VÁRZEA GRANDE

DESTAQUE

Mais de 100 pessoas participam do primeiro dia do Intensivão Pré-Enem da Seduc

Publicado em

DESTAQUE

Iniciativa da Secretaria de Estado de Educação beneficiará servidores e dependentes na preparação para o Enem deste ano

Da Redação

 

O sonho de Raquel Maria de Araújo, 31, sempre foi cursar Administração e poder gerir seu próprio negócio. Mas os rumos de sua vida logo mudaram com a chegada do primeiro filho e o ingresso no serviço público, fazendo com que o plano inicial ficasse para depois. Hoje ela é servidora de carreira da educação e trabalha na área administrativa da Escola Estadual Pascoal Moreira Cabral, em Cuiabá. Depois de dez anos sem estudar, decidiu que agora é a hora de voltar a sonhar com a faculdade que sempre quis.

Por isso, Raquel se inscreveu no Intensivão Pré-Enem da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer, que começou no último sábado (08.07). A iniciativa do Núcleo de Qualidade de Vida da Seduc faz parte do Programa Pró-Escolas e tem o objetivo de oferecer aos servidores e seus dependentes, sem custo algum, a oportunidade de se preparar para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – que neste ano será realizado nos dias 5 e 12 de novembro – e apostar em uma nova perspectiva de vida.

“Já estava há mais de dez anos sem estudar, quando fiquei sabendo das inscrições para o Intensivão. Não pensei duas vezes e me inscrevi com a intenção de aprimorar meus conhecimentos. Em seguida, já divulguei para os meus colegas da escola que, assim como eu, têm o desejo de fazer faculdade. Para mim está sendo uma oportunidade única de realizar um sonho”, contou a servidora Raquel.

Leia Também:  Vacinação: motoristas de ônibus, garis e catadores de recicláveis relatam felicidade

Aos 16, Gabriel Augusto Santos e Silva também pretende ingressar no ensino superior. Filho de servidor da Seduc, o estudante da Escola Estadual José Leite de Moraes quer seguir carreira no Direito e neste ano será a primeira vez que ele tentará uma vaga na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). “Estou gostando das aulas e penso que essa é uma oportunidade para aprender mais e economizar, porque se fosse para pagar um cursinho particular teríamos que ter um planejamento mais rigoroso em casa”.

Eviny Oliveira da Cunha, 16, namorada de Gabriel, estuda na Escola Estadual Jaime Verissimo de Campos Júnior e, embora não tenha se inscrito para o Enem deste ano, já se prepara para concorrer a uma vaga para Medicina na UFMT em 2018, quando concluirá o Ensino Médio. O objetivo de ambos é seguir estudando juntos até o final do Intensivão, em outubro. “Ela é melhor em exatas e eu em humanas, então é bom porque compartilhamos conhecimentos e um ajuda o outro”, diz Gabriel.

Voluntariado

O secretário-adjunto de Políticas de Pessoal de Educação, Ediulen Jesus de Arruda Leite, explica que a iniciativa de realizar o Intensivão Pré-Enem surgiu após reuniões com a equipe de Gestão de Pessoas com a finalidade de pensar ações em prol dos servidores. Ao todo, 18 professores mestres, doutores e especialistas compõem, de forma voluntária, o corpo docente que irá ministrar as aulas do cursinho até 28 de outubro. Todos são servidores da Secretaria de Educação.

Leia Também:  Homens investigados por estupros cometidos contra crianças são presos em Alta Floresta e Sorriso

As inscrições ocorreram de 14 de junho a 05 de julho e o resultado foi 186 inscritos. As aulas serão realizadas aos sábados, inicialmente das 13h às 18h, com possibilidade de haver aulas também pela manhã. Todo o conteúdo programado é enviado antecipadamente para o e-mail dos alunos. Todas as aulas serão gravadas e disponibilizadas pela plataforma COS de Ensino a Distância da Seduc.

De acordo com o secretário-adjunto, os professores envolvidos com o projeto-piloto estão motivados com a proposta de ministrar aulas e colaborar para a realização de tantos sonhos. “Nosso intuito é fazer o servidor gastar o menos possível e como temos muitos profissionais qualificados aqui na Seduc passamos a contar com eles para tornar esse desejo uma realidade para todos os interessados, por isso é uma iniciativa que chega com muita motivação e com as melhores expectativas”, garante.

As primeiras aulas do Intensivão Pré-Enem foram dos professores Giseli Duardo Maciano Campos, mestre em matemática, e Beine José da Silva, mestre em Física. Para ambos, a proposta é fazer com que os estudantes procurem cada vez mais conhecimento para desconstruir paradigmas e construir novos conceitos, de acordo com a realidade atual. “Esperamos contribuir muito para isso”, afirma o professor Beine.

Participação

Embora o período de inscrições tenha sido finalizado, interessados em participar das aulas, que ocorrem no auditório da Seduc, em Cuiabá, podem entrar em contato com a Coordenadoria de Gestão de Pessoas pelo telefone 65 3613-6552.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

DESTAQUE

Invasores de lotes no entorno do Contorno Leste em Cuiabá implantam terror

FAMÍLIAS ESTÃO DESESPERADAS COM AS INVASÕES QUE ACONTECEM DIARIAMENTE NA REGIÃO DO CONTORNO LESTE DA CAPITAL MATO-GROSSENSE.

Publicados

em

Fotos: Arquivo Pessoal

Muitas propriedades e pequenos lotes, situados na região do Contorno Leste, em Cuiabá-MT, nas imediações do condomínio Belvedere, foram invadidas recentemente por grupos motorizados, fato amplamente noticiado na mídia estadual.

Os invasores utilizam métodos violentos, genuinamente no estilo viking, segundo descrevem as vítimas, e continuam agindo impunemente na área. Segundo reunião que fizeram para análise da situação, todos os terrenos de pequeno, médio e grande porte no entorno do Contorno Leste estão na mira dos criminosos, alertam.

“Basta ir lá para ver a movimentação intensa deles, mais parecendo cobras querendo dar o bote nas pessoas”, diz um geólogo que adquiriu lote no lugar, aquisição registrada em cartório.

“Eu nem saio do carro, pois temo ser agredido. A coisa está assim: invadem e expulsam o dono da propriedade. Ele nem pode retornar ao local”.

Foto: Arquivo Pessoal

Temendo pela sua segurança pessoal e da família, ele pediu para não postar fotos suas, apenas do BO. A esperança é de que alguma resolução judicial garanta a reintegração de posse das áreas invadidas.

“Eu fui um dos primeiros a denunciar essa tropa infame. São abusados, querem tomar tudo que construímos à força, que suamos tanto para pagar. E o pior é que estão conseguindo, como fosse direito deles. Em resumo: quem tem terreno por ali (Contorno Leste) não tem mais qualquer segurança: de um dia pra outro pode perder sua propriedade. E ainda levar baita surra dos brutamontes que integram os grupos”.

Leia Também:  Crime organizado rural: grupo é acusado de colher vários hectares na madrugada e transportando com notas frias

Ainda que tenha sido um dos primeiros a registrar BO, frisando na Polícia que os proprietários de lotes e chácaras próximas ao Contorno Leste estão sendo prejudicados, ameaçados e até agredidos. O geólogo lamenta que nada tenha sido feito ainda em prol de proteger pessoas e propriedades.

“Esses invasores chegam em quantidade sempre maior, e continuam de prontidão, atentos ao menor descuido de algum sitiante para se apoderar de suas terras. Têm agido mesmo com violência, segundo muita gente já confirmou. Pelo menos no meu caso isso ainda não aconteceu, pois não estava lá quando invadiram meu lote”, disse.

Um dos chacareiros mais prejudicados é o português João Antônio Pinto, informa, já com grande parte de suas terras invadidas. Na propriedade, acessada pelo Planalto (Coxipó Mirim) ou pelo Jardim Imperial, João Pinto cria modesta quantidade de gado, tem pista, hangar, e é onde guarda um monomotor, avião modelo Super Hélio Courier.

“Não sei se os vikings, como estão sendo denominados esses invasores, já chegaram ao centro da propriedade do vizinho João Pinto, também se apoderando de tudo que se encontra por lá. Porém, nos arredores, fincaram bandeira de posse ilegal”.

Leia Também:  Com duas disputa em uma, Neurilan Fraga é reeleito presidente da AMM

O geólogo conta ter ficado sabendo que um dos filhos de João Pinto foi agredido ao tentar barrar a derrubada de cerca, operação feita por tratores.

“As autoridades precisam tomar providências urgentes! Estamos mesmo vivenciando, em Cuiabá, as barbaridades protagonizadas pelos vikings há séculos, quando invadiam terras e trucidavam pessoas. E isso  é movimento orquestrado por quadrilha especializada: dispõem de maquinário pesado, carros de luxo e recursos para bancar proteção de leões de chácara. Como um simples chacareiro vai enfrentar esses brutamontes? É um caso de Polícia!”

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA