nível das produções e resultados obtidos. “O Projeto ‘MPT na Escola’ é uma oportunidade muito valiosa para que nossos estudantes possam conhecer e compartilhar a atuação do MPT na prevenção e combate ao trabalho infantil, reforçando que lugar de criança é na escola. Nossos alunos estão de parabéns pela excelente participação neste projeto tão importante” afirmou.

Confira a lista dos trabalhos vencedores da etapa estadual:

Grupo 01 – alunos do 4º e 5º anos

Conto:

1º Lugar – “Diga não ao Trabalho infantil”

Autoria: Lauriany Vitória Aguiar dos Santos

Escola: EMEB Prof.ª Maria Joana da Silva Almeida – Município de Várzea Grande 

2º Lugar – “Os Sonhos De Catarina”

Autoria: Raíssa Estevam dos Santos

Escola: Escola Municipal Castorina Sabo Mendes – Município de Diamantino

3º Lugar – “Trabalho infantil”

Autoria: Bianca de Almeida Vieira

Escola: EMEB Antônio Gomes da Cruz – Município de Várzea Grande 

Desenho:

1º Lugar – “Combate ao trabalho infantil”

Autoria: Camylle Gabriele Freitas Moura

Escola: Escola Municipal São Domingos – Município de Sorriso

2º Lugar – “Ser criança, ser feliz!”

Autoria: Valbert Rafael Patrocínio de Lima

Escola: Escola Municipal Castorina Sabo Mendes – Município de Diamantino

3º Lugar – “Trabalho infantil”

Autoria: Eloine Estefani Batista dos Santos

Escola: Centro Municipal de Educação Básica de Sorriso – Município de Sorriso

Poesia:

1º Lugar – “Brasil Melhor”

Autoria: Agata da Silva Oliveira

Escola: Escola Municipal São Domingos – Município de Sorriso 

2º Lugar – “Trabalho infantil”

Autoria: Maria Heloísa de Sousa Machado

Escola: Escola Municipal Castorina Sabo Mendes- Município de Diamantino

3º Lugar – “Trabalho infantil é coisa séria”

Autoria: Thifany Nascimento Silva

Escola: Escola Municipal São Domingos – Município de Sorriso

Grupo 02 – alunos do 6º e 7º anos

Desenho:

1º Lugar – “Aprendizagem profissional”

Autoria: Mizael Augusto da Silva Padilha

Escola: EMEB Abdala José de Almeida – Município de Várzea Grande

Poesia:

1º Lugar – “Zé Ninguém”

Autoria: EvillynLorrainy da Silva Santos

Escola: EMEB Joaquim da Cruz Coelho – Município de Várzea Grande

Música:

1º Lugar – “O jovem aprendiz pode estudar e trabalhar”

Autoria: Kenielly Soares Moraes

Escola: EMEB Benedita Bernadina Curvo – Município de Várzea Grande

Foto: SECOM-VG
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Servidores da Educação têm até o dia 31 para se recadastrarem
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA