VÁRZEA GRANDE

DESTAQUE

Inscrições para Enem Digital são prorrogadas até dia 21 de junho

Publicado em

DESTAQUE

O Enem Digital faz parte do Programa Pra Frente Cuiabá, lançado pelo prefeito Emanuel Pinheiro em maio deste ano

Da Redação

Se você ainda não se inscreveu no Enem Digital, ganhou mais uma oportunidade para participar. As inscrições estarão abertas até o dia 21 de junho AQUI. A ação, executada pela Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico é voltada para preparar aqueles que desejam realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), visando o ingresso ao ensino superior. Se você já se inscreveu, verifique AQUI a lista de inscritos.

O Enem Digital faz parte do Programa Pra Frente Cuiabá, lançado pelo prefeito Emanuel Pinheiro em maio deste ano. A ação é executada pela Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico.

“Educação não é gasto, é investimento e na minha gestão faço questão de investir cada vez mais, porque quero ver minha gente melhor de vida, com bom emprego, quero ver minha gente com acesso à universidade, sonhando cada vez mais alto”, disse o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro.

O público alvo do Enem Digital são pessoas residentes em Cuiabá, que já concluíram ou que concluirão até dezembro de 2021 o 3º ano do ensino médio. O candidato deve, necessariamente, ter origem escolar pública, preferencialmente que a renda familiar seja de até três salários mínimos ou renda per capita de até meio salário mínimo. Pessoas que já possuem nível superior ou que já estejam matriculados em algum curso de nível superior não poderão participar.

“Estamos prorrogando as inscrições, dando mais uma oportunidade para que a população vá de encontro com o sonho de cursar o ensino superior. Estamos investindo em capital humano, cumprindo a determinação do prefeito de valorizar as pessoas, de colocar a população cuiabana em primeiro lugar”, disse o secretário de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Francisco Vuolo.

De acordo com as informações desta primeira fase de análise de inscritos, cerca de 70% são mulheres e entre os grupos etários, os mais interessados são os maiores de 25 anos, seguidos pelos menores de 18 anos.

Aqueles que enviaram a documentação devidamente correta, receberão e-mail de confirmação de matrícula e poderão acessar a plataforma de estudos. Os demais deverão enviar os documentos para o seguinte e-mail: [email protected].

Os que não conseguirem obter junto as suas unidades de ensino as declarações de escolaridades, podem preencher uma auto declaração informando os dados da escola de origem, se comprometendo a fornecer dados verídicos. No caso de pessoas menor de idade, a declaração é preenchida pelo responsável legal.

O Enem Digital será um curso híbrido, com 26 semanas de aulas online, seis semanas de aulas presenciais em quatro polos, um em cada região de Cuiabá e mais 08 aulas semanais de tutorias, um reforço a mais para quem quer se aprofundar nos estudos. O conteúdo será disponibilizado em plataforma criada pelo Instituto Ideaes, parceiro da ação.

Serão ministradas aulas de todas as disciplinas: gramática, interpretação de texto, redação, espanhol e inglês, história geral e do Brasil, geografia geral e do Brasil, filosofia, sociologia, matemática, química, física e biologia.

Ao fim do curso, os estudantes poderão se candidatar para uma das 210 vagas de estágio remunerado que o Executivo Municipal de Cuiabá vai disponibilizar em sua estrutura de Secretarias e órgãos.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Operadoras devem informar redução de velocidade de internet em tempo real
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

DESTAQUE

Médicos que atuavam em Água Boa são denunciados pelo MPE

Publicados

em

Infomoney

Médicos não habilitados pelas autoridades brasileiras foram denunciados pelo Ministério Público do Estado por exercício ilegal da medicina em Água Boa, a 730 Km de Cuiabá. Victor Gustavo Barja Oliva, Jéssica da Vera Cruz Sousa e Lydia da Vera Cruz Souza. De acordo com a instituição, eles vão responder por expor a vida ou a saúde de outras pessoas a perigo, associação criminosa e falsidade ideológica.

 

Também foram acionados o médico Sebastião Siqueira de Carvalho Júnior e Raquel Guerra Garcia, sócios e administradores da empresa Cure Tratamento em Saúde Ltda, que era responsável até então pela prestação dos serviços de saúde na Unidade de Terapia Intensiva de Covid-19 do hospital onde os fatos ocorreram.

 

De acordo com o MPMT, várias reclamações relacionadas à atuação dos denunciados chegaram ao Ministério Público e os fatos estão sendo apurados na esfera cível e criminal. Existe, inclusive, inquérito policial instaurado para apurar possíveis consequências criminais envolvendo a morte de duas pessoas.

 

Na denúncia cita, que o grupo atuou entre os meses de abril e maio deste ano no Hospital Regional Paulo Alemão. Além de exercer a profissão de médico sem autorização legal, as investigações descobriram que eles faziam declaração falsa, com o intuito de alterar a verdade sobre fato juridicamente importante.

 

O MPMT cita ainda, que por várias vezes o grupo atuou sem a supervisão do médico responsável pelo local, prescrevendo medicamentos, avaliando pacientes e exames clínicos, e realizando procedimentos médicos, como dreno de tórax, acesso central, intubação e massagem cardíaca.

 

Os administradores da unidade hospitalar, que atuavam nesse período, estão sendo acusados de substituir os medicamentos de primeira linha, por outros que não da mesma eficácia. O MPMT disse ainda, que existem relatos de pacientes que teriam passado pela experiência de acordar durante o período em que se encontravam intubados.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Banco Central abre inscrições para testes de projetos inovadores
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA