VÁRZEA GRANDE

DESTAQUE

Posse dos deputados Mirins, eventos e reuniões marcam semana na ALMT

Publicado em

DESTAQUE

Os deputados mirins tomam posse nessa segunda-feira. Eles terão pela frente dois anos de mandato. Eles são alunos das escolas públicas e privadas – do 6º ao 9º ano – de 11 municípios mato-grossenses.

 

Da Redação

 

A Assembleia Legislativa, por intermédio do Planejamento Estratégico, dá a posse aos 24 deputados eleitos para compor a 8ª Legislatura do Programa Parlamento Mirim Mato-Grossense. O evento será às 17 horas, no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour. Além desse evento, a agenda da semana está cheia. Os deputados participam de sessões plenárias, reuniões de câmaras setoriais temáticas (CSTs) e das comissões permanentes.

Segunda-feira (8)

Às 8 horas, tem abertura do Fórum Mato-Grossense de mudanças climáticas. O evento será na sala das comissões, 202. A discussão foi requerida pelo deputado Wilson Santos (PSDB).

Às 14 horas, no auditório Licínio Monteiro, a Câmara Setorial Temática (CST), requerida pelo deputado Sebastião Rezende (PSC), realiza mais uma reunião ordinária para discutir a comunidade terapêutica em Mato Grosso.

A audiência pública marcada para ser realizada, hoje (8), às 14 horas, em Vila Bela da Santíssima Trindade, foi suspensa. Lá, no município, seria discutido o Parque estadual Serra Ricardo Franco.

Às 17 horas, os deputados mirins eleitos para a 8ª Legislatura do Parlamento Mirim tomam posse, no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour. A cerimônia de posse será feita pelo deputado e presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (PSB).

Terça-feira (9)

Às 8 horas, a Assembleia Legislativa, por intermédio da Sala da Mulher e do Instituto Memória, realiza a abertura da ‘Semana Prata da Casa’ com a palestra a “Arte da Convivência”, proferida por Daniella Paula Oliveira, no auditório Milton Figueiredo.  

Às 8 horas, tem sequência o Fórum Mato-Grossense de Mudanças Climáticas. Os debates serão realizados na sala das comissões, 202.

Leia Também:  Polícia Civil identifica menores autores de furto e recupera objetos furtados

Às 14 horas, os deputados membros da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) realizam mais uma reunião ordinária. Os trabalhos serão realizados na sala das comissões, 201.

Às 14 horas, a Câmara Setorial Temática (CST) realiza mais uma reunião para debater e discutir o “Novo Fethab” e a estadualização das rodovias mato-grossenses. A reunião será na sala de videoconferência.

Já às 16 horas, os deputados que compõem a Comissão de Infraestrutura Urbana e de Transporte realizam reunião para a posse e eleições do presidente e relator da comissão. A reunião será na sala das comissões, 201.

Às 17 horas, os deputados concentram os trabalhos na sessão ordinária que será realizada no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour.

Quarta-feira (10)

Das 8 às 12 horas, no auditório Milton Figueiredo, será realizado o I Seminário Internacional Pantanal, Okavango e Everglades Desafios e Oportunidades. O evento vai discutir caminhos de desenvolvimento e conservação do Pantanal.

Às 8 horas, de acordo com o Regimento Interno, os deputados concentram os trabalhos na sessão ordinária que será realizada no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour.

Das 14 horas até as 18 horas, a Sala da Mulher realiza, em homenagens ao dias das mães que será no próximo domingo (14), o desfile Dia das Mães – servidoras na passarela. O evento será no auditório Milton Figueiredo.  

Às 14 horas, os deputado membros Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público realizam reunião ordinária para a deliberação de méritos de matérias sob sua competência. A reunião está marcada para a sala das comissões, 201.

Às 15 horas, é a vez de os membros da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto se reunirem para debater proposições que estão sob sua responsabilidade. A reunião será na sala de reuniões, 202.

Leia Também:  Deputados recorrem da decisão da ANEEL que autorizou aumento de energia elétrica

Para as 16 horas, está marcada a reunião ordinária da Comissão de Direitos Humanos, Cidadania e Amparo à Criança, Adolescentes e Idosos. Ela acontece na sala das comissões, 201.

 Nesse mesmo horário, na sala 202, a Comissão Agropecuária, Desenvolvimento Florestal e Agrário e Regulação Fundiária realiza mais uma reunião ordinária, na sala das comissões, 202.

Às 17 horas, os deputados concentram os trabalhos na sessão ordinária que será realizada no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour.

Quinta-feira (11)

Às 8 horas, os deputados concentram os trabalhos na sessão ordinária que será realizada no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour.

Às 19 horas, a Assembleia Legislativa vai realizar uma sessão especial para a entrega de Moção de Aplauso, na Câmara Municipal de Tangará da Serra. As homenagens serão feitas pelo deputado Saturnino Masson (PSDB).

A partir das 19h30, o deputado Valdir Barranco (PT), em sessão solene, faz a entrega de títulos de cidadão mato-grossenses a diversas autoridades que contribuíram para o desenvolvimento e crescimento de Mato Grosso.

Sexta-feira (12)

A Assembleia Legislativa, às 9 horas, realiza uma sessão plenária para comemorar os 150 anos de emancipação política do município de Várzea Grande. A sessão será realizada na Câmara Municipal da Cidade Industrial. As homenagens foram requeridas pelo presidente Eduardo Botelho (PSDB) e pelo deputado Gilmar Fabris (PSD).

Às 18 horas, a Sala da Mulher, da Assembleia Legislativa, faz o encerramento da semana Prata da Casa: mães no cinema. O evento será no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros.

 

 

 

Fonte: Assessoria

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

DESTAQUE

Invasores de lotes no entorno do Contorno Leste em Cuiabá implantam terror

Um dos chacareiros mais prejudicados é o português João Antônio Pinto, informa, já com grande parte de suas terras invadidas.

Publicados

em

Fotos: Arquivo Pessoal

Muitas propriedades na região do Contorno Leste, em Cuiabá-MT, nas imediações do condomínio Belvedere, foram invadidas recentemente por grupos motorizados, fato amplamente noticiado na mídia estadual. No entanto, os invasores – que utilizam métodos violentos, genuinamente no estilo viking, segundo descrevem as vítimas -, continuam agindo impunemente na área. Todos os terrenos no entorno do Contorno Leste estão na mira dos criminosos, alertam.

“Basta ir lá para ver a movimentação intensa deles, mais parecendo cobras querendo dar o bote nas pessoas”, diz um geólogo que adquiriu um terreno no lugar, aquisição registrada em cartório.

“Eu nem saio do carro, pois temo ser agredido. A coisa está assim: invadem e expulsam o dono da propriedade. Ele nem pode retornar ao local”.

Foto: Arquivo Pessoal

Temendo pela sua segurança pessoal e da família, ele pediu para não postar fotos suas, apenas do BO. A esperança é de que alguma resolução judicial garanta a retomada de posse das áreas invadidas.

“Eu fui um dos primeiros a denunciar essa tropa infame. São abusados, querem tomar tudo que construímos à força, que suamos tanto para pagar. E o pior é que estão conseguindo, como fosse direito deles. Em resumo: quem tem terreno por ali (Contorno Leste) não tem mais qualquer segurança: de um dia pra outro pode perder sua propriedade. E ainda levar baita surra dos brutamontes que integram os grupos”.

Leia Também:  Copom inicia reunião para discutir taxa básica de juros

Ainda que tenha sido um dos primeiros a registrar BO, frisando na Polícia que os proprietários das chácaras próximas ao Contorno Leste estão sendo prejudicados, ameaçados e até agredidos, o chacareiro lamenta que nada tenha sido feito ainda em prol de proteger pessoas e propriedades.

“Esses invasores chegam em quantidade sempre maior, e continuam de prontidão, atentos ao menor descuido de algum sitiante para se apoderar de suas terras. Têm agido mesmo com violência, segundo muita gente já confirmou. Pelo menos no meu caso isso ainda não aconteceu, pois não estava lá quando invadiram minha chácara”, disse.

João Pinto teve área invadida Foto: Arquivo Pessoal

Um dos chacareiros mais prejudicados é o português João Antônio Pinto, informa, já com grande parte de suas terras invadidas. Na sua propriedade, João Pinto cria gado, tem pista, hangar, e é onde guarda seu avião, um monomotor modelo Super Hélio Courier.

“Não sei se os vikings, como estão sendo denominados esses invasores, já chegaram ao centro da propriedade do vizinho João Pinto, também se apoderando de tudo que se encontra por lá. Porém, nos arredores, fincaram bandeira de posse ilegal”.

Leia Também:  Deputados aprovam novo plano para servidores de carreira do Parlamento

O chacareiro conta ter ficado sabendo que um dos filhos de João Pinto foi agredido ao tentar barrar a derrubada de cerca, operação feita por tratores.

“As autoridades precisam tomar providências urgentes! Estamos mesmo vivenciando, em Cuiabá, as barbaridades protagonizadas pelos vikings há séculos, quando invadiam terras e trucidavam pessoas. E isso  é movimento orquestrado por quadrilha especializada: dispõem de maquinário pesado, carros de luxo e recursos para bancar proteção de leões de chácara. Como um simples chacareiro vai enfrentar esses brutamontes? É um caso de Polícia!”

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA