VÁRZEA GRANDE

DESTAQUE

Especialistas convidam deputados para visitar obras da Usina Hidrelétrica Sinop

Publicado em

DESTAQUE

Empreendimento deverá ser concluído em dezembro de 2018. Expectativa é a de gerar 408 MW, suficientes para atender 1,6 milhão de pessoas

Da Redação

 

Os deputados deverão checar in loco o andamento da construção da Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop, que está com 90% concluídos. O convite foi feito nesta segunda-feira (22), ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB), que recebeu em seu gabinete o diretor de Engenharia e Construção, Gustavo Reis Lobo de Vasconcelos; o representante permanente do Conselho de Administração em Sinop, Jean-Christophe Delvallet, e o diretor de Meio Ambiente, Ricardo Padilha.

Na oportunidade, os especialistas apresentaram o balanço sobre a execução da UHE que está sendo construída no rio Teles Pires. A barragem está nas áreas dos municípios de Cláudia e Itaúba. O reservatório abrangerá os municípios de Cláudia, Itaúba, Ipiranga do Norte, Sinop e Sorriso. 

Estimada em R$ 3 bilhões, sendo 51% de recursos da francesa  Électricité de France (EDF) Brasil e 49% do governo federal, a usina vai fomentar a economia local, gerando três mil empregos diretos e mais três mil indiretos. Expectativa é a de gerar 408 megawatts (MW), suficientes para atender 1,6 milhão de pessoas.

Leia Também:  Segurança mata ladrão com tiro no peito durante furto em distribuidora de Cuiabá

“É importante a participação da Assembleia Legislativa no andamento da obra, especialmente, pelos deputados que compõem a Comissão de Meio Ambiente. Isso dá confiança ao investidor estrangeiro”, destacou Delvallet.

De acordo com Vasconcelos, a visita faz parte da programação para que a sociedade, imprensa e poderes constituídos possam conhecer a obra. “A Assembleia Legislativa é nossa parceira, mais uma vez, os convidamos para visitar a obra, alguns deputados já estiveram no local e gostaríamos que continuassem acompanhando”, explicou o engenheiro, ao acrescentar que uma das fases mais importantes da usina foi a conclusão do desvio do rio.

Com o Programa dos Municípios, conforme o diretor Padilha, será possível investir R$ 140 milhões na área do meio ambiente, uma forma para compensar os impactos ambientais. “Será a contrapartida a possíveis prejuízos ambientais causados pela obra. A usina representa importante contribuição para atender o crescente consumo de energia elétrica no Brasil”. 

A Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop está sendo implantada pela Companhia Energética Sinop (CES), uma Sociedade de Propósito Específico (SPE), formada por três acionistas – Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), Électricité de France (EDF) Brasil e Centrais Elétricas do Norte do Brasil (Eletronorte). A CES detém, ainda, a concessão da Hidrelétrica para sua operação por 35 anos e para a implantação do Empreendimento contratou empresas para a execução dos programas socioambientais do Projeto Básico Ambiental (PBA) e a Construtora Triunfo para a execução das obras civis, fornecimento eletromecânico e montagem da Usina.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

DESTAQUE

Projeto oferece 100 vagas gratuitas para oficinas de balé clássico

As inscrições serão realizadas de forma presencial até 10 de fevereiro, no Shopping Goiabeiras.

Publicados

em

Foto - Alexandre Hudson

O projeto ‘Dança – uma oportunidade de aprendizado’ está com inscrições abertas para 100 vagas gratuitas em oficinas de balé clássico, que serão realizadas em Cuiabá. Podem participar crianças, adolescentes e jovens de famílias que recebem até um salário mínimo. As inscrições serão realizadas de forma presencial até 10 de fevereiro, no Shopping Goiabeiras.

O projeto tem patrocínio do Governo de Mato Grosso por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel). É realizada pela Companhia das Artes e Associados – Cidarta, e inclui a participação na 15ª Mostra de Dança de Mato Grosso, que será realizada este ano em Cuiabá. Além das oficinas, os alunos também recebem o uniforme de balé e figurinos de dança para uso durante o espetáculo de encerramento das atividades.

Para participar, além da renda familiar de até um salário mínimo, os candidatos também precisam comprovar matrícula em escola pública e ter disponibilidade para participar das aulas entre 13 de fevereiro e 13 de maio. As oficinas serão realizadas no período vespertino, e os selecionados não precisam ter conhecimentos de dança.

Leia Também:  Comissão de Saúde discute evolução dos casos de Coronavírus em MT nesta terça-feira (14)

Depois das inscrições, os candidatos participarão de uma seleção final que será realizada de 11 a 13 de fevereiro. As aulas ocorrerão na sequência e seguem até 13 de maio, quando os alunos irão participar de uma apresentação gratuita ao público, no Shopping Goiabeiras.

####
Inscrições presenciais para oficinas gratuitas de balé clássico
Prazo: até 10 de fevereiro
Local: Companhia das Artes e Associados – Cidarta, localizada no primeiro piso do Shopping Goiabeiras, em Cuiabá

Mais informações: (65) 99943-7748 (whatsapp) e telefone 3322-2426

Foto: Alexandre Hudson

FONTE – SECOM MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA