VÁRZEA GRANDE

DESTAQUE

Diretores do Cosem passam a fazer parte do Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea

Publicado em

DESTAQUE

Atualmente MT possui aproximadamente 38 mil doadores

Da Redação

 

A diretoria do Conselho de Secretários Municipais de Saúde de Mato Grosso (COSEMS/MT) sensível à causa das doenças hematológicas se mobilizou e se fez presente no MT Hemocentro para coleta de material e inscrição no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (REDOME) plataforma eletrônica onde são inseridos os cadastros dos doadores voluntários. A ação contou com a presença maciça dos diretores que representam as 16 regiões de saúde mato-grossense.

Nas dependências do único banco de saúde público de Mato Grosso os gestores municipais de saúde foram recebidos por uma equipe da unidade formada pelas técnicas Silvana Kruger, Magda Matos, Rita Bezerra, Adriana Penha e Juliana Silva.

Já no auditório os gestores participaram de uma palestra esclarecedora sobre a doação de sangue e medula óssea, onde foi frisada a busca pela diversidade de genótipos, a necessidade real do engajamento dos doadores visto que muitos exames e até mesmo a doação são fora do Estado, da manutenção dos dados atualizados e também desmistificando a doação de medula. “Precisamos ampliar a representatividade de doadores, especialmente entre os quilombolas e indígenas, e aumentar a chance de vida para os receptores que precisam da medula óssea e que estão na fila de espera.”, ressaltou Silvana Kruger. 

A secretária de Apiacás, Fabiana Pessoa lembrou que em seu município foi procurada por um doador que foi recrutado e auxiliou na sensibilização de seu empregador. “O paciente me procurou na secretaria e buscamos auxiliar dialogando com o patrão, explicando a importância do trabalhador se ausentar para realização dos exames, até cumprir os requisitos para ser feita a doação”, relatou.

O propositor da ação junto aos secretários de Saúde, Marcos Felipe que é gestor no município de Tapurah destacou que a intensão inicial da proposta foi auxiliar um menino da sua região o Miguel, mas agora percebe que a sua contribuição com 5 ml de sangue e alguns minutos do seu tempo será fundamental para inúmeros Migueis. “A pressa que temos em cumprir agendas no dia a dia fica tão insignificante perto da pressa de quem necessita desta doação”, acrescentou.

Leia Também:  Servidores de Várzea Grande passam a ter plano de saúde e odontológico

Na ação foram coletadas 20 amostras que seguem para análise e inserção no banco de dados, a diretoria executiva do COSEMS/MT composta pela presidente, Silvia Regina (Porto dos Gaúchos, pela vice-presidente, Aparecida Clestiane (Nobres) e pelo secretário, Jader Bahia (Água Boa) participaram e avaliaram como produtiva e esclarecedora a contribuição dos gestores). “Conseguimos extrair informações e sanar dúvidas, levamos a experiência conosco e aguardamos a descentralização da coleta que hoje é feita somente na capital, dificultando o deslocamento dos munícipes de localidades mais longínquas”, concluiu Silvia.

DADOS

Em Mato Grosso existem aproximadamente 38 mil doadores cadastrados no REDOME, mas é necessária a ampliação e diversificação contínua no banco de dados para garantir assim uma chance maior de salvar vidas. A meta de cadastros para novos possíveis doadores é de 10 mil/ano.

Os principais beneficiados com o transplante são os pacientes com leucemia; linfomas e doenças autoimunes. A medula óssea é constituída por um tecido esponjoso mole localizado no interior dos ossos longos. É nela que o organismo produz praticamente todas as células do sangue: glóbulos vermelhos, brancos e plaquetas.

Para ser doador de medula óssea é preciso ter entre 18 anos e 55 anos de idade, porém quanto mais jovem maior o tempo de permanência no banco nacional de doadores, destacou a assessora de direção do Hemocentro de Cuiabá, Silvana Kruger. “Por essa razão é que precisamos realizar a campanha de chamamento de novos doadores, todos os anos, para manter o cadastro ativo por mais tempo”.

Leia Também:  Escolas Militares de MT se destacam no Ideb e Governo planeja dobrar número de unidades no Estado

É necessário ainda que os doadores mantenham o endereço e telefone sempre seus cadastros atualizados para facilitar a localização, em caso de compatibilidade.

Visando a conscientização à doação de medula óssea foi criada a Lei 9.807/12, de autoria do deputado estadual Ondanir Bortolini “Nininho”, que institui a Semana Estadual de Conscientização da Importância da Doação de Medula Óssea, no período de 22 a 28 de maio.

Os gestores municipais foram convidados a participar das atividades preparadas pelo Hemocentro juntamente com a Assembleia Legislativa e a Câmara de vereadores da capital que promovem neste mês audiências públicas para sensibilizar a população em geral sobre a necessidade e importância de ser um doador de medula óssea. A programação será desenvolvida no período de 22 a 28 de maio e prevê ainda a realização de campanha publicitária para atingir um universo maior de possíveis doadores.

Além desses eventos, o MT Hemocentro preparou um espaço específico para atender aos doadores de medula, na unidade de Captação de Doadores, na Rua 13 de Junho, 1055 – Porto – Cuiabá, que funciona segunda à sexta-feira, das 07h às 17h30, e na unidade de coleta do Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá, na Rua General Vale 182, bairro Bandeirantes, de segunda à sexta-feira, das 08h às 17h. Não há custos financeiros e nem risco de saúde para o doador de medula óssea.

A Secretaria de Saúde do Estado está providenciando o credenciamento no REDOME de 16 unidades de saúde no interior, junto ao INCA – Instituto Nacional do Câncer, para ampliar o acesso do doador ao banco do REDOME.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

DESTAQUE

Gestão Emanuel Pinheiro obtém aprovação de mais de 90%

O Programa Nacional de Transparência Pública, organizado pela Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), conta com suporte do Instituto Rui Barbosa (IRB).

Publicados

em

Foto: Luiz Alves

A Prefeitura de Cuiabá,  por meio da gestão Emanuel Pinheiro, consolidou na manhã desta terça-feira (7), mais um importante ato de reconhecimento pelo avanço nas ações governamentais de controle social. A administração recebeu  o ‘Selo Ouro’ do Programa Nacional de Transparência Pública, organizado pela Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (ATRICON), em conjunto com o Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT).

Em Mato Grosso, apenas oito dos 141 municípios alcançaram o feito na categoria e a capital obteve uma aprovação superior a 92%, com base nos requisitos exigidos. “Os mecanismos de controle social são ferramentas de extrema eficácia à sociedade. Possibilitam que a população, a quem o administrador deve todo seu respeito e empenho, acompanhar, exigir o trabalho e resultados no desenvolvimento da cidade. A conquista dessa premiação evidencia, mais uma vez, o compromisso da gestão, o comprometimento e o zelo pelo erário público”, declarou o prefeito Emanuel Pinheiro.

Representando o prefeito da capital, ao receber a premiação, a Controladora-Geral do Município, Mariana Ribeiro, destacou que a meta da administração Emanuel Pinheiro é conquistar o ‘Selo Diamante’, com a validação de 100% dos critérios estabelecidos.

Leia Também:  Homem é pego com 33 máquinas de registro de aposta de jogo do bicho em Cuiabá

“Trata-se de um reconhecimento importantíssimo, uma prioridade repassada pelo prefeito Emanuel Pinheiro de fortalecimento do controle social. Estamos muito honrados e felizes em recebê-lo, resultado de um trabalho árduo e contínuo, que nos direciona, com total certeza de que estamos trilhando o caminho certo. Para o ano que vem, vamos chegar, se Deus quiser, a nota máxima”, declarou.

Participaram da solenidade, o presidente da Corte, o conselheiro José Carlos Novelli e os conselheiros Guilherme Maluf e Sérgio Ricardo.

O Selo Ouro 

O Programa Nacional de Transparência Pública, organizado pela Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), conta com suporte do Instituto Rui Barbosa (IRB). Após a análise dos técnicos dos Tribunais de Contas, cada portal é classificado conforme o percentual de critérios atendidos.

Responsabilidade 

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Controladoria Geral Municipal (CGM), em novembro de 2022, também conquistou a medalha de ouro no Programa Nacional de Transparência Pública 2022, na categoria Qualidade em Transparência. O Município alcançou o índice de 92,19%, na avaliação, com êxito de 100% em seis, dos 12 grupos de critérios analisados, por meio de fiscalizações no Portal Transparência regional.

Leia Também:  Feriado: atendimento ao público do Detran-MT retorna na segunda (07)

Por NATHANY GOMES – FONTE: SECOM CUIABÁ

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA