VÁRZEA GRANDE

DESTAQUE

OAB: Depoimento de Ex-governador será usado contra os advogados Faiad, Zílio e Pedro Elias

Publicado em

DESTAQUE

Da Redação 

A Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso vai requerer cópia da decisão da juíza Selma Arruda, da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, que autorizou a prisão domiciliar do ex-governador Silval Barbosa. A autarquia também deve pedir bem os depoimentos em que o peemedebista confessou crimes e revelou a suposta participação de outros réus nos esquemas de corrupção investigados nas cinco fases da operação Sodoma. De acordo com o presidente da Ordem, o advogado Leonardo Campos, os documentos devem embasar os processos disciplinares instaurados no Tribunal de Ética da instituição contra os advogados e ex-secretários de Estado de Administração Francisco Faiad, Zílio e Elias.

Réus em ações penais oriundas das segunda, terceira e quinta fases da operação Sodoma, César Zílio, Pedro Elias e Francisco Faiad são processados internamente na OAB desde suas respectivas prisões, em março e abril de 2016 e em fevereiro deste ano. Faiad chegou a presidir a OAB-MT em duas gestões e é padrinho político do atual presidente da entidade. Todos já estão soltos. Os dois primeiros firmaram acordo de delação premiada, enquanto o terceiro foi liberado mediante pagamento de fiança.

Para o presidente da OAB, embora as declarações de Silval sejam graves, ainda é cedo para avaliar qual será o resultado dos processos disciplinares que cada um deles responde. As punições podem variar de uma simples advertência até a exclusão dos quadros da entidade. Os processos disciplinares vão apurar se as condutas praticadas pelo trio são ou não compatíveis com o exercício da advocacia. 

Leia Também:  Várzea Grande entrega quadra poliesportiva para unidade que é referência no IDEB

“Se o que ele [Silval] falou não for comprovado, para nós não vale de nada. Uma delação só é válida se o delator comprova aquilo que ele disse. Então, essas afirmações ainda são muito superficiais para a gente falar sobre uma eventual punição com base nelas”, explicou o presidente. Leonardo Campos afirmou ainda que todos os três processos disciplinares tramitam em sigilo e que ele próprio não tem informações quanto ao andamento. Além disso, não existe uma previsão de quando devem ser concluídos. “Não temos a menor ideia de prazo. No caso do Faiad, nem a defesa foi apresentada ainda, porque a prisão dele ocorreu agora, no início do ano. Os casos do César Zílio e do Pedro Elias são mais antigos, mas não sei em que fase estão”, diz.

César Zílio e Pedro Elias são réus pelos crimes de lavagem de dinheiro, recebimento de propina, constrangimento ou ameaça e fraudes em licitações na ação penal referente às segunda e terceira fases da operação Sodoma. Já Francisco Faiad responde pelos crimes de concussão, corrupção passiva, fraude à licitação e peculato, sob a acusação de participar do esquema de desvio de recursos públicos investigado na quinta fase da operação. De acordo com as investigações, o esquema do qual César Zílio e Pedro Elias teriam feito parte consistia na exigência de propina aos empresários Willians Mischur e Julio Tisuji, da Consignum e Webtech, respectivamente, para a manutenção do contrato das empresas com o Governo do Estado. Parte do dinheiro teria sido usado por Zílio para a compra de um terreno de R$ 13 milhões na Avenida Beira Rio.

Leia Também:  Timão trabalha em dois períodos e vence jogo-treino contra Inter de Limeira

Já Francisco Faiad é acusado de participar do suposto esquema que teria desviado R$ 8,1 milhões dos cofres do Estado por meio de contratos e de compras fraudulentas de combustível. Do total de R$ 8,1 milhões, segundo as investigações, R$ 3 milhões teriam sido pagos em forma de propina a fim de garantir a manutenção dos contratos da Marmeleiro Auto Posto Ltda. e Saga Comércio e Serviço Tecnológico e Informática Ltda. com o governo do Estado. Isso porque as contratações teriam ocorrido por meio de licitações fraudadas.

Já os R$ 5,1 milhões restantes teriam surgido “mediante a prática fraudulenta de inserções fictícias de consumo de combustível” de veículos da frota do Poder Executivo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

DESTAQUE

Lançamento oficial do ‘Carnaval 2023’ será na segunda-feira (6)

A criançada poderá se divertir com apresentações Patrulha Canina (Tia Hanna). Haverá ainda a participação de Charanga do Mestre Cachaço, uma iniciativa que reúne artistas cuiabanos que exaltam a música popular brasileira.

Publicados

em

Foto: Davi Valle - Secom-Cuiabá

O secretário municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Aluízio Leite, convida para o lançamento oficial do Carnaval 2023, em Cuiabá. Os detalhes serão divulgados na segunda-feira (6), na sede da Pasta, instalada na rua Barão de Melgaço, 3677, Centro, a partir das 15h.

Neste ano, a Prefeitura de Cuiabá irá promover a ‘Folia de Momo’ em três pontos da capital: a Praça da Mandioca, Praça 8 de Abril e no Calçadão Ricardo Franco. Serão seis dias da tradicional festa carnavalesca, e o primeiro ‘esquenta’ vai acontecer no próximo dia 12.

“Escolhemos esses locais por serem os que mais representam a nossa querida e amada Cuiabá. Com muita segurança e de forma gratuita, os foliões irão desfrutar de dias de muita alegria e tradição”, explicou.

O famoso “esquenta” será no próximo domingo (12), na Praça 8 de Abril. Nesse dia haverá premiação para os bichinhos que apresentarem as fantasias mais criativas. A programação incluirá ainda um desfile dos bichinhos e muitas marchinhas de carnaval com a banda Canoa de Prata.

A criançada poderá se divertir com apresentações Patrulha Canina (Tia Hanna). Haverá ainda a participação de Charanga do Mestre Cachaço, uma iniciativa que reúne artistas cuiabanos que exaltam a música popular brasileira.

Leia Também:  Parceria entre TCE-MT e Senai recupera mais 13 respiradores

“Não podemos deixar de agradecer nossos parceiros e colaborares que estão sempre juntos com a Prefeitura de Cuiabá, ajudando manter a nossa cultura. A gestão Emanuel Pinheiro preza exatamente isso. Promover eventos que valorizem os nossos artistas locais”, finalizou o secretário.

Fonte: SECOM CUIABÁ

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA