VÁRZEA GRANDE

DESTAQUE

Moradores tentam tirar nome Emílio Odebrecht de rua em Salvador

Publicado em

DESTAQUE

Moradores vão à prefeitura de Salvador para trocar nome da Rua Emílio Odebrecht, uma homenagem ao bisavô de Marcelo Odebrehct e não ao pai e delator

 

Da Redação

 

Um grupo de soteropolitanos procurou a prefeitura de Salvador com um pedido que releva a que ponto chegou a vergonha em estar associado ao nome Odebrecht, a maior empreiteira do país e outrora um símbolo do orgulho baiano. Eles queriam mudar o nome da rua onde vivem, no bairro da Pituba. Ela se chama Rua Emílio Odebrecht.

Os moradores foram demovidos da ideia. Por meio de consulta a registros oficiais, eles descobriram que o batismo da rua não era uma reverência ao hoje notório Emílio Odebrecht, o patriarca do clã que ao lado do filho Marcelo Bahia Odebrecht delatou com naturalidade à Operação Lava-Jato como corrompeu políticos e financiou irregularmente campanhas eleitorais por mais de trinta anos, em troca de benefícios para seu grupo empresarial.

SE ESSA RUA FOSSE MINHA – Moradores tentaram tirar o nome de Emílio Odebrecht, o avô, por causa do envolvimento do neto e atual patriarca do clã na Operação Lava-Jato, da qual é um dos delatores .

A rua homenageia outro Emílio Odebrecht, um dos precursores da construção civil no Nordeste, antigo sócio da Isaac Gondim e Odebrecht Ltda e criador, em 1923, da Emílio Odebrecht & Cia. O Emílio Odebrecht em questão foi pai de Norberto Odebrecht, fundador da atual construtora, avô de Emílio Odebrecht e bisavô de Marcelo Odebrecht – os dois últimos delatores da Lava-Jato.

Leia Também:  Moradores acionam policiais que encontram menino que fugiu de casa em Rondonópolis

Por enquanto, tudo como dantes na Rua Emílio Odebrecht, assim batizada em 1966, por meio de lei aprovada na Câmara Municipal e sancionada pelo então prefeito biônico Nelson de Oliveira. Mas o prestígio da família ficou abalado.

 

Fonte: Veja

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

DESTAQUE

Projeto oferece 100 vagas gratuitas para oficinas de balé clássico

As inscrições serão realizadas de forma presencial até 10 de fevereiro, no Shopping Goiabeiras.

Publicados

em

Foto - Alexandre Hudson

O projeto ‘Dança – uma oportunidade de aprendizado’ está com inscrições abertas para 100 vagas gratuitas em oficinas de balé clássico, que serão realizadas em Cuiabá. Podem participar crianças, adolescentes e jovens de famílias que recebem até um salário mínimo. As inscrições serão realizadas de forma presencial até 10 de fevereiro, no Shopping Goiabeiras.

O projeto tem patrocínio do Governo de Mato Grosso por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel). É realizada pela Companhia das Artes e Associados – Cidarta, e inclui a participação na 15ª Mostra de Dança de Mato Grosso, que será realizada este ano em Cuiabá. Além das oficinas, os alunos também recebem o uniforme de balé e figurinos de dança para uso durante o espetáculo de encerramento das atividades.

Para participar, além da renda familiar de até um salário mínimo, os candidatos também precisam comprovar matrícula em escola pública e ter disponibilidade para participar das aulas entre 13 de fevereiro e 13 de maio. As oficinas serão realizadas no período vespertino, e os selecionados não precisam ter conhecimentos de dança.

Leia Também:  STF discutirá em junho ação de Raquel Dodge contra voto impresso

Depois das inscrições, os candidatos participarão de uma seleção final que será realizada de 11 a 13 de fevereiro. As aulas ocorrerão na sequência e seguem até 13 de maio, quando os alunos irão participar de uma apresentação gratuita ao público, no Shopping Goiabeiras.

####
Inscrições presenciais para oficinas gratuitas de balé clássico
Prazo: até 10 de fevereiro
Local: Companhia das Artes e Associados – Cidarta, localizada no primeiro piso do Shopping Goiabeiras, em Cuiabá

Mais informações: (65) 99943-7748 (whatsapp) e telefone 3322-2426

Foto: Alexandre Hudson

FONTE – SECOM MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA