VÁRZEA GRANDE

DESTAQUE

Delegado Claudinei prestigia a formação de novos servidores do sistema socioeducativo

Publicado em

DESTAQUE

Cerca de 150 agentes de segurança do Socioeducativo concluíram o curso de formação para atuarem em quatro unidades de Mato Grosso

Da Redação

Cerca de 150 agentes de segurança do sistema socioeducativo concluíram o Curso de Formação Inicial com conteúdo prático e teórico e carga mínima de 480 horas, na última quarta-feira (16), na Academia de Polícia Militar Costa Verde, em Cuiabá. O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), defensor da nomeação dos aprovados em concursos públicos da segurança pública, marcou presença na solenidade, juntamente com o secretário Alexandre Bustamante e a secretária Adjunta de Justiça da Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp), Lenice Silva Barbosa, entre outras autoridades e servidores. 

Os formandos garantiram a nomeação no início de fevereiro deste ano, sendo que atenderão as unidades de Cuiabá, Rondonópolis, Lucas do Rio Verde e Sinop. “Depois de muita luta junto à Comissão de Segurança Pública e reuniões com os representantes do governo de Mato Grosso, alcançamos a nomeação desses empossados. Realmente, foi uma grande emoção prestigiar a formação desses servidores ao cargo de agentes de segurança do socioeducativo. Um evento enriquecedor e cheio de emoção a cada servidor que integra a segurança pública em prol da sociedade. Importante o evento e sei que darão o melhor para excelência na prestação do serviço. Desejo boa sorte a todos”, disse o parlamentar. 

Curso

O curso teve 160 horas com aplicação de métodos teóricos e 320 horas com conteúdo prático e operacional durante 98 dias. Os recém-empossados foram contemplados com 23 disciplinas e passaram por período de estágio. Neste período da pandemia da Covid-19, nenhum integrante foi positivado com a doença,  quando foram divididos em diferentes turmas para a execução, respeitando todas as normas de biossegurança e distanciamento para evitar a disseminação da doença. 

Bustamante agradeceu os formandos pela conclusão do curso, cumprimentou Claudinei e o deputado estadual Elizeu Nascimento (PSL) por terem lutado para a nomeação dos novos servidores do sistema socioeducativo, por meio da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa. “Obrigado por serem voluntários no concurso e estarem aqui. Parabéns pela formação! Cumprimento os deputados e amigos, Elizeu e Claudinei. Parcela da nomeação dos aprovados foi fruto do trabalho deles dois e da Comissão de Segurança. Eles exigiram do Estado a nomeação dos novos servidores. Eu tenho certeza que tudo está escrito nas letras de Deus. A hora que tem que ser, será. Tenho certeza que o esforço é coroado com a vitória”, declarou o secretário de Segurança Pública.

Já a adjunta Lenice reconheceu que o momento para chegar até o Curso de Formação Inicial não foi nada fácil. “Não foi fácil. A palavra que usei foi gratidão, afinal ela nos move. Gratidão a Deus, ao governador porque cada nomeação aqui, quem nomeia é ele. Ele oportunizou a gente poder pedir, ele nos ouviu, foi um grande ganho. Este é o nosso primeiro curso de formação com práticas operacionais, porque o socioeducativo é capacitado para preservar os direitos. Gostaria de agradecer o nobre deputado Delegado Claudinei. Ele cobrou muito”, posiciona. 

Efetivo

O gerente do polo regional do sistema socioeducativo de Rondonópolis, Cassio Luca da Cruz, explicou que a unidade terá 73 novos servidores embora, por alguns anos, a unidade tenha passado por uma defasagem no quadro de pessoal. “Momentaneamente, iremos receber 73 alunos formados, aguardando a inauguração da nova sede. Por enquanto, iremos trabalhar na atual unidade. Antes, havia a necessidade de pessoal. Nós trabalhávamos em um regime de plantão de 24 por 72 [horas], a nossa defasagem era de uma média de cinco agentes por plantão. E agora com essa nova adaptação, com a nova unidade, trabalharemos com a capacidade total de servidores para atuar nesta área de agente de segurança do socioeducativo”, esclarece. 

Ele reconhece a luta pela nomeação por parte do deputado Claudinei, que levantou a bandeira para o aumento no efetivo nas instituições da segurança pública de Mato Grosso. “O deputado Claudinei sempre nos auxiliou em nossas demandas na unidade, no período que atuava como delegado de polícia. Nós notamos que depois que houve a entrada de pessoas da segurança pública no Parlamento estadual, principalmente ele, isso virou um reflexo dessa atenção maior que nós estamos tendo. O socioeducativo, anteriormente, grande parte da sociedade nem sabia o que era, e agora é evidenciado melhor. Podemos garantir que as respostas que daremos com todo este incentivo, vai ser um excelente trabalho prestado daqui a diante”, enfatizou Cássio. 

Também marcaram presença do secretariado da Sesp, Carlos George de Carvalho Davim, Victor Paulo Fortes Pereiras e Emanoel Alves Flores e representantes do Corpo de Bombeiros Militar e Polícia Militar de Mato Grosso, entre outros convidados.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  PJC prende principal suspeito da morte de garota de programa em Colniza
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

DESTAQUE

Médicos que atuavam em Água Boa são denunciados pelo MPE

Publicados

em

Infomoney

Médicos não habilitados pelas autoridades brasileiras foram denunciados pelo Ministério Público do Estado por exercício ilegal da medicina em Água Boa, a 730 Km de Cuiabá. Victor Gustavo Barja Oliva, Jéssica da Vera Cruz Sousa e Lydia da Vera Cruz Souza. De acordo com a instituição, eles vão responder por expor a vida ou a saúde de outras pessoas a perigo, associação criminosa e falsidade ideológica.

 

Também foram acionados o médico Sebastião Siqueira de Carvalho Júnior e Raquel Guerra Garcia, sócios e administradores da empresa Cure Tratamento em Saúde Ltda, que era responsável até então pela prestação dos serviços de saúde na Unidade de Terapia Intensiva de Covid-19 do hospital onde os fatos ocorreram.

 

De acordo com o MPMT, várias reclamações relacionadas à atuação dos denunciados chegaram ao Ministério Público e os fatos estão sendo apurados na esfera cível e criminal. Existe, inclusive, inquérito policial instaurado para apurar possíveis consequências criminais envolvendo a morte de duas pessoas.

 

Na denúncia cita, que o grupo atuou entre os meses de abril e maio deste ano no Hospital Regional Paulo Alemão. Além de exercer a profissão de médico sem autorização legal, as investigações descobriram que eles faziam declaração falsa, com o intuito de alterar a verdade sobre fato juridicamente importante.

 

O MPMT cita ainda, que por várias vezes o grupo atuou sem a supervisão do médico responsável pelo local, prescrevendo medicamentos, avaliando pacientes e exames clínicos, e realizando procedimentos médicos, como dreno de tórax, acesso central, intubação e massagem cardíaca.

 

Os administradores da unidade hospitalar, que atuavam nesse período, estão sendo acusados de substituir os medicamentos de primeira linha, por outros que não da mesma eficácia. O MPMT disse ainda, que existem relatos de pacientes que teriam passado pela experiência de acordar durante o período em que se encontravam intubados.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Delegados da PF veem com preocupação troca de ministro
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

ESPORTE

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA